Noticias de Hora em Hora Rádio Ideal

08:30 Radio Ideal FM 0 Comentarios



REFLEXÃO
Quando a gente não está com o coração aberto, não está disposto a acolher a palavra de Jesus, não querendo de fato assumir um compromisso de fé com Deus e com os irmãos, não buscando novos valores e não querendo uma constante mudança de vida para cada vez mais procurar uma união mais íntima e profunda com Deus, qualquer coisa torna-se motivo para a crítica e para a rejeição de Jesus. Assim aconteceu com os judeus, que não quiseram abandonar antigos valores para viver valores novos e mais plenos, sempre procuraram motivos para dizer que eles estavam certos e Jesus estava errado.
COMEMORAÇÕES
Ordenação Presbiteral
  • Dom Karl Josef Romer, Bispo Auxiliar Emérito de São Sebastião do Rio de Janeiro - RJ
  • Dom Ângelo Domingos Salvador, OFMCap, Bispo Emérito de Uruguaiana - RS
Ordenação Episcopal
  • Dom Getúlio Teixeira Guimarães, SVD, Bispo de Cornélio Procópio - PR
  • Dom Derek John Christopher Byrne, SPS, Bispo de Guiratinga - MT
  • Dom Liro Vendelino Meurer, Bispo Auxiliar de Passo Fundo - RS
NOTÍCIAS
A água é um bem natural que está ficando cada vez mais escasso, devido ao mau uso do ser humano. Por esse motivo, a Organização das Nações Unidas criou o Dia Mundial da Água, em 22 de março de 1992.
Parte da população brasileira sofre com a seca todos os dias, e a Cáritas Brasileira, organismo vinculado à CNBB, desenvolve programas e projetos que buscam minimizar os efeitos da falta de chuva que afeta a vida de milhões de cidadãos na região nordeste. Este ano, a pior estiagem das últimas quatro décadas trouxeram prejuízos para a lavoura, fizeram disparar o preço dos alimentos, e têm obrigado muitos agricultores a deixarem o local onde moram. A possibilidade de chover abaixo da média histórica no Nordeste em 2013 é de 40% ou 45%, dependendo do estado, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).
Ocupando uma área de aproximadamente 975 mil quilômetros quadrados, o Semiárido brasileiro abrange 1.133 municípios de 9 estados do país. Embora seja o Semiárido mais chuvoso do planeta, constitui-se como uma região com déficit hídrico, o que também se aplica aos estados de Pernambuco, Alagoas e Paraíba, que fazem parte junto com o Rio Grande do Norte, da área de atuação da Cáritas Brasileira Regional Nordeste.
As ações desenvolvidas pela Rede Cáritas têm obtido resultados positivos, principalmente no que se refere ao armazenamento da água para consumo e produção, com base nos princípios da agroecologia, da economia popular solidária, da luta por políticas públicas e do acesso a terra, à água e aos direitos.
Um exemplo concreto de convivência com a realidade local é a experiência do Projeto Raízes, implantado nos municípios da Paraíba (Cacimbas, Casserengue e Poço Dantas), de Pernambuco (Ibirajuba) e Alagoas (Cacimbas), com apoio financeiro da cooperação espanhola Manos Unidas e o Banco do Nordeste (BNB). A iniciativa já promoveu a construção de 734 obras hídricas (cisternas de placas, barragens subterrâneas e tanques de pedra), a implantação de 156 núcleos produtivos familiares, 19 bancos de sementes, e a construção de 02 núcleos de beneficiamento de frutas. No total, 1.907 pessoas foram beneficiadas diretamente com as ações.
O Dia Mundial da Água não é só para pensar, mas principalmente para agir: vamos usar esse recurso natural com sabedoria para que ele nunca acabe.

Boa parte do Brasil convive hoje com conflitos pelo uso da água. De acordo com a Comissão Pastoral da Terra (CPT), no ano passado foram registrados 115 conflitos, em 19 estados. “Uma das razões fundamentais, sem dúvida, é o registro dos conflitos acontecidos em função da seca, embora se reconheça que esse registro está aquém do real acontecido e em acontecimento, já que a longa estiagem não acabou”, explica Roberto Malvezzi, assessor nacional da CPT.
De acordo com o levantamento, a seca não é a razão única do crescimento dos conflitos pela água. “É que aqueles registrados como oriundos da estiagem se concentram em apenas seis estados, sendo cinco do Nordeste e um da região sul (Santa Catarina). Porém, quando nos debruçamos sobre os conflitos de água em geral, então eles abrangem 18 estados da federação. Dessa forma, podemos dizer que os conflitos pela água já adquiriram efetivamente uma dimensão nacional”, afirma Malvezzi.
O assessor conta que hoje os conflitos ocorrem de forma diferente. “Persistem as ocupações de bancos, órgãos públicos, fechamento de estradas, normalmente para reivindicar políticas públicas e obras estruturantes que empoderem a população para os períodos de estiagem prolongada”. A CPT afirma que os conflitos pela água estão presentes em todo o território nacional por outras razões: destruição e poluição de mananciais, impedimento de acesso à água, apropriação privada e não cumprimento de procedimentos legais.
“Esses problemas são causados em sua maioria esmagadora pela construção de hidrelétricas, barragens e açudes, mineradoras, comandados por empresários e ações dos governos estaduais e federal.  Há um fenômeno não captado pelos dados que é a apropriação privada dos aquíferos subterrâneos, particularmente no Oeste Baiano, e também das águas de superfície para finalidade de irrigação. Mesmo assim, está evidenciado pelos números quem são os causadores dos problemas e quem são as vítimas”, arremata Malvezzi.
Para ver a pesquisa completa, clique aqui.

A eleição da nova Presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) suscitou questionamentos de amplas parcelas da sociedade civil que atuam, historicamente, na defesa e promoção dos direitos humanos e das minorias.
A Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), organismo vinculado à CNBB, manifesta sua solidariedade a estas mobilizações da sociedade civil, responsável por tornar a CDHM órgão permanente do Legislativo. À CDHM cabe enfrentar as inúmeras violações à dignidade da pessoa humana e estimular os debates e reflexões que favoreçam a criação e efetivação de políticas de Estado em favor da dignidade humana.
Os justos questionamentos à eleição desta Presidência expressam a indignação diante de “acordos políticos” que desconsideraram a essencialidade da CDHM, reduzindo a sua grandeza. O episódio deixa transparecer a frágil e incompreendida pauta dos direitos humanos entre alguns partidos políticos que, ao colocá-la em segundo plano, retrocederam nas suas escolhas e prioridades.
A imediata reação contrária à nova Presidência da CDHM reforça a convicção de que a atuação da Comissão no parlamento não pode retroceder e que sua missão transcende os interesses particulares, tendo em vista que os objetivos da CDHM presumem uma interação constante com a sociedade civill.
Brasília, 22 de março de 2013.
Pedro GontijoSecretário Executivo da CBJP

Nos dias 21 e 22 de março, a Pontifícia Universidade Católica (PUC) Goiás foi sede do Seminário Internacional Famílias em situação de fragilidade na América Latina. O evento esta sendo promovido pela PUC Goiás, com o apoio da Federação Internacional das Universidades Católicas (Fiuc).
O seminário apresenta as sínteses das pesquisas desenvolvidas por docentes e discentes, pesquisadores da PUC Goiás, entre 2009 e 2012.
Os temas que abordados durante o seminário são: Famílias em situação de conflitividade na América Latina; Famílias, organizações internacionais, desenvolvimento humano e legislação brasileira; Família desenvolvimento social, litígio e violência; Família e saúde: ações e serviços básicos/SUS, DST e doenças crônicas (DRC); Família na América Latina: desafios e tendências; Sociodrama: famílias em situação de conflitividade.

A Assessoria Política do Secretariado Geral da CNBB, sob a responsabilidade do padre Geraldo Martins Dias tomou a iniciativa de criar um boletim eletrônico semanal, com o resumo das principais notícias políticas da semana. O boletim responde a uma solicitação do Conselho Permanente, em outubro de 2011, que permite aos bispos, assessores e demais interessados acompanharem de forma mais próxima os acontecimentos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário em nosso país.
O boletim é enviado aos bispos todas as sextas-feiras por e-mail e disponibilizado no site da CNBB, dentro do menu Publicações/ Conjuntura Política, para os demais interessados.
Dentre os vários assuntos abordados no boletim, referente aos dias 18 a 22 março, estão o projeto que prevê pagamento de salário maternidade por seis meses e a aprovação da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania para a gratuidade de documento único de identidade. Confira o boletim na íntegra.

Na tarde desta quinta-feira, 21 de março, foi realizada em Brasília (DF) a reunião ampliada da coordenação da 5a Semana Social Brasileira (SSB). Dom Guilherme Werlang, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz participou da reunião, juntamente com assessores e representantes das pastorais sociais, organismos e movimentos sociais.
Durante o encontro, foi avaliado o processo da 5a SSB, que está em andamento em todo o país, bem como a preparação de um seminário, marcado para os dias 20 a 23 de maio. Também trataram da preparação de um encontro, em parceria com os movimentos sociais, sobre "O Estado Financeirizado" nos dias 22 a 26 de abril em São Paulo; e de um outro seminário, marcado para junho, sobre o tema "Juventudes e o Estado que temos".
Mais informações sobre estes dois eventos e o andamento da 5 SSb estão disponíveis em www.semanasocialbrasileira.com.br.

O Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética da CNBB (GREBICAT) realiza um encontro entre nos dias 22 e 23 de março de 2013, na Casa de Encontros La Salle, em São Paulo (SP).
Esta é a primeira que o grupo se reúne neste ano. Dentre os temas abordados estão a apresentação e discussão do livro "Palavra de Deus, Fonte da Catequese", da Coleção “Catequese à luz do Diretório Nacional de Catequese"; os 30 anos do Documento da Catequese Renovada, reflexão coordenada pelo padre Lima e a elaboração de Itinerários para a Iniciação à Vida Cristã.
De acordo com assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, padre Décio José Walker, “a presença de cada um dos participantes traz consigo a riqueza de múltiplas experiências de iniciação à Vida Cristã espalhadas por todo o Brasil e que iluminam o caminho a ser trilhado por nossas comunidades rumo a uma Igreja toda missionária e ministerial”. O assessor destacou ainda o clima de acolhida e fraternidade reinante no encontro onde, segundo ele, “a Palavra de Deus é fonte de vida e esperança para todos”.

Com o objetivo de debater a atual conjuntura do novo Marco Regulatório da Mineração, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) convocou entidades, organizações e movimentos da sociedade civil para uma reunião que ocorreu nesta sexta-feira, dia 22, na sede nacional da Cáritas Brasileira, em Brasília (DF). O encontro foi motivado a partir da carta aberta divulgada pela CNBB no dia 7 de março. Leia carta completa aqui.
Na comemoração do Dia Mundial da Água, o evento evidenciou as preocupações com a expansão acelerada da mineração, seus múltiplos impactos sociais e ambientais e a falta de diálogo com a sociedade no processo de construção do novo marco regulatório do setor. Padre Nelito Dornelas, da Comissão de Justiça e Paz da CNBB, ressaltou que essa é uma importante iniciativa de criar oportunidades de diálogo e reflexão conjunta tendo em vista fortalecer a perspectiva das organizações sociais no debate e na intervenção política sobre o novo marco regulatório. “Questões ambientais e sociais sempre foram uma preocupação da CNBB”, lembrou.
Antes que tivesse início o debate entre as entidades, José Guilherme Zagallo, da Justiça nos Trilhos, fez um breve relato da atual situação. “Nos últimos dez anos tivemos o boom da mineração.” Isso porque, nesse período, a participação da indústria extrativista mineral no Produto Interno Bruto (PIB) no país cresceu 156%. Em 2000 representava apenas 1,6% e em 2011 passou para 4,1%. Além disso, a produção mineral brasileira cresceu 550% entre 2001 e 2011. “Hoje, a mineração, junto com o agronegócio, é o principal esteio da Balança Comercial.”
Nessa perspectiva, as entidades da sociedade civil reunidas esclareceram que o Brasil precisa não só alterar a sua legislação – o marco regulatório da mineração vigente é de 1967 -, mas estabelecer mecanismos claros de controle, inclusive porque muitas das pressões para a alteração da legislação são para flexibilizar a extração e não para melhorar o controle. É visto que a crescente demanda por riquezas naturais torna o Brasil em um cenário especial para a cobiça internacional e esse é um dos motivos que favorece a discussão sobre a reformulação do Código da Mineração, já que a extração ilegal no país não é novidade. Além disso, a exploração desenfreada de minérios no país está diretamente relacionada ao Código vigente, que apresente fragilidades como a liberação de concessões para exploração em terras indígenas e em unidades de conservação.
“No Brasil não existe, por exemplo, o direito de recusa da comunidade, como já ocorre em países como a Bolívia. Se há minério em determinado território a comunidade vai discutir indenização, mas ela não tem o direito de recusar a extração no local”, destacou Zagallo. Ele ainda lembrou que muitos países já trabalham com um Fundo Social Comunitário voltado para a recuperação efetiva das comunidades atingidas. “A mineração não é uma atividade infinita. É preciso preparar as comunidades para o fim da exploração.”
Os participantes ainda propuseram a ampliação do debate, a construção de consensos, além da garantia que o novo marco não seja encaminhado por medida provisória. Um nova reunião está agendada para o final de abril.
Participaram do encontro mais de 20 pessoas representantes da Cáritas Brasileira, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Serviço Inter-Franciscano de Justiça, Paz e Ecologia (Sinfrajupe), da Juventude Franciscana do Brasil (Jufra), do Sindiquímica, da Justiça Global, da Justiça nos Trilhos (JNJ), do Instituto Socioambiental (ISA), Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase), do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), Movimento pelas Serras e Águas de Minas (MovSam), da Oxfam International, do Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Social, Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (Abipi), do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da ONG norueguesa AIN, da Agenda Pública, da Equipe para Conservação da Amazônia (Ecam).

No último dia 20 de março, em Recife (PE), com a presença dos bispos do Regional Nordeste 2 da CNBB, foi realizado o lançamento das “Diretrizes para a Convivência com o Semiárido 2013”. O texto foi produzido em parceria por movimentos sociais, sindicatos, organizações não governamentais e a Igreja Católica com o objetivo de promover a construção de políticas públicas para a convivência sustentável com as particularidades dos biomas do Nordeste, especialmente a caatinga.
O documento teve a colaboração decisiva da Arquidiocese de Olinda e Recife, Universidade Católica de Pernambuco e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco, e apresenta medidas de ações estruturadoras. No lançamento, participaram os bispos dos regionais da CNBB afetados pela seca; o vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Belisário da Silva; o secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner; além de prefeitos e representantes dos governos estaduais e federal.
Na apresentação do texto, as entidades afirmam que o objetivo é “conclamar outros setores da sociedade e do governo a não pensarem na região apenas em tempos de seca, pois é importante desconstruirmos os preconceitos e imagens deturpadas, reconhecendo melhor e valorizando os povos e culturas do Semiárido e suas potencialidades”.
De acordo com o levantamento feito pelos organizadores das Diretrizes, mais de 9,5 milhões de pessoas são atingidas, hoje, por esta que é a pior seca dos últimos 40 anos na região. A crítica das entidades é a falta de uma política efetiva para a área de recursos hídricos. Os bispos e os representantes dos movimentos sociais questionaram a demora na implantação da infraestrutura que possibilite a convivência com a seca, como a instalação de adutoras, poços e barragens, especialmente para os moradores das áreas mais pobres do Agreste e do Sertão.
Na avaliação do arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, para acompanhar o andamento destas diretrizes, assumidas pelos governos e também pelas entidades sociais, a partir do ano que vem poderá ter início um fórum anual tendo como data o dia 20 de março, marco dessas parcerias entre Igreja, movimentos sociais e governos em favor do campo. “É preciso avaliar e estar sempre atento às necessidades do meio rural. Nossa intenção é não parar por aqui, mas dar continuidade a uma série de ações já iniciadas e as novas que começarão a ser implantadas”, adiantou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

POLÍTICA DE TELECOMUNICAÇÕES

POLÍTICA

POLÍTICA DE RÁDIO E TV

IMPRENSA & JORNALISMO

TELECOM

TELEVISÃO

INTERNET

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

REDE SÉCULO 21 TEM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NA SEMANA SANTA

A Semana Santa celebra a Paixão, Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo. Na tradição católica, ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no Domingo de Páscoa.
A Rede Século 21, de olho na tradição, fé e história cristã, leva ao ar uma programação especial de Semana Santa para os telespectadores de todo Brasil. Missas, Via Sacra, Telenovela, Sermão, Semana Santa, Especiais, Entrevistas.
A produção da TV elaborou dois programas voltados ao estudo e compreensão da Semana Santa. Especial Sexta-feira Santa e Especial Sábado Santo.
O programa Especial Sexta-feira Santa será exibido às 09h15, com apresentação de Eric Modolo. Você sabe como é calculada a data da Páscoa? Como surgiu a tradição da celebração de Sexta-feira Santa? O escritor e pesquisador Evaristo de Miranda e o Padre Nilso Motta falam sobre este assunto nos mais diversos ângulos da história, fé e tradição.
No sábado, a partir das 14h, vai ao ar o Especial Sábado Santo. Eric Modolo conversa com o Padre e Psicólogo Francisco de Assis Júnior, e também com Carlos Martins Nabeto que é Apologista e escritor especialista em Patrística. O resultado dessa conversa sobre toda história e as curiosidades desta tradição você não pode perder!
Para quem gosta de telenovelas, a partir de segunda-feira, dia 25 de março, a Rede Século 21 exibe em capítulos “A última Semana”, às 23h15. O drama foi escrito por Vicente Abreu e dirigido por Lucas Bueno.
Confira a programação Especial da Rede Século 21, que também terá links Ao Vivo do Vaticano, voltada para a Semana Santa:
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Jesus continua ensinando...Mas o SENHOR disse: — Não se impressione com a aparência nem com a altura deste homem. Eu o rejeitei porque não julgo como as pessoas julgam. Elas olham para a aparência, mas eu vejo o coração. I Sam. 16,7
Mensagem à Igreja
  — Ao anjo da igreja de Laodicéia escreva o seguinte: “Esta é a mensagem do Amém, da testemunha fiel e verdadeira, daquele por meio de quem Deus criou todas as coisas”.   Eu sei o que vocês têm feito. Sei que não são nem frios nem quentes. Como gostaria que fossem uma coisa ou outra!   Mas, porque são apenas mornos, nem frios nem quentes, vou logo vomitá-los da minha boca.    Vocês dizem: ‘Somos ricos, estamos bem de vida e temos tudo o que precisamos. ’ Mas não sabem que são miseráveis, infelizes, pobres, nus e cegos.   Portanto, aconselho que comprem de mim ouro puro para que sejam, de fato, ricos. E comprem roupas brancas para se vestir e cobrir a sua nudez vergonhosa. Comprem também colírio para os olhos a fim de que possam ver.  Eu corrijo e castigo todos os que amo. Portanto, levem as coisas a sério e se arrependam.  Escutem! Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos.   “Aos que conseguirem a vitória eu darei o direito de se sentarem ao lado do meu trono, assim como eu consegui a vitória e agora estou sentado ao lado do trono do meu Pai. Portanto, se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam o que o Espírito de Deus diz às igrejas.” Apocalipse.  3.14, 22 
Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados, como pastores da Igreja de Deus, que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho. Atos 20.28 Fique na Paz do Senhor Jesus! Suzana Souza,   Bíblia,  Manual do Fabricante para se viver a vida. 
J
EuSouÚnicoSalvador.
Ouça diariamente: 
Momentos de Paz e Vida - às 22:30h.
                                http://www.redemelodia.net/Player/AoVivo.htm
                                  http://www.vidafm.fm/index/player-radio-sp      
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Não haverá mudanças no marco regulatório da mídia no governo Dilma, diz PT

Na última quinta-feira (21/3), o presidente nacional do partido, deputado Rui Falcão (SP), disse que a presidente Dilma Rousseff não mudará o marco regulatório das comunicações em seu mandato, informou O Globo. Em meio à polêmicas entre o PT e o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, Falcão minimizou as discordâncias e afirmou que "não há crise".
Leia também


Presidente do PT garantiu que Dilma não conduzirá marco regulatório da mídia
"O governo disse que não enviará nenhum projeto de marco regulatório no ano pré-eleitoral", alegou Falcão. Ele ainda acrescentou que a presidente tampouco enviará qualquer proposta nesse sentido em 2014, quando disputará a reeleição.

"[O governo] não é contra a existência de regulação, mas neste mandato não haverá nenhuma proposta do Executivo", reforçou em coletiva de imprensa na sede do PT nacional em São Paulo.

De acordo com Falcão, o partido continua a defender um marco regulatório para as comunicações, apesar da negativa do governo. O PT vai estudar qual estratégia usará para viabilizar a regulação.

Regulação e PNBL
Na resolução "Democratização da Mídia é Urgente e Inadiável", aprovada no início do mês, o Diretório Nacional do PT disse que o governo deveria enviar ao Congresso o marco regulatório das comunicações e rever o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que propõe isenções às empresas de telecomunicações.

As divergências entre o PT e o ministro das Comunicações ganharam força nesta semana, depois que Bernardo, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, disse achar "incompreensível" que o partido "misture" regulação da mídia com investimentos e vá contra as isenções fiscais às teles.

"Não tem nenhuma contradição. Não há crise entre PT e governo", comentou Falcão, procurando reduzir as críticas de petistas. 
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fotógrafos de todo o Brasil têm a oportunidade de ser reconhecidos
pelo seu trabalho na 10ª edição do prêmio

Todos os meses, a revista IMPRENSA destaca o trabalho de fotógrafos de renome do jornalismo brasileiro e internacional na seção Ponto de Vista, em que imagens traduzem fatos que marcam a história do país.
Com o intuito de prestigiar o trabalho destes profissionais, a 10ª edição do Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo conta com a categoria Fotojornalismo, que vai premiar a melhor foto ou sequência de fotos editadas em veículos online ou veículos impressos. Podem concorrer nesta categoria fotógrafos que atuam ou prestam serviços para veículos de comunicação de norte a sul do país.
As inscrições devem ser feitas pelo site da premiação até o dia 20 de maio e concorrem ao prêmio os trabalhos veiculados no período de 8 de abril de 2012 a 7 de abril de 2013.
Líbero Badaró vai distribuir 76 mil reais em 11 categorias
Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo, promovido pela revista e Portal IMPRENSA, com patrocínio da Souza Cruz, é um dos principais da América Latina voltado para a produção jornalística e para o estímulo da liberdade e da ousadia na imprensa. Não premia pautas específicas e visa estimular o desenvolvimento da imprensa brasileira, identificando e premiando os melhores trabalhos jornalísticos em suas principais modalidades.
Destaque do AnoHomenagem
Jornalismo ImpressoR$ 8.000,00
RadiojornalismoR$ 8.000,00
TelejornalismoR$ 8.000,00
WebjornalismoR$ 8.000,00
FotojornalismoR$ 4.000,00
Reportagem CinematográficaR$ 4.000,00
IlustraçãoR$ 4.000,00
Primeira PáginaR$ 4.000,00
Jornalismo UniversitárioR$ 4.000,00
Cobertura InternacionalR$ 4.000,00
Grande PLBJR$ 16.000,00
Trabalhar com paixão ainda vale a pena e esta é sua chance de levar essa mensagem às redações do país. Afinal, ter um Badaró no currículo é mais que uma honraria. É o reconhecimento pelos seus pares da excelência do seu trabalho. 
------------------------------------------------------------------------------------
Voluntariado, transformação e a sociedade brasileira
THIAGO A. SOARES PINTO *
PLANETA VOLUNTÁRIOS
A origem do trabalho voluntário no Brasil remete-nos à colonização portuguesa, nos idos de 1512, com as Santas Casas de Misericórdia que atendiam os mais necessitados, passando pelo início do século 20, período em que o trabalho voluntário era praticado pelas damas da caridade, senhoras de famílias tradicionais que se ocupavam das ações filantrópicas para promover sua imagem por meio da ajuda aos carentes.
A Constituição Federal de 1988, ao trazer a retomada dos direitos e garantias individuais, permitiu que os movimentos sociais, antes reprimidos pelo regime militar, ressurgissem oportunizando ao trabalho voluntário conquistar espaço e expressão na sociedade brasileira.
Os últimos 20 anos foram de solidificação da importância do voluntariado para o desenvolvimento social o que se deu, também, por contribuição do Programa Comunidade Solidária, promovido pela então primeira-dama Ruth Cardoso, que objetivou uma reorganização do Terceiro Setor e, por óbvio, do trabalho voluntário; além de outras ações importantes como a mobilização social que resultou na Lei federal 9.608/98 trazendo o trabalho voluntário ao ordenamento jurídico brasileiro.
Esta história e as movimentações da sociedade organizada proporcionaram notoriedade ao voluntariado, conduzindo-nos a um novo olhar: ser voluntário para inovar no tratamento das afetações sociais, focando a prevenção e não apenas a reparação. T
rata-se do novo voluntariado, a partir do qual o cidadão deixa de olhar com dó para as dificuldades sociais, percebe-se copartícipe da sociedade e, portanto, corresponsável no enfrentamento dos problemas sociais.
Mas, certamente, esta reflexão traz consigo uma dúvida: teria, então, o novo voluntariado que ser pautado por grandes ações, geradoras de resultados expressivos e de ampla repercussão? Sem dúvidas, não!
O que se busca são ações que não estejam sustentadas na ideia da compaixão, mas focadas na participação cidadã. A ação voluntária, em si, pode ser simples como, mensalmente, coletar doações para uma instituição; ou complexas, como organizar uma campanha de conscientização sobre determinado assunto importando, apenas, que a motivação desta prática seja a colaboração transformadora e não o mero assistencialismo registrado em nossa história.
Dois aspectos importantes que influem no trabalho voluntário são: os requisitos e a carga horária. Subjetivamente, devem-se observar os requisitos da disposição e da aptidão. Disposição para encarar com responsabilidade o trabalho voluntário; e aptidão (capacidade) para desenvolver a tarefa proposta.
De modo simples: qualquer pessoa pode ser voluntária, desde que tenha boa vontade e alguma habilidade para doar. No âmbito legal, requer-se que a ação seja realizada em instituição pública (órgãos e entidades governamentais em geral) ou instituição privada sem fins lucrativos e com objetivos filantrópicos.
Nada que assuste: uma ONG ou algum projeto social promovido pelo governo. No tocante à carga horária, diante da omissão deixada pela Lei 9.608/98 e da análise da legislação esparsa, fica a recomendação para que a ação voluntária esteja na margem de quatro horas semanais, garantindo a qualidade das demais atividades de nossa vida (lazer, trabalho etc.).
Outro aspecto relevante é o plano dos direitos e deveres relativos ao voluntariado: é obrigação do voluntário, por exemplo, desenvolver com responsabilidade e continuidade a atividade com a qual se comprometeu e informar à instituição quando não puder mais comparecer, pedindo para que seja celebrado o Termo de Desligamento que, mesmo não previsto em lei, representa importante garantia tanto ao voluntário quanto à instituição.
E este termo nos coloca no campo dos direitos ao lembrarmos, também, que a lei determina a celebração do Termo de Adesão ao Serviço Voluntário, no qual serão especificadas as condições do trabalho voluntário, tais como: periodicidade, horários e a atividade em si.
Aos que desejarem orientações para encontrar uma vaga de serviço voluntário ou outras informações sobre o tema, podem procurar oPlaneta Voluntários é um site não governamental, apartidário e ecumênico, criada em maio de 2009 por iniciativa do empresário Marcio Demari, da empresa  Guia Publicidade ,  sediada em  Londrina, Paraná,  com a visão de desenvolver a cultura do trabalho voluntário organizado, que leva o serviço voluntariado a auxiliar  milhões de brasileiros e entidades que necessitam de  todo tipo de ajuda.O site conta com uma Rede Social que cruza as informações dos voluntários com  as instituições cadastradas, sendo um elo entre elas.www.planetavoluntarios.com.br
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
...pode dizer a ele: “Ó SENHOR Deus, tu és o meu defensor e o meu protetor. Tu és o meu Deus; eu confio em ti.”.  Sal. 91.2
SOMENTE DEUS
Somente em Deus eu encontro paz; é dele que vem a minha salvação.  Somente ele é a rocha que me salva; ele é o meu protetor, e eu nunca serei derrotado.  Até quando todos vocês atacarão um homem que é mais fraco do que uma cerca derrubada?   Vocês somente querem tirá-lo do seu lugar de honra. Vocês gostam de mentir; dizem coisas boas a respeito dele, mas no coração o amaldiçoam.   Somente em Deus eu encontro paz e nele ponho a minha esperança.   Somente ele é a rocha que me salva; ele é o meu protetor, e eu não serei abalado.   A minha salvação e a minha honra dependem de Deus; ele é a minha rocha poderosa e o meu abrigo.   Confie sempre em Deus, meu povo! Abram o coração para Deus, pois ele é o nosso refúgio.   Os seres humanos, tanto os pobres como os ricos, são inúteis, são somente um sopro. Se fossem colocados na balança, não pesariam nada; são mais leves do que um sopro.   Não confiem na violência, nem esperem ganhar alguma coisa com o roubo. Ainda que as suas riquezas aumentem, não confiem nelas.   Mais de uma vez tenho ouvido Deus dizer que o poder é dele e o amor, também. Tu, ó Senhor, recompensas cada um de acordo com o que faz. [Salmo de Davi. Ao regente do coro — para confissão.] Salmos 62.1, 12. Fique na Paz do Senhor Jesus! Suzana Souza,
                Bíblia,  Manual do Fabricante para se viver a vida.
J
EuSouÚnicoSalvador.
Ouça diariamente: 
Momentos de Paz e Vida - às 22:30h.
                                http://www.redemelodia.net/Player/AoVivo.htm
                                  http://www.vidafm.fm/index/player-radio-sp       
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Tem um dito popular muito famoso que diz mais ou menos assim: “Gosto é gosto, e não se discute”. Todos temos as nossas preferências, sejam elas quais forem, independente se são boas ou...

Um blog para quem ama livros, literatura, livreiros, resenhas e indicações dos melhores escritores da literatura estrangeira e nacional.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mais notícias
24/03 17:58  Banco terá que indenizar cliente por não abrir porta para deficientes
24/03 17:35  Servidores públicos não têm direito adquirido à remuneração, diz TJ-PE
24/03 16:57  Penalista uruguaio discute propostas para cooperação jurídica no Mercosul
24/03 16:32  Cai exigência de certidão da Justiça do Trabalho para cargos de confiança
24/03 15:56  TJ-DF e TRF-1 assinam convênio sobre mediação e conciliação
24/03 15:23  Senado aprova indicação de desembargador da Justiça Federal ao CNJ
24/03 14:57  Advogado com idade perto do limite pode concorrer ao cargo de desembargador
24/03 14:18  Ajufesp apoia desembargadora Regina Helena Costa para vaga no STJ
24/03 13:56  Juiz adverte acusado de violência doméstica antes de denúncia da Promotoria
24/03 13:16  Portador de leucemia receberá auxílio-doença do INSS por incapacidade social
24/03 12:48  Google pede fim de processo contra escritório no Brasil por crime eleitoral
24/03 12:15  Notícias da Justiça e do Direito nos jornais deste domingo
24/03 11:19  Rio Grande do Sul entra com pedido no STF para defender Lei dos Royalties
24/03 10:37  Após viver 22 anos em imóvel, mulher se torna proprietária por usucapião
24/03 08:48  Editora da revista Minha Viagem é condenada por plagiar Viagem e Turismo
24/03 07:08  Leonardo Massud: É preciso distinguir publicidade de espetáculo
23/03 18:40  Ranking de Notícias: Declaração de Joaquim Barbosa foi destaque
23/03 18:10  Boris Berezovsky, acusado de lavar dinheiro no Corinthians, é encontrado morto
23/03 17:34  Instituições privadas criticam suspensão de novos cursos de Direito pelo MEC
23/03 17:03  Empresa deve indenizar candidato nomeado por engano em concurso público
23/03 16:42  Notas Curtas: Presidente do CJF libera mais de R$ 485 milhões em RPVs
23/03 16:35  TJ-MG diz que greve de servidores de 1ª instância também não é legítima
23/03 15:32  Site do TRF-5 é invadido e grupo hacker coloca ilustração de Hitler no ar
23/03 14:53  TJ-SP nega indenização por danos morais a pais de crianças barradas em show
23/03 14:26  TJ-MG instala 1ª Câmara de Uniformização de Jurisprudência Cível
23/03 13:57  Pensão alimentícia pode diminuir se filho tem condição de trabalhar
23/03 13:32  Convocação de concurso público deve ser acessível a deficientes, diz STJ
23/03 12:55  Notícias da Justiça e do Direito nos jornais deste sábado
23/03 10:22  Barulho superior ao tolerável em festas rende indenização a vizinho
23/03 09:32  Empresa de gastronomia é proibida de usar nome de chef em propagandas
23/03 09:16  Justiça de São Paulo embarga obra de escritório do ex-ministro Saulo Ramos
23/03 08:00  Diário de Classe: STF entre concretização da Constituição e juristocracia
23/03 07:59  Observatório Constitucional: Quem deve velar na guarda da Constituição?
23/03 07:28  Suprema Corte britânica faz primeira audiência secreta de sua história
23/03 07:09  Roberto Duarte: Nota Fiscal eletrônica pode facilitar pagamento de tributos
23/03 06:22  Juiz atribui a exigência sindical de 1978 intenção de controlar cidadãos
22/03 21:00  TSE mantém ação contra diretor do Google por desobedecer ordem eleitoral
22/03 19:55  OAB divulga resultado preliminar dos aprovados no IX Exame Unificado
22/03 19:44  TST afasta responsabilidade da VRG Linhas Aéreas por dívidas da Varig
22/03 19:27  Engano de funcionária não gera obrigação de indenizar cliente
22/03 19:07  Justiça aponta nova fraude societária no Playcenter e inclui sócios na ação
22/03 18:00  Aquisição de terras por estrangeiro vive situação de impasse
22/03 17:48  CNJ aprova padronização nos sistemas do Judiciário e do Ministério Público
22/03 17:42  Justiça Militar é competente para julgar crime contra Força de Pacificação
22/03 17:08  Universal indenizará compositor por relacionar música da Xuxa a demônio
22/03 16:50  Se há ameaça a direito, Justiça pode intervir em outros Poderes
22/03 16:34  Questionar cumprimento de preceito fundamental só vale para norma vigente
22/03 16:17  Sem ordem judicial, operadora tem direito de não fornecer dados cadastrais
22/03 16:11  Mensagens no Facebook não comprovam amizade para afastar depoimento
22/03 16:00  Tratamento para deixar de ser gay não pode ser anunciado em ônibus
22/03 15:51  Caixa não é responsável por danos causados em casa lotérica, decide STJ
22/03 15:37  Acordo põe fim à jornada móvel variável no McDonald's e estipula indenização
22/03 15:15  Ecad vai recorrer de decisão que o condenou por formação de cartel
22/03 15:11  Ministério da Educação suspende aprovação de novas faculdades de Direito
22/03 15:03  TJ-SC rejeita queixa-crime proposta por vereador contra jornalistas
22/03 14:43  Justiça mantém Convenção Nacional do PDT para esta sexta-feira
22/03 14:33  Justiça da Argentina determina que Vale mantenha instalações em mina
22/03 12:52  Costa Machado: Reforma do CPC é vontade de criar totalitarismo judicial
22/03 12:20  Sai edital para X Exame de Ordem com inscrições até 8 de abril
22/03 12:09  Câmara quer acordo com Google para retirar conteúdo ofensivo a deputados
22/03 11:44  Notícias da Justiça e do Direito nos jornais desta sexta-feira
22/03 11:43  Justiça condena governo paulista a indenizar família de vítima de ataques
22/03 09:37  Ideias do Milênio: Rami Khouri, cientista político especialista em mundo árabe
22/03 08:34  Vallisney Oliveira: Súmulas vinculantes não podem ser produto do açodamento
22/03 08:05  Direito & Literatura: Gomorra, livro-reportagem de Roberto Saviano
22/03 07:15  Roberto Cintra: Justiça é nebulosa e cresce sem controle da sociedade
22/03 07:03  Seccional da OAB no Piauí contesta lei que impede concurso para cartórios
22/03 07:02  Renata Franco: Cobrança por consumo de água incentiva uso racional


0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga