Noticias do dia 06 de Março de 2013 - Rádio Ideal

08:19 Radio Ideal FM 0 Comentarios



REFLEXÃO
O Evangelho nos surpreende muitas vezes ao usar determinados termos que, à primeira vista, nos parecem totalmente descabidos em relação a Deus. O texto de hoje nos mostra Deus indignado por causa da falta de perdão. Como pode Deus indignar-se, o Altíssimo ter a sua dignidade ferida? Este texto nos mostra uma realidade muito profunda: se o pecado fere a dignidade humana, a ausência do perdão fere a dignidade divina. Por que? Porque Deus é amor, é misericórdia, e negar o amor e a misericórdia é negar o próprio Deus na sua essência. Negar o perdão é negar que Deus é amor e misericórdia e impedir que ele aja com amor e misericórdia em relação a nós mesmos, e impedir a ação misericordiosa de Deus é causar-lhe indignação.
COMEMORAÇÕES
Ordenação Episcopal
  • Dom José Negri, PIME, Bispo de Blumenau - SC
NOTÍCIAS
Os bispos que presidem as comissões pastorais e os regionais da CNBB participam de encontro em Brasília a partir da manhã desta terça-feira, 5 de março, na sede da Conferência. A reunião termina na quinta-feira, 7 de março.
O presidente em exercício da CNBB, dom José Belisário, deu início aos trabalhos e dom Leonardo Steiner, secretário geral, anunciou que na pauta da reunião estão assuntos de grande importância para a caminhada da Igreja no país, especialmente em relação à preparação para a próxima assembleia geral do episcopado e o estudo da conjuntura social e política do Brasil. Juventude, Código de Mineração e o estudo de documentos a respeito da Questão Agrária e dos Quilombolas. Está prevista também uma visita do Núncio Apostólico no Brasil, dom Giovanni d'Aniello. Ainda serão consideradas, na reflexão dos bispos, a celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, a 5a. Semana Social Brasileira e o grande encontro intereclesial das CEBs. Nessa ocasião, os bispos também fazem os informes a respeito da realidade dos regionais da CNBB.
Padre Francisco de Assis Wloch, subsecretário Adjunto de Pastoral, na primeira hora do encontro, tratou do modo como a Conferência acompanha a implementação das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil. Passando cada regional, ele mostrou planos de pastorais que foram reformulados e destacou o esforço das dioceses em aplicar as Diretrizes em suas realidades particulares. Padre Wloch lembrou que o próximo ano já será um período para avaliação do processo de andamento de aplicação das Diretrizes. Dom Leonardo recordou que enriqueceria mais ainda se mais dioceses enviassem seus planos para a subsecretaria de pastoral.
Ainda na primeira parte da manhã desta terça-feira, foi apresentado ao Conselho Permanente um piloto do novo formato do programa de TV “Igreja no Brasil” que foi brilhantemente produzido e distribuído pela pastoral da comunicação da arquidiocese de Salvador e que passa, a partir do próximo mês de abril, a ser produzido pela assessoria de imprensa da CNBB. Os bispos realçaram a importância da participação dos regionais enviando material em vídeo para a pauta do programa.

Ao fim da Congregação Geral desta terça-feira, os Cardeais enviaram um telegrama ao Papa emérito, assinado pelo Cardeal decano Angelo Sodano.
A seguir, a íntegra da mensagem:
"Os Padres Cardeais reunidos no Vaticano para as Congregações gerais em vista do próximo Conclave enviam a Sua Santidade uma uníssona saudação com a expressão da renovada gratidão por todo o luminoso ministério petrino de Sua Santidade e pelo exemplo dado de uma generosa solicitude pastoral para o bem da Igreja e do mundo.
A gratidão dos Cardeais quer representar o reconhecimento de toda a Igreja pelo incansável trabalho de Sua Santidade na vinha do Senhor.
Os membros do Colégio Cardinalício confiam, enfim, nas orações de Sua Santidade pelos cardeais, assim como por toda a Santa Igreja".

Prosseguem na Sala do Sínodo, no Vaticano, as Congregações Gerais que reúnem os cardeais presentes em Roma para a eleição do novo Pontífice. No encontro da tarde de segunda-feira, 04, o pregador da Casa Pontifícia, Frei Raniero Cantalamessa, propôs a primeira meditação prevista pela Constituição apostólica.
Padre Federico Lombardi, Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, informou que terça, 05, e quarta-feira, 06, haverá apenas a Congregação da manhã, às 9h30.
Ainda na tarde de segunda-feira, outros quatro cardeais eleitores chegaram a Roma e participaram da Congregação Geral da tarde (o Patriarca maronita libanês Bechara Rai, Dom Meissner, de Colônia, Dom Woelki, de Berlim, e Dom Sarr, de Dacar). À noite, desembarcou na capital italiana o Cardeal Rouco Varela, arcebispo de Madri.
Portanto, na manhã desta terça, 05, os cardeais eleitores (com menos de 80 anos) presentes na terceira Congregação são 108. Para facilitar o debate, 5 interpretes traduzem seus pronunciamentos em inglês, francês, espanhol, alemão e italiano.
Muitos pediram biografias e fotos de seus colegas, já que nem todos se conhecem. Na manhã de segunda, 04, cada um deles recebeu uma pastinha com informações sobre o Colégio.
A data de início do Conclave será estabelecida uma vez que estejam presentes todos os cardeais eleitores.
Por exigências do próximo Conclave, a partir das 13h desta terça-feira, 05, a Capela Sistina estará fechada ao público, até segunda ordem. O comunicado é do Museu do Vaticano. No mesmo período, fecharão suas portas também o Apartamento dos Borja e a Coleção de Arte Religiosa Moderna.

O secretário executivo da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) da CNBB, professor Pedro Gontijo, apresentou ao Conselho Permanente da Conferência um amplo painel das questões significativas da atual realidade social e política no Brasil e no mundo.
A primeira parte da análise mostrou o quadro internacional e destacou que “o estabelecimento de uma área de comércio entre os Estados Unidos e a União Europeia se apresenta como possibilidade de superação da crise financeira de 2008, ao tempo que baliza para o risco de um aprofundamento do projeto de globalização baseado no neoliberalismo”. Percebe-se também, disse Gontijo, que o quadro geral da realidade mundial aponta para “frustrações acerca de novas dinâmicas que a chamada primavera árabe foi (in)capaz de estabelecer no mundo árabe”. O professor também abordou a repercussão na mídia da renúncia do Papa Bento XVI e, no âmbito de análise mais geral, destacou “a preocupação com a reparação para as famílias vítimas da explosão nuclear ocorrida há quase dois anos em Fukushima, no Japão”.
Em segundo lugar, a análise de conjuntura tratou do cenário da América Latina que “vive tempos de busca de novos modelos de existência com autonomia política com relação aos EUA. As experiências de governos totalitários e de avanço do neoliberalismo em décadas passadas fizeram emergir forças locais que faziam oposição ou divergiam das políticas hegemônicas”. O professor Gontijo recordou que “mais que analisar as situações de cada país são apresentados alguns aspectos que ilustram a conjuntura latino-americana na Bolívia, na Argentina, no Uruguai, na Venezuela, no Equador e as repercussões da passagem pelo Brasil da blogueira cubana Yoani Sánchez”.
“No cenário nacional, abordam-se as indefinições da economia brasileira e mundial e suas repercussões nos vários países, que no Brasil produziu um ‘pibinho’”. Gontijo também apresentou análise “do significado do anúncio da presidente Dilma do fim da extrema pobreza no país e seus desafios”. E, no final dessa parte da análise, abordou a antecipação do calendário eleitoral de 2014. E conclui-se com a apreciação da delicada situação do Congresso Nacional frente à decisão do STF sobre a ordem de votação dos mais de três mil vetos presidenciais.
O trabalho da equipe especial que faz análise de conjuntura, na apresentação do professor Pedro Gontijo, mostrou também que “no âmbito dos movimentos sociais são analisadas as ofensivas contra o povo Guarani-Kaiowá no Mato Grosso do Sul, que resultaram no assassinato de um jovem indígena por um fazendeiro da região”. A análise também considerou os “significados da inauguração de um laticínio oriundo de Assentamento de reforma agrária realizada no Paraná e as reivindicações das mulheres ocorridas durante a realização do I Encontro Nacional do Movimento das Mulheres Camponesas, ocorrido em Brasília no mês de fevereiro último”.
No final da apresentação da análise de conjuntura, padre Geraldo Martins, assessor de política da CNBB apresentou alguns destaques sobre notícias do Congresso: “a tramitação do Estatuto da Juventude, a preocupação com a proposta de alteração da lei sobre o Sistema Nacional de Política sobre Drogas; e o andamento do projeto de Reforma Política e o perigo da redução da maioridade penal”.
Depois do debate dos bispos, sem que tenha autoridade de texto oficial da Conferência, mas uma contribuição da CBJP, o texto da análise de conjuntura será disponibilizado no site da CNBB.

O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, concedeu no início da tarde desta terça-feira, 5 de março, uma coletiva sobre as congregações gerais dos cardeais em vista do Conclave. Ele adiantou que o número de eleitores pesentes agora são 110 e os cardeais ainda não marcaram a data do Conclave.
Em destaque, a mensagem que os cardeais enviaram na manhã desta terça-feira a Bento XVI. Ainda não foi tomada uma decisão acerca do início do Conclave. No início da coletiva, o religioso jesuíta voltou brevemente à segunda Congregação Geral de segunda-feira, realizada na parte da tarde. Durante a Congregação teve lugar a meditação do pregador da Casa Pontifícia, o frade capuchinho Pe. Ranieri Cantalamessa.
Pe. Lombardi afirmou que na tarde desta segunda-feira chegaram alguns cardeais, em particular alguns eleitores, que na parte manhã ainda não estavam presentes e, portanto, assim que chegaram fizeram o seu juramento: o patriarca maronita libanês, Cardeal Raï; o arcebispo de Colônia, Cardeal Meisner; o arcebispo de Berlim, Cardeal Völki; o arcebispo de Dacar, Cardeal Sarr, e o arcebispo de Praga, Cardeal Duka.
Na Congregação desta segunda foi decidido que não haverá congregações na tarde desta terça e da quarta-feira: portanto, também na quarta-feira haverá Congregação somente pela manhã.
Na manhã de hoje teve lugar a terceira Congregação Geral, realizada das 9h30 às 12h40 locais, com um intervalo de cerca de meia hora. Também manhã desta terça-feira outros cardeais chegaram ao Vaticano, os quais fizeram o seu juramento. Dois cardeais eleitores: o arcebispo de Madri, Rouco Varela, e o polonês Grocholewski. Portanto, no momento estão presentes em Roma 110 cardeais eleitores. 148 purpurados participaram da Congregação Geral desta manhã.
Pe. Lombardi informou que na Congregação Geral desta manhã foram feitos 11 pronunciamentos. Entre os temas: atividade da Santa Sé e dos diferentes dicastérios e a sua relação com os episcopados; renovação da Igreja à luz do Concílio Vaticano II; situação da Igreja e exigência da nova evangelização no mundo, nas diferentes situações culturais. Ao todo, entre segunda e terça-feira, foram feitos 33 pronunciamentos representativos de todos os 5 continentes.
O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé afirmou que há uma liberdade e uma expressividade da assembléia que tem sido muito eficaz nos pronunciamentos. Ademais, por enquanto, a duração dos pronunciamentos não foi reduzida a um tempo determinado. A questão do início do Conclave continua completamente aberta à consideração dos cardeais. Até então não foi tomada nenhuma decisão, precisou.
Pe. Lombardi acrescentou que a congregação dos cardeais quer entender de quanto tempo pode precisar para fazer a sua adequada preparação em vista da decisão tão importante do Conclave. Portanto, "sem apressar as coisas", comentou.
O sacerdote jesuíta informou que amanhã, quarta-feira, às 17h locais, na Basílica de São Pedro, os cardeais se reunirão no Altar da Cátedra para a Adoração e as Vésperas. Trata-se de um momento de oração que será conduzido pelo cardeal decano Angelo Sodano.
Os cardeais convidam toda a Igreja a rezar e a viver na oração este tempo de preparação para uma decisão tão importante como a eleição do Papa.
Na tarde desta terça-feira tiveram início os trabalhos de preparação da Capela Sistina: portanto, a partir de hoje a capela não mais pode ser visitada pelos turistas, dados os trabalhos em vista do Conclave.
Por fim, Pe. Lombardi fez uma atualização dos dados concernentes à presença da imprensa para a eleição do novo Pontífice. Até a tarde desta segunda-feira os temporariamente acreditados eram 4.432; os permanentes, entre imprensa, foto e vídeo, eram 600. Portanto, superada a cifra total dos 5 mil acreditados. Eles representam 65 nações e 24 línguas.
Ademais, foram mostradas as imagens do Centro Televisivo Vaticano (CTV) com as três urnas que serão utilizadas pelos cardeais na votação durante o Conclave

A edição 2013 da Semana de Oração para a Unidade dos Cristãos (SOUC), será realizada entre os dias 12 e 19 de maio. O tema da Semana será “O que Deus exige de nós?”.  Inspirado em Miquéias 6:6-8, o material foi todo preparado pelo Movimento de Estudantes Cristãos da Índia, com a consultoria da Federação de Universidade Católica de Toda a Índia e do Conselho Nacional de Igrejas na Índia. O Conselho Nacional de Igrejas Cristã do Brasil (CONIC), por sua vez, se encarregou de produzir todo o material que será utilizado por igrejas e movimentos ecumênicos.
No processo de preparação, enquanto se refletia sobre o significado da Semana, ficou decidido que, num contexto de injustiça em relação aos dalits na Índia e na Igreja, a busca pela unidade visível não poderia estar dissociada do desmantelamento do sistema de castas e do apelo às contribuições para a unidade dos mais pobres.
Para adquirir o Cartaz e o Caderno de Oração da SOUC os interessados deverão entrar no site da CONIC e obter as informações.
Os frutos das ofertas doadas ao longo da Semana são distribuídos da seguinte maneira: 40% para a representação regional do CONIC (onde houver) e 60% para o CONIC Nacional.
Neste ano de 2013 as ofertas destinadas ao CONIC Nacional serão utilizadas na continuidade da conscientização temática “Superação da Intolerância Religiosa”, tema que vem sendo trabalhado pelos regionais do CONIC.

Na tarde da terça-feira, 5 de março, os Bispos do Conselho Permanente da CNBB debateram, na sede da entidade em Brasília (DF), a conjuntura da juventude brasileira. A coordenação foi do Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura.
O tema foi debatido por assessores da Pastoral da Juventude. O pedagogo Glaucio Mota destacou, entre outros dados, a realidade da juventude no Brasil, com ênfase ao cenário educacional: 1,5 milhão de jovens da região nordeste são analfabetos; 48% dos jovens entre 15 e 17 anos estão no Ensino Médio, e apenas 13% dos que tem entre 18 e 24 anos frequentam a educação superior. O especialista chamou atenção para a necessidade de ações concretas que visem à qualificação da juventude e as oportunidades no mercado de trabalho. Além disso, enfatizou a urgência de políticas públicas para o enfrentamento da violência e recordou o alto índice de homicídios de jovens.
Rodrigo de Andrade, especialista em juventude e coordenador de Pastoral da Juventude de Curitiba (PR), ressaltou o engajamento dos jovens nas comunidades paroquiais. Diferente do cenário apresentado pela mídia, grande parte da juventude se diz cristã. Por outro lado, ele acredita que é preciso, também, que essa juventude de alguma forma, “se engaje em movimentos políticos que possam contribuir para uma maior articulação e presença nos jovens na sociedade civil”.
Também apresentaram o papel do Conselho Nacional da Juventude, que tem como meta de trabalho, a formulação de políticas públicas. “Precisamos incentivar nossa juventude para a participação dos movimentos nos Conselhos local, estadual e Nacional, para um maior engajamento dos jovens na política de nosso País”, afirmou Glaucio.

Por e-mail, diretamente de Roma, o cardeal dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, falou sobre suas percepções a respeito dos quase oito anos do pontificado de Bento 16. Na entrevista publicada no jornal O São Paulo, dom Odilo, que participará pela primeira vez de um Conclave, também orientou os católicos sobre como viver este tempo tão importante para a vida da Igreja.
Veja a íntegra:
O SÃO PAULO – O que significou o pontificado de Bento 16 para a Igreja e quais foram suas principais contribuições?Dom Odilo - Bento 16 deixa um legado importante para a Igreja e será certamente recordado na história da Igreja como um dos grandes papas teólogos; tanto pelo que escreveu e falou quando já era Sumo Pontífice, quanto pelo que escreveu antes disso. Será recordado também pelo seu esforço em ajudar a Igreja a voltar-se para a essência de sua fé e de sua missão. Mostram isso suas encíclicas sobre a esperança e a caridade, as Exortações Apostólicas sobre a Eucaristia e a Palavra de Deus. Mas será recordado, também, por ter estimulado o clero a buscar a autenticidade na vivência de sua vocação e toda a Igreja, na revalorização de sua fé e no esforço renovado para transmiti-la aos outros. Enfim, a própria renúncia é um gesto que ajudará a Igreja a voltar-se mais para o essencial de sua vida e missão, a partir de um renovado encontro com sua própria razão de ser e existir; um professor de teologia, em Roma, observou: a renúncia foi sua última aula de eclesiologia...
O SÃO PAULO – E o que significou a atuação de Bento 16 para a humanidade?Dom Odilo – Isso ainda será melhor avaliado com o passar do tempo. De toda forma, continuando a tradição de seus predecessores, Bento 16 manifestou-se sobre todos os assuntos e fatos relevantes deste momento da vida e da história humanas. Sua contribuição para a cultura, a filosofia, a busca da verdade e do bem são extraordinárias; como teólogo e humanista tem largos horizontes e teve sua palavra geralmente acolhida com respeito e consideração; estimulou o mundo a pensar e a ir além das superficialidades de uma cultura consumista e imediatista. Sua encíclica social – Caritas in veritate – é uma contribuição importante para o discernimento sério sobre as questões que atualmente afligem a humanidade. Estimulou muito, também, o diálogo entre as religiões e as culturas. Teve sempre a preocupação da justiça, da paz e da solidariedade entre os povos.
O SÃO PAULO – Como os católicos devem encarar as críticas e este clima de “denuncismo” que se instaurou na mídia após o anúncio de que o papa iria renunciar?Dom Odilo – Com muita serenidade e discernimento. É um fato interessante que, de um momento a outro, todos começaram de novo a falar da Igreja, mesmo sem conhecer bem as questões abordadas. Muita matéria produzida foi sensacionalista ou simplesmente marcada pelo preconceito contra a Igreja, sem o interesse de conhecer ou comunicar a verdade. É sempre importante tentar saber de qual púlpito vem o sermão e perguntar se merecem crédito certas afirmações bombásticas, de efeito retórico (ex. “guerra civil no Vaticano”...), que não se sustentam em fatos, mas em suposições e conjecturas que visam jogar no descrédito a Igreja perante o mundo e perante seus próprios fieis. É preciso lembrar que cada um deverá prestar contas a Deus pelas afirmações mentirosas e injuriosas ditas contra o próximo ou também a Igreja. Recomendo que não se dê crédito fácil a certas caricaturas que se fazem da Igreja; quem conhece a Igreja e vive dentro dela sofre com o desprezo à Igreja. Infelizmente, as palavras do próprio Papa, proferidas no anúncio do dia 11 de fevereiro sobre sua renúncia, foram deixadas de lado, como sendo não-verdadeiras, para dar largas a todo tipo de suspeitas, especulações e conjecturas sobre os “reais motivos” da renúncia. Alguém nas condições e na autoridade do Papa deveria merecer mais crédito e respeito.
O SÃO PAULO- O senhor poderia descrever algum episódio mais pessoal de seus contatos com Bento 16?Dom Odilo – Lembro da vigília na Jornada Mundial da Juventude em Madrid, em julho de 2011. Veio um temporal muito forte durante a fala do papa; o vento balançava até a estrutura do palco, onde estavam o Papa, os bispos e muitas outras pessoas. Mais de um milhão de jovens estavam à frente do papa, apanhando toda aquela chuva. Os seguranças sugeriram várias vezes que ele se retirasse para um lugar mais seguro, mas Bento 16 quis permanecer ali, com os jovens... No final da celebração, parecia que não queria ir embora, preocupado com os jovens... Aproximou-se deles, de maneira muito paternal, e desejou que, apesar de tudo, eles repousassem ao menos um pouquinho... Na manhã seguinte, já debaixo de muito sol, a primeira coisa que fez foi perguntar aos jovens como tinham passado a noite. Achei isso de uma sensibilidade finíssima, que emocionou e cativou o coração dos jovens.
O SÃO PAULO - A partir dos momentos reservados que teve com Bento 16, que características o senhor destacaria dele?Dom Odilo - Um homem sereno, simples, inteligente, atento ao interlocutor, interessado em ouvir, extremamente gentil e fino no trato com as pessoas. Nunca pude ver nele aquele homem “autoritário” ou “duro”, como algumas vezes foi descrito; isso não corresponde à verdade. Quando visitou o Brasil, em 2007, fiquei perto do Papa durante alguns dias, na sua estadia em São Paulo. Eu lia os títulos na imprensa e me perguntava: de qual papa estão falando? Não era do Papa Bento 16, que eu conheço...
O SÃO PAULO - Estamos aguardando a escolha do novo Pontífice. A Igreja está “acéfala” até que o próximo papa seja eleito?Dom Odilo - Não, a Igreja nunca fica acéfala (“sem cabeça”, ou “sem chefe”) durante o período da vacância, porque o verdadeiro chefe da Igreja é Jesus Cristo glorificado, que nunca abandona o seu corpo, a Igreja. Além disso, durante a sede vacante, o Colégio dos Cardeais responde pela Igreja, segundo as competências que lhe são próprias.
O SÃO PAULO - Quais as características que o novo papa deve ter?Dom Odilo - O escolhido terá as qualidades que tiver, e não podemos idealizar demais. Nenhum papa é igual a outro. Ele deverá ser dócil às inspirações e à ação do Espírito Santo, inteiramente fiel a Cristo e à própria Igreja. Podemos, humanamente, desejar que seja uma pessoa muito capaz, cheia de virtudes, preparada do ponto de vista intelectual e teológico, homem de grande fé e vigor espiritual, capaz de liderança e de comunicação, segundo as condições do nosso tempo. Mas também neste caso, precisamos ter a consciência de que ninguém nasce papa, mas aprende a desempenhar essa árdua missão enquanto a exerce.
O SÃO PAULO– Quais são os principais desafios que o próximo papa vai encontrar?Dom Odilo - São os desafios de toda a Igreja, que se manifestam em toda parte: a nova evangelização, a transmissão da fé, a perseverança na fé e a operosidade dos filhos da Igreja para a irradiação da luz e da força viva do Evangelho no mundo... Há os desafios internos da renovação constante da Igreja, para que ela viva no compasso do tempo e da cultura, sem deixar de ser ela mesma; há os desafios externos, representados pela cultura do nosso tempo, muitas vezes fechada ao Evangelho, senão, contrária a ele. Há os desafios da presença pública da Igreja no mundo, no contexto da política, da economia, da educação, das relações sociais e internacionais. De fato, o Evangelho não é um bem privado da Igreja, mas uma “luz” para o mundo, que não deve ser ocultada, mas irradiada. Enfim, o desafios podem ser muitos, mas não devemos esperar que eles sejam enfrentados pelo papa sozinho, nem sempre em primeira pessoa. A missão e a responsabilidade pela Igreja são compartilhadas, com o Papa, por todos os bispos em comunhão com ele. E em cada Igreja local, com os bispos, também os sacerdotes e todos os fiéis assumem essa mesma responsabilidade. A Igreja não depende só do papa.
O SÃO PAULO - Qual deve ser a atitude dos católicos neste tempo de espera para a eleição do novo papa?Dom Odilo - Antes de tudo, uma serena fé e confiança na Igreja e na ação do Espírito de Cristo, que não abandona a Igreja. Talvez foi essa a mensagem mais insistente de Bento 16 nesses últimos dias de seu Pontificado: não estamos sozinhos; o Senhor não abandona a sua Igreja. Portanto, ninguém desanime, nem se deixe levar pelo pânico. Este é um tempo de espera e de serena esperança. A Igreja não conta apenas com as próprias forças e fragilidades. Ela pode continuar a contar com o seu supremo Pastor, que é o próprio Senhor Jesus.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pela primeira vez na história, Tatuí terá partidas de futebol americano
Evento federado reunirá Corinthians, Portuguesa, Santos e Sorocaba, no próximo domingo

Um esporte ainda pouco difundido no Brasil, mas que gera muita curiosidade por parte do público. Pela primeira vez em sua história, Tatuí receberá uma partida de futebol americano. Melhor: o município assistirá no próximo domingo, 10, a uma rodada dupla, do campeonato oficial da Fefasp (Federação de Futebol Americano do Estado de São Paulo), a Supercopa Paulista. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a entidade, a Prefeitura de Tatuí e o Sindicato dos Metalúrgicos, que inclusive cedeu seu clube para a disputa.
O presidente da Federação, Guilherme Piunti, esteve na última quinta-feira, 28, no município para formalizar a atração, junto ao prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, com a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Ana Paula Cury Coelho, com o secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Miguel Lopes Cardoso Junior, e com o diretor sindical, João de Lima Filho. “A Fefasp surgiu em 2012 com o objetivo de levar o esporte também ao interior do estado. Em seu primeiro ano, tivemos 9 times. Hoje, esse número dobrou, são 18 equipes que disputam o campeonato, além de outras quatro já em fase de estruturação”, comentou Piunti.  
A Federação realiza ainda projetos sociais, através de escolinhas de esporte voltadas a crianças e jovens de várias idades. O esporte funciona ainda como forma de integração e de promoção da disciplina, além da valorização da boa forma e do bem estar, por meio da prática esportiva. “O futebol americano é um esporte absolutamente democrático, independe de idade ou biótipo. Temos atletas com idades que variam entre 17 e 50 anos, jogadores baixos, altos e de pesos diferentes. Todos são necessários dentro de campo, pois cada um cumpre uma função tática específica, por isso a única exigência é um absoluto senso coletivo”, explicou o dirigente.
Apesar da novidade, a bola oval não deverá causa estranhamento entre os torcedores já que a rodada terá a participação de três grandes clubes do futebol paulista que ganharam sobrenomes apropriados para a modalidade. O primeiro jogo, previsto para as 10h, será entre Corínthians Steamrollers e Portuguesa Rhynos. O time de Parque São Jorge é o atual campeão invicto da competição.  Na sequência, às 14h, a disputa fica entre Santos Tsunami e Sorocaba Nemesis, time da região que participa do campeonato pela primeira vez.
O ingresso para assistir a partida é um quilo de alimento não perecível. Toda a renda será revertida para o Fundo Social de Tatuí. O clube do Sindicato dos Metalúrgicos fica na estrada Tatuí-Americana.

História
O futebol americano surgiu de uma série de três jogos entre as Universidades de Harvard e Yale, em 1867. Nesta época não existiam regras universais, as equipes jogavam alterando as regras para que ambas tivesse uma chance justa de vencer.
Já em 1876, Yale, Harvard, Princeton e Columbia formaram a Associação de Futebol Interuniversitária, que usava as regras de rugby, com apenas uma diferença na atribuição de pontos.
Em 1892, foi introduzido o sistema de downs para contrariar a estratégia de Princeton e de Yale de controlar a bola sem tentar concretizar os pontos.
Através da NFL (National Football League), o esporte ganhou reconhecimento mundial e hoje coleciona fãs na Europa, Ásia e América Latina. Seus jogos são transmitidos para mais de 160 países e o seu principal evento, o Super Bowl, ocupa nove das dez maiores audiências da TV norte-americana.
Em 1998 foi fundada a IFAF (International Federation American Football) para gerenciar o futebol americano pelo mundo, tendo mais de 60 países filiados, e organizar a Copa do Mundo de Futebol Americano, que acontece a cada 4 anos e em 2011 foi disputada na Áustria.

No Brasil
O esporte começou a ganhar alguma popularidade no Brasil no final dos anos 90, graças às transmissões feitas pela televisão, entre 1994 a 1998. Atualmente alguns canais fechados, transmitem os jogos da temporada NFL , de domingo e segunda-feira.
Com isso o esporte começou novamente a firmar a sua popularidade no Brasil, tendo a criação de diversos times, e consequentemente diversas entidades que buscam a formação de atletas, organização de campeonatos e início de profissionalização do esporte no país.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nova creche será inaugurada no próximo sábado na Avenida Firmo Vieira
Unidade atenderá 120 crianças – Prefeitura teve gasto extra de R$ 147 mil

A Prefeitura de Tatuí realiza no próximo sábado, 9, a sua primeira inauguração do ano. A nova creche da Vila Doutor Laurindo, localizada na Avenida Firmo Vieira de Camargo, paralisada pela administração anterior, será finalmente entregue à população, menos de dois meses após o reinício das obras, cumprindo o cronograma emergencial estabelecido pelo prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu. A inauguração da unidade, intitulada como Cacilda Rodrigues de Almeida Hoffman, atenderá 120 crianças, 24% do déficit atual de vagas, estimado em cerca de 500 postos.
A nova unidade tem 564 metros quadrados construídos, com espaço administrativo, sala multiuso e de informática, anfiteatro, playground, além de quatro salas destinadas para creche e pré-escola. Mais de R$ 767 mil foram investidos na construção, através de parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), mantido pelo Governo Federal.  
A Prefeitura foi obrigada a desembolsar mais R$ 147 mil para serviços complementares, como a construção do muro, grade frontal, portões e aplicação de grama. O município também teve que arcar com parte do mobiliário, já que o recurso para essa finalidade ainda não foi liberado. “Fizemos um esforço administrativo para poder viabilizar o quanto antes essa inauguração, diante da imensa procura de mães e pais que precisam trabalhar e não tem com quem ou onde deixar seus filhos. Infelizmente, só esse primeiro passo será insuficiente diante do gravíssimo déficit de vagas que herdamos”, advertiu Manu.
Ainda conforme o prefeito, outras duas creches estão sendo finalizadas: no Jardim Planalto e no Jardim São Conrado. Juntas irão oferecer 240 vagas, totalizando 360 e chegando a 72% do déficit. “A expectativa é também iniciar, ainda no primeiro semestre do ano, a construção de uma nova unidade no Jardim Santa Rita. Além de mais uma unidade já autorizada pelo governo federal, através da intervenção do deputado federal e líder do Governo Dilma, na Câmara Federal, Arlindo Chinaglia, investimento de mais de R$ 1 milhão”, explicou.
A inauguração é aberta ao público e acontece a partir das 10h. O endereço para acesso ao novo prédio é a rua Mário Orsi, 280.

Cronograma
A secretária municipal de Educação, Cultura e Turismo, Isabel Cristina Pires de Campos, divulgou no inicio da semana o cronograma para utilização e inicio das aulas da nova creche. As matrículas acontecerão na segunda, 11, e terça-feira, 12. Na quarta, 13, e quinta, 14, acontecerão os exames médicos admissionais para as crianças. Na sexta, 15, será a vez da reunião pedagógica. Já o período de adaptação dos alunos começa a partir do dia 18, com horários especiais e participação de pais e responsáveis na integração ao ambiente e à rotina escolar.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Manu assina termo de adesão para construção da “creche do idoso”
Tatuí ganhará Centro Dia e Centro de Convivência – investimento chega a R$ 750 mil

Mais um item do plano de governo do prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, está prestes a ser concretizado. Na última sexta-feira, 1º, Manu esteve em Sorocaba, assinando juntamente com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, o termo de adesão do Programa São Paulo Amigo do Idoso, iniciativa que permitirá a construção da chamada creche do idoso, a partir de parceria entre Governo do Estado e Prefeitura. Tatuí ganhará dois equipamentos de referência ao atendimento da melhor idade. O Centro Dia, estrutura que serve de amparo a idosos em situação de dependência, além do Centro de Convivência, espaço para confraternização, realização de eventos e atividades sociais. O investimento total é de R$ 750 mil.
O Centro Dia terá área total construída de 400 metros quadrados, com sala de atividades, refeitório, sala de televisão, espaço administrativo, salas de atendimento coletivo e individual, sanitários adaptados, cozinha, despensa, ambulatório, lavanderia, salas de repouso masculino e feminino, varandas, praça e pátio externo, pátio de serviços, além de paisagismo completo. Já o Centro de Convivência terá sala de administração, salão para eventos, cozinha, despensa, sanitários, praça e pátio externo, pátio de serviços, área de serviços e paisagismo, numa área construída de 200 metros quadrados.
Manu lembrou que as estruturas darão novo fôlego aos programas voltados à melhor idade no município. “Serão duas opções de espaço, para atendimento individualizado e específico para cada necessidade, levando em conta a autonomia, as condições físicas e psicológicas de cada idoso. Uma revolução que ampliará a gama de atendimento, proporcionando conforto aos contemplados e suas famílias”, argumentou o prefeito.
Diversos prefeitos estiveram presentes para a assinatura também dos repasses do Fundo Estadual de Assistência Social para os respectivos fundos municipais. O recurso total às prefeituras da região passa dos R$ 6,8 milhões, beneficiando mais de 87 mil famílias. A verba é destinada diretamente aos municípios, para a prestação de serviços socioassistenciais. Só Tatuí, será contemplada anualmente com R$ 450 mil. Para Garcia, o Fundo é hoje referência nacional. “Em 2013, houve aumento significativo no valor, para região de Sorocaba, passando de R$ 4 milhões para quase R$ 7 milhões de reais”, ressaltou o secretário.
Também participaram do evento, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí, Ana Paula Cury Coelho, e os vereadores Alexandre Bossolan e José Eduardo Morais Perbelini, (Eduardinho Amigo do Povo).


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo.  Tudo isso é feito por Deus, o qual, por meio de Cristo, nos transforma de inimigos em amigos dele.  2 Cor. 5.17, 18a 

Salvação por meio da fé em JESUS CRISTO.

Mas agora Deus já mostrou que o meio pelo qual ele aceita as pessoas não tem nada a ver com lei. A Lei de Moisés e os Profetas dão testemunho do seguinte: Deus aceita as pessoas por meio da fé que elas têm em Jesus Cristo. É assim que ele trata todos os que crêem, pois não existe nenhuma diferença entre as pessoas.  Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. Mas, pela sua graça e sem exigir nada, Deus aceita todos por meio de Cristo Jesus, que os salva. Deus ofereceu Cristo como sacrifício para que, pela sua morte na cruz, Cristo se tornasse o meio de as pessoas receberem o perdão dos seus pecados, pela fé nele. Deus quis mostrar com isso que ele é justo. No passado ele foi paciente e não castigou as pessoas por causa dos seus pecados; mas agora, pelo sacrifício de Cristo, Deus mostra que é justo. Assim ele é justo, e aceita os que crêem em Jesus. Será que temos motivo para ficarmos orgulhosos? De modo nenhum! E por que não? Será que é porque obedecemos à lei? Não; não é. É porque cremos em Cristo. Assim percebemos que a pessoa é aceita por Deus pela fé e não por fazer o que a lei manda.  Ou será que Deus é somente Deus dos judeus? Será que não é também Deus dos não-judeus? Claro que é!  Deus é um só e aceitará os judeus na base da sua fé e também aceitará os não-judeus por meio da fé que eles têm.  Será que isso quer dizer que, por causa da fé, nós tratamos a lei como se ela não valesse nada? Não; de modo nenhum! Pelo contrário, afirmamos que a lei tem valor. Romanos 3. 2131 


-- 
                                  Fique na Paz do Senhor Jesus!
                                             Suzana Souza,
                Bíblia,  Manual do Fabricante para se viver a vida.
J
EuSouÚnicoSalvador.
Ouça diariamente: 
Momentos de Paz e Vida - às 22:30h.
                                http://www.redemelodia.net/Player/AoVivo.htm
                                  http://www.vidafm.fm/index/player-radio-sp       
                            Mc. 4:23 - Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Tatuí divulga programação especial para o Dia Internacional da Mulher
Atrações incluem exposição, dança, apresentações musicais e stand da saúde

O Dia Internacional da Mulher será celebrado de maneira especial em Tatuí. Uma extensa programação foi preparada pela Prefeitura para homenagear as cidadãs tatuianas. As atrações, sempre gratuitas, acontecerão durante toda a sexta-feira, 8 de março, na Praça da Matriz, com foco na saúde, na cultura e no lazer.
O evento começa já às 10h com a mostra “A Arte da Mulher Tatuiana”, com exposições de telas de diversas artistas locais, incluindo trabalhos das fotógrafas Ilza Eleutério e Patrícia Maria Moraes. 
A Secretaria Municipal de Saúde terá stand próprio para realização de exames preventivos, como glicemia, pressão arterial, medida de circunferência abdominal, orientações sobre câncer de mama e de colo de útero, além de aconselhamentos relativos às doenças sexualmente transmissíveis.
O Fundo Social de Solidariedade também irá expor e comercializar os produtos fabricados pelo curso de panificação artesanal, enquanto grupos de dança da escola Rosinha Orsi, academia do Clube de Campo e a Rit´s farão apresentações muito especiais a partir das 15h. Já as atrações musicais ficarão a cargo do grupo Seresteiros com Ternura e da cantora Evelise, que trará repertório voltado à MPB. 

Exposição
Mas, a programação especial voltada à mulher começa antecipadamente já nesta quarta-feira, 6, com a abertura da exposição “Imagem e Poesia – Um Olhar Feminino sobre o Carnaval de Tatuí 2013”, que acontece no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, a partir das 20h. A mostra que segue até 14 de abril, trará registros de seis fotógrafos tatuianos sobre as mulheres que protagonizaram os festejos carnavalescos deste ano na cidade. 

Origem da data
O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, é uma data comemorativa para lembrar feitos econômicos, políticos e sociais alcançados pelas mulheres de todo o planeta. Está intimamente ligado aos movimentos feministas que buscavam mais dignidade para as mulheres, a partir de justiça social e igualdade. No século XVIII, por exemplo, as mulheres eram submetidas a um sistema desumano de trabalho, com jornadas de mais de 12 horas diárias, espancamentos e ameaças. A partir da Revolução Industrial, em 1789, as reivindicações tomam maior vulto, com a exigência de melhores condições de trabalho, acesso à cultura e igualdade entre os sexos.
Dentro deste contexto, 129 tecelãs de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque decidiram paralisar seus trabalhos, reivindicando o direito à jornada de 10 horas. Era 8 de março de 1857, data da primeira greve norte-americana conduzida apenas por mulheres. A polícia reprimiu a manifestação com muita violência, fazendo com que as operárias se trancassem dentro da fábrica. O local pegou fogo e as tecelãs pereceram carbonizadas. Em 1910, durante a segunda  Conferência Internacional de Mulheres, realizada na Dinamarca, oficializou-se a data como “Dia Internacional da Mulher”, prestando uma justa homenagem às operárias mortas no incêndio.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

SOCIEDADE DA COMUNICAÇÃO

TELECOM

AUDIOVISUAL

POLÍTICA DE TELECOMUNICAÇÕES

POLÍTICA DE TV POR ASSINATURA

INTERNET

POLÍTICA DE RÁDIO E TV

RÁDIO

TELEVISÃO

POLÍTICA

MÍDIA GLOBAL

REDES SOCIAIS

IMPRENSA & JORNALISMO

CULTURA

MERCADO DE COMUNICAÇÃO





 05/03/2013 - Folha de S.Paulo (SP)
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Folha de S.Paulo (SP)
Opinião: Trava na educação
"Dos 139 mil temporários que se submeteram ao último exame, no fim de 2012, 39 mil (28%) tiveram um desempenho ruim, acertando menos de 50% das questões", afirma Hélio Schwartsman 
Todos Pela Educação
05/03/2013 - O Globo (RJ)
Professores municipais e estaduais fazem paralisação 
Servidores querem impedir distribuição de jogo e exigem melhores salários 
Todos Pela Educação
05/03/2013 - O Estado de S.Paulo (SP)
Conselho do Ministério Público decide se mantém investigações contra Chalita
Gabriel Chalita (PMDB-SP) é acusado de supostos atos de improbidade administrativa, enriquecimento ilícito e fraudes envolvendo sua gestão na Secretaria de Estado da Educação
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Jornal de Brasília (DF)
Agora, GDF faz seleção para professor efetivo
Novo concurso público disponibilizará 854 vagas efetivas para contratação de profissionais para o Ensino Básico
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Gazeta do Povo (PR)
Ensino de inglês patina nas escolas
Embora seja disciplina obrigatória, o ensino de língua estrangeira na maioria das escolas regulares não é de qualidade. Falta carga horária e qualificação dos professores 
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Zero Hora (RS)
Maratona para criar sites e aplicativos
Inep promove, em abril, a primeira edição do Hackathon de Dados Educacionais, evento que reunirá hackers, programadores e desenvolvedores
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Diário do Nordeste (CE)
80 creches devem ser construídas
127 quadras esportivas e 29 escolas de tempo integral também estão entre as metas para a expansão e melhoria da qualidade da Educação em Fortaleza
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Diário Catarinense (SC)
1,5 mil ficam sem aula em Joinville
Cidade terminou dezembro de 2012 com 18 escolas interditadas e iniciou o ano letivo com oito unidades fechadas
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Correio Braziliense (DF)
Incentivo à carreira científica
Projeto Science Camp busca alunas com talento em exatas; estudantes farão imersão de 4 dias no cotidiano de pesquisadores em Manaus
Todos Pela Educação
05/03/2013 - Folha de S.Paulo (SP)
Opinião: Bullying de gente grande
"Alguns educadores ironizam e depreciam seus alunos quando estão batendo papo na sala dos professores", afirma Rosely Sayão 
Todos Pela Educação
04/03/2013 - UOL Educação 
Aprovação do PNE está emperrada há dois anos por disputa de interesses, dizem especialistas
Para Roberto Romano, professor de ética e filosofia da Unicamp, o Congresso é influenciado por grupos poderosos que travam o debate
Todos Pela Educação
04/03/2013 - Agência Câmara
Projeto prevê destinação dos royalties do petróleo para Educação
Proposta altera as leis que tratam da política energética nacional e da produção de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos sob o regime de partilha de produção 
Todos Pela Educação
04/03/2013 - O Globo (RJ)
Opinião: 'Toda escola deveria ter dois Diários de Classe'
Fenômeno do Facebook, catarinense Isadora Faber escreve artigo especial para 'O Globo'
Todos Pela Educação
04/03/2013 - Portal Aprendiz
Rede social educativa permite que alunos se ajudem no trabalho escolar
Depois de alcançar 19 países e contar com mais de 9 milhões de usuários por mês, o Brainly ganha versão em português e chega ao Brasil
Todos Pela Educação
04/03/2013 - Revista Educação Pública 
Da universidade à escola
Programa federal de iniciação à docência integra formação de professores nas universidades a vivências práticas em sala de aula, com projetos coesos e personalizados
Todos Pela Educação
04/03/2013 - Veja.com
As razões do sucesso da melhor rede municipal de Ensino Fundamental do Brasil
Na cidade paulista de Novo Horizonte, a Educação segue cinco diretrizes consideradas fundamentais por educadores e estudiosos
Todos Pela Educação
04/03/2013 - Portal Porvir 
10 dicas sobre como usar o crowdfunding na Educação
Usada por diferentes pessoas e organizações, proposta viabiliza projetos por meio de pequenas contribuições de outras pessoas

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Conselho de Comunicação pede urgência na federalização de crimes contra jornalistas


Na última segunda-feira (4/3), o Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional aprovou pedido para que os parlamentares acelerem a votação do projeto que federaliza as investigações de crimes cometidos contra jornalistas, informou a Folhapress.

Leia também

O projeto de lei 1.078/11, que tramita desde 2011, foi proposto pelo deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) e será encaminhado em forma de moção, assinada pelos membros do conselho. 

O texto determina que crimes cometidos contra a atividade jornalística devem ser investigados pela Polícia Federal, a exemplo dos crimes de sequestro com motivação política ou violações de direitos humanos. 

A moção também pedirá que os parlamentares ampliem a proposta para que sejam incluídos todos os profissionais da área de comunicação, que estejam no exercício da área, como motoristas, por exemplo.

"É imprescindível que esse conselho se manifeste em relação à federalização das investigações. O texto [projeto] não está tão preciso. Ele também deve incluir os blogueiros, que usam a rede mundial de computadores para se manifestar", afirmou Maria José Braga, representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).
O conselho, formado por membros e funcionários de empresas de comunicação e da sociedade civil, deve auxiliar os parlamentares em questões relacionadas à mídia por meio de estudos, pareceres e recomendações. A opinião do conselho é enviada ao Congresso, que pode ou não adotá-la. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Olá leitores! O que fazer quando surgem dúvidas durante a lição de casa ou trabalho da escola? Uma dica é usar o  Brainly, um portal de social learning (aprendizado via redes sociais). Com funciona?...

Continue lendo

Olá leitores do Canal do Ensino! A Educação e a Comunicação convergem no papel de transmitir conhecimento. Primeiro surgiram os livros. Depois vieram os jornais e as revistas. No século 20,...

Continue lendo

Oi pessoal! O nascimento de Jorge Ben Jor é um mistério. Há registros que apontam 1942 como seu ano de batismo, mas também há outros datados de 1945. Não há dúvidas, no entanto, sobre a relevância do...

Continue lendo

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



REFLEXÃO
Todas as pessoas ficam contentes quando as outras pessoas falam o que elas querem ouvir, mas nem todas as pessoas ficam contentes quando os outras pessoas falam o que elas precisam ouvir. Todos queriam que Jesus falasse de uma religião onde manipulariam o próprio Deus através de ritualismos, onde Deus seria o servidor e o homem o servido, onde Deus teria apenas deveres e obrigações e os homens direitos, onde Deus teria que agir o tempo inteiro para corrigir as conseqüências das irresponsabilidades humanas. Como não era esse o conteúdo da pregação de Jesus, que não cedeu ao jogo do poder e dos privilégios da sua época, os seus concidadãos o excluíram e quiseram matá-lo.
COMEMORAÇÕES
Nascimento
  • Dom Edson Tasquetto Damian, Bispo de São Gabriel da Cachoeira - AM
  • Dom Edmar Peron, Bispo Auxiliar de São Paulo - SP
Ordenação Episcopal
  • Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, Bispo Auxiliar de Vitória do Espírito Santo - ES
NOTÍCIAS
Na sala nova do Sínodo, no Vaticano, foi realizada na manhã desta segunda-feira, 4 de março, a primeira congregação geral do Colégio Cardinalício. Às 17h , hora de Roma, está marcada para ser a segunda reunião. Trata-se dos primeiros passos que levarão os cardeais a escolher, nos próximos dias, a data do início do Conclave para eleger o novo Papa.
Na entrevista coletiva com os jornalistas, o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi afirmou que estavam presentes 142 cardeais dos quais 103 são eleitores, portanto devem ainda chegar a Roma 12 cardeais eleitores, uma vez que são esperados para o Conclave, 115 cardeais. No início da primeira congregação foi feita a oração do “Veni Sancte Spiritus”. Em seguida, o cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio, falou sobre o significado do evento. Depois foi realizada a cerimônia do juramento de cada cardeal. O cardeal Camerlengo Tarcisio Bertone antecipou a proposta, aprovada, que o padre Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia, tenha na tarde de hoje, a primeira meditação das congregações gerais. O Colégio dos cardeais aprovou também a proposta do cardeal decano de enviar uma mensagem ao Papa emérito.
Uma outra providência da congregação realizada na manhã de hoje, disse padre Lombardi, foi a eleição, por sorteio, dos três assistentes do Camerlengo. Na Constituição sobre o Conclave se fala da Congregação Particular, aquela que trata dos assuntos de caráter prático, guiada pelo Camerlengo, mas constituída também de seus assistentes que são sorteados pelos eleitores presentes em Roma.. Foram sorteados e, portanto, nomeados como assistentes: o cardeal Crescencio Sepe, pela ordem dos Bispos; o cardeal Giovanni Battista Re, pela Ordem dos Presbíteros; e o cardeal Franc Rodé pela Ordem dos Diáconos. Esses cardeais, portanto, por três dias, serão os assistentes do Camerlengo na Congregação Particular. Depois de três dias, serão sorteados outros três afim de que se faça um rodízio. Na primeira congregação de hoje, 13 cardeais fizeram intervenções breves, mas intensas.
Houve um intervalo durante a primeira congregação que durou cerca de meia hora. Padre Lombardi precisou que este momento foi importante para um significativo contato pessoal de encontros, troca de ideais, também em âmbito particular e não somente na assembleia. A primeira reunião dos cardeais, portanto, segundo padre Lomabrdi, foi marcada por um clima de grande serenidade. Um início muito positivo, sereno e que promete um caminho intenso que vai durar toda a semana. Padre Lombardi lembrou que nos próximos dias será decidida a data de início do Conclave, evento que já recebeu 4.300 credenciamentos de jornalistas do mundo inteiro.


Durante a manhã e a tarde do dia 04 de março, um grupo ex-alunos do Pontifício Instituto João Paulo II, com sede em Roma, especialistas em assuntos sobre matrimônio e família, estiveram reunidos na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília. A iniciativa da reunião é da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família (CEPVF). Na condução dos trabalhos do grupo está o presidente da CEPVF, e arcebispo da diocese de Camaçari (BA), dom João Carlos Petrini.
O grupo é formado por padres, leigos e religiosas vindos de diversos locais do Brasil, e que estudaram sobre matrimônio e família, no Pontifício Instituto João Paulo II. “Queremos que a riqueza de contribuição teológica, antropológica, espiritual que foi elaborada no Pontifício Instituto João Paulo II, possa refluir de uma maneira mais forte no Brasil”, afirmou dom Petrini.
Dom Petrini ainda explica que reunir pessoas que se dedicaram ao aprofundamento do tema ‘matrimônio e família’, é uma importante contribuição à Igreja. “Nós queremos oferecer às dioceses e às Universidades Católicas pelo Brasil, cursos sintéticos de cinquenta, ou sessenta horas, com a participação de alguns dos teólogos, aqui presentes”, revela o presidente da comissão.
“A Comissão para a Vida e a Família quer integrar as pesquisas e estudos realizado por brasileiros, no instituto João Paulo II, junto às Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora”, disse o assessor da CEPVF, padre Wladimir Porreca.
Uma das contribuições do grupo de trabalho é a tradução para a língua portuguesa de textos importantes, elaborados em Roma. “Durante mais de oito meses estive no Instituto Teológico João Paulo II, para estudo do matrimônio, como professor assistente. Estou trabalhando o texto da Gaudium et spes, no que se refere à importância e a valorização da família depois do Concílio Vaticano II, dentro da cultura e dentro da formação moral”, explicou o sacerdote da arquidiocese de Londrina, representante e membro da equipe de reflexão da Pastoral Familiar da pastoral, padre José Rafael Solano Duran.

Nos dias 2 e 3 de maio, Signis Brasil em parceria com um grupo de impressos associados, realizarão o Iº Seminário para produtores de conteúdo para Mídias Católicas. O tema do seminário será o Dinamismo da evangelização numa sociedade em mudança, e será realizado em São Paulo (SP).
O objetivo é promover a reflexão sobre o tipo de comunicação que está sendo produzida pela mídia católica. Segundo a presidente de Signis Brasil, Ir. Helena Corazza, “este primeiro seminário nasceu de um grupo de jovens que trabalham em mídias, sobretudo imprensa, preocupados com as questões dos conteúdos hoje com as mudanças sociais e dos desafios da evangelização”.  
Para este primeiro seminário, foram convidados como assessores: a socióloga Brenda Caranza que estuda o fenômeno religioso hoje, sobretudo no olhar pentecostal; o teólogo Frei Luís Calos Susin; e a jornalista Ir. Joana Puntel, que é doutora e escritora, especialista em Comunicação e Igreja.
As inscrições estão disponíveis na página da instituição. Acesse, clicando aqui.

Entre os dias 18 a 23 de fevereiro, foi realizada em Medellin, na Colômbia, a reunião da equipe Ad Hoc, responsável em preparar itinerários de formação para os diáconos permanentes, seminaristas, Presbíteros, religiosos(as) e leigos. A reunião teve por objetivo descobrir processos bíblico-teológicos e pastorais adequados a cada vocação específica que favoreçam a reiniciação cristã dos agentes.
Na reunião esteve presente o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Deusmar Jesus da Silva.
Padres de outros países também participaram da reunião: padre Juan Alvaro Zapata Torres, da Colômbia; padre Jean Hérick Jasmin, do Haiti; padre Gabriel Alberto Rainusso Garrone, do Uruguai; e padre Octavio Ramon Rodrigues, da Venezuela.
A coordenação dos trabalhos esteve a cargo de secretário executivo do Departamento de Vocações e Ministérios do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM), padre Gabriel Angel de Villa Vahos. Contamos também em algumas sessões com a presença do arcebispo de Medellin, monsenhor Ricardo A. Tobón Restrepo.

Refletir sobre a identidade, seus horizontes e sua organização foi objetivo da 30ª Assembleia do Conselho Missionário Nacional (COMINA), organismo da CNBB destinada a articular os organismos Missionários da Igreja no Brasil. O evento foi na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM), em Brasília (DF).
Estavam presentes os coordenadores dos Conselhos Missionários Regionais (COMIRES), bispos referenciais dos Regionais da CNBB e representantes de organismos e instituições missionárias. Os trabalhos iniciaram na sexta-feira, (1º/03) com uma missa presidida pelo secretário Geral da CNBB, dom Leonardo Steiner e encerram no domingo (3) com uma celebração de envio animada por dom Sérgio Braschi, bispo de Ponta Grossa (PR), presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária da CNBB e presidente do COMINA.
O teólogo e assessor do Conselho Indigenista Missionária (Cimi), padre Paulo Suess, trouxe reflexões sobre as origens da Missão. “A atração de Deus está na raiz da natureza missionária. É do Deus-amor que brota a missão”, afirmou. “Os missionários e as missionárias não são caçadores de borboletas, mas zeladores das flores de um jardim que atrai as borboletas. Não salvam almas, mas vidas. O Bom Pastor vai atrás da ovelha perdida, mas quem atrai é Deus presente na ovelha perdida e naquele que caiu na mão do ladrão e é encontrado pelo samaritano”.
A animação missionária entendida como convocação para um novo reencantamento pela missão, em especial a aquela ad gentes além-fronteiras, foi outro tema de estudo. A reflexão suscitou elementos em vista da elaboração das Diretrizes para a Animação e Cooperação Missionária da Igreja no Brasil, nos seus fundamentos, articulação e tarefas.
Durante o evento, os participantes realizaram o Regulamento do COMINA com o objetivo de adequá-lo à realidade da Igreja e aos desafios do mundo contemporâneo. A homologação deverá acontecer no Conselho Permanente da CNBB, que se reúne esta semana. A Assembleia também tomou conhecimento sobre as várias atividades das POM e a produção do material da Campanha Missionária 2013 que este ano tem como tema “Juventude em Missão”.
Para dom Sérgio Braschi, a Assembleia “foi um momento de partilha, oração, animação e formação. Aprofundamos temas importantes sobre a missão hoje nesse mundo secularizado e pluricultural e vimos como fundamentar a nossa missão na Missão de Deus que atrai o ser humano pelos caminhos da história”.

A Catedral de Manaus (AM) recebeu milhares de fiéis no último dia 23/02 para a missa de posse do sexto arcebispo metropolitano, dom Sérgio Eduardo Castriani. Participaram da cerimônia todos os bispos do Regional Norte I da CNBB, além de bispos representantes dos regionais Noroeste, Norte II. Havia também presente uma comitiva da diocese de Presidente Prudente (SP), onde nasceu dom Sérgio.
Nos últimos 14 anos, dom Sérgio foi bispo prelado em Tefé (AM). A celebração de posse foi iniciada pelo arcebispo emérito, dom Luís Soares Vieira. Já o novo arcebispo destacou sua convicção de que o ministério do Bispo “não é um ministério de solidão, mas de comunhão” e convocou para que juntos todos assumissem o empenho de anunciar o rosto transfigurado de Jesus, suscitando a acolhida de sua Pessoa e de sua Palavra.

Este domingo, 3 de março, é o primeiro sem a oração mariana do Angelus, após a renúncia ao ministério petrino de Bento XVI e início da Sé Vacante.Desde o início de seu pontificado, milhões de pessoas, todos os domingos, esperaram por Bento XVI para ouvi-lo e rezar com ele a oração do Angelus, ao meio-dia, na Praça São Pedro.
Em quase oito anos de pontificado, por 455 vezes, de maio de 2005 a fevereiro de 2013, aquele momento tornou-se uma ocasião privilegiada para o Papa emérito falar aos fiéis como um mestre de fé sólida e compreensível. Um guia que imediatamente deixou claro o fundamento de seu magistério: "A palavra que resume toda a revelação é esta: Deus é amor e o amor é sempre um mistério, uma realidade que ultrapassa a razão, sem contradizê-la, mas exalta o seu potencial", disse o pontífice.
Estas palavras foram proferidas por Bento XVI em 22 de maio de 2005 em seu primeiro Angelus da janela da residência apostólica vaticana. Naquele dia, começou a se delinear a função e o valor que Bento XVI atribuiu ao Angelus: fazer uma pequena homilia sobre a liturgia do dia, a lectio divina em forma breve com a qual todos os domingos, na igreja a céu aberto da Praça São Pedro, o Papa teólogo tornou-se pároco para aqueles que pararam para ouvi-lo no meio da multidão ou diante da televisão, pelo rádio, ou pela internet.
O pontífice incentivou os cristãos a redescobrirem a beleza do domingo: "Toda paróquia é chamada a redescobrir a beleza do domingo, Dia do Senhor, em que os discípulos de Cristo renovam na Eucaristia, a comunhão com Aquele que dá sentido às alegrias e dificuldades de cada dia. Nós não podemos viver sem o domingo: assim professaram os primeiros cristãos, mesmo a custo da própria vida, e assim somos chamados a repetir hoje."
Em seu último Angelus, de 24 de fevereiro, Bento XVI disse: "Obrigado pela vossa presença e todas as manifestações de afeto e solidariedade e, sobretudo, pelas orações neste momento particular para mim e para a Igreja. Desejo a todos um bom domingo e uma boa semana. Obrigado! Estamos sempre unidos na oração."

Uma Igreja vive recolhida e em oração. Essa é a imagem que o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, padre Federico Lombardi, deu aos jornalistas na entrevista coletiva deste sábado, 2 de março. Ele destacou que na Basílica de São Pedro, está se realizando a Adoração eucarística permanente e uma oração especial pela Igreja em vista do Conclave. Segunda-feira, disse padre Lombardi, será conhecido o número exato de cardeais que vão participar do Conclave, na Capela Sistina, para a eleição do novo Papa.
É a dimensão da oração e do recolhimento nesse período de Sé Vacante é que guia toda a Igreja. Assim, a Adoração permanente realizada na Capela do Santíssimo da Basílica de São Pedro, onde, disse padre Lombardi: “três religiosas contemplativas mexicanas se alternam diante de Jesus na Eucaristia. Nesses momentos são recitadas uma oração especial pelo Colégio dos Cardeais e pela preparação para a eleição do Santo Padre”.
No encontro com os jornalistas, o diretor da Sala de Imprensa do Vaticano recordou que até agora não está claro quantos serão os cardeais eleitores presentes, ou seja, aqueles que não completaram 80 anos até a aberturada Sé Vacante, e que será preciso esperar segunda-feira, quando terá início o trabalho das congregações gerais, na Sala Nova do Sínodo:
“Em Roma, residem 75 cardeais. Os 66 que não residem em Roma indicaram exatamente a residência de modo que o Colégio Cardinalício possa estar em contato com eles e comunicar a data da chegada a Roma. Os oficiais do Colégio consideram que antes de segunda-feira, quando ocorre a primeira reunião, não teremos uma conta precisa sobre os cardeais presentes. Chegaram alguma informações de cardeais que não participarão: não somente os dois eleitores sobre os quais já falamos, mas também diversos não eleitores que, por motivo de saúde, não virão”
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

SOCIEDADE DA COMUNICAÇÃO

POLÍTICA

MÍDIA GLOBAL

TELECOM

REDES SOCIAIS

IMPRENSA & JORNALISMO

CULTURA

COMUNICAÇÃO & EDUCAÇÃO

MERCADO DE COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA

AUDIOVISUAL

POLÍTICA DE TELECOMUNICAÇÕES

POLÍTICA DE TV POR ASSINATURA

INTERNET

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


PMDB vai "contra" o PT e aprova moção de defesa da liberdade de imprensa

No último domingo (3/3), o PMDB aprovou uma moção de "defesa intransigente da liberdade de imprensa", informou a Agência Estado. A medida foi uma resposta ao aliado PT, que, um dia antes começou a coletar assinaturas para apoiar um projeto de iniciativa popular sobre um novo marco regulatório das comunicações.
"Não podemos permitir que uma agremiação defenda o cerceamento da liberdade de imprensa. A sociedade é devedora da imprensa, que é peça fundamental na democracia. Essa moção é em defesa do Brasil", disse o deputado federal Lúcio Vieira Lima (BA), responsável por apresentar a moção na convenção do PMDB.

Na sexta (1/3), o Diretório Nacional petista defendeu que apesar das "dificuldades para a instituição de um marco regulatório para a mídia, o PT continuará lutando pelo alargamento da liberdade de expressão no País".

A discussão sobre o tema está parada no Ministério das Comunicações, que recentemente anunciou novo adiamento do novo marco regulatório. O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou que o assunto não está na pauta do governo.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Olá leitores! O crowdfunding (financiamento coletivo, em português) vem se tornando uma prática bastante constante no Brasil e no mundo. Usada por diferentes pessoas e organizações, a ideia é...

Continue lendo

Olá pessoal! Texto enviado pela leitora Luciana Vaz, do blog Carmim & Café. Os apaixonados por livros sabem bem que manter seu acervo organizado de forma eficiente não é tarefa das mais...

Continue lendo

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

2ª Feirinha de Adoção , será no próximo sábado, compareça e convide amigos, quem sabe vc não sai de lá com um AMIGO !!! ADOTE UM "AUMIGO" !!!




0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga