Noticias de Hora em Hora na Rádio Ideal

09:00 Radio Ideal FM 0 Comentarios



Prefeitura faz depósito judicial e deverá reaver maquinário ainda esta semana
Frota de 21 equipamentos pesados será integrada definitivamente ao patrimônio do município

A Prefeitura de Tatuí pode ter 21 veículos e máquinas pesadas devolvidos nos próximos dias. Na última terça-feira, 12, por unanimidade, a Câmara Municipal, aprovou o projeto de lei 17/2013, que autoriza o Poder Executivo a depositar judicialmente cerca de R$ 2,5 milhões, para recuperação dos equipamentos.
O projeto foi encaminhado pelo prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, após a audiência conciliatória realizada no último dia 8 de março, proposta e presidida pela juíza da Primeira Vara Cível, Vilma Tomaz Lourenço Ferreira Zanini. Participaram do encontro de conciliação, o próprio prefeito, o advogado da Prefeitura, Alexandre Novais do Carmo, Raul Silva Junior e o advogado Rodrigo Luiz de Oliveira Staut, representando a Itacolomy Administração de Bens.
Depois de mais de três horas de tratativas, discussões e debates, ficou acordado que, após o depósito em juízo, o município poderá retirar imediatamente todo equipamento, nas mesmas condições de conservação da ocasião da devolução das máquinas.
A Prefeitura ficará com a posse definitiva dos veículos. Mas, o pagamento será efetivado somente após o julgamento final do processo. Caso confirme as irregularidades na devolução do maquinário, o município receberá de volta o valor depositado. “Para locar, todos esses equipamentos, em um único mês gastaríamos aproximadamente R$ 800 mil. Com aproximadamente três meses, poderemos readquirir de maneira definitiva essas máquinas que passam a fazer parte do nosso patrimônio. E melhor: esse recurso pode retornar aos cofres públicos após decisão da justiça”, argumentou Manu.
O prazo para o depósito iria até o dia 25 de março, mas a Prefeitura antecipou e fez o pagamento de imediato, já na quarta-feira, 13.

Histórico
Nos últimos dias de 2012, o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo devolveu 21 veículos pesados do município, ao rescindir contrato que previa transferência completa de toda frota ao município, mesmo tendo cumprido mais de 80% dos pagamentos devidos, R$ 10,7 milhões.  
No dia 10 de janeiro, o prefeito Manu, por meio do Decreto 13.660, iniciou sua tentativa de reaver o maquinário. Em 25 de janeiro, o juiz Walmir dos Santos Cruz decidiu por meio de liminar prazo de cinco dias para devolução sob pena de multa de R$ 500 mil diários, em caso de descumprimento da decisão judicial. Porém, a empresa não foi citada e a justiça optou pelo caminho da conciliação.
Entre os itens da frota recolhidos estão dois caminhões basculantes com capacidade de 5 metros cúbicos, um caminhão com carroceria, um caminha tanque-pipa, cinco caminhões basculantes com capacidade de 8 metros cúbicos, um caminhão carroceria com guindaste, um chassis três-quartos, um chassis rodado simples, um micro-ônibus, duas retroescavadeiras, duas motoniveladoras, uma escavadeira hidráulica, um rolo compactador vibratório, uma máquina picadora de galhos e um trator agrícola. “Estamos sofrendo momentos de angustia, sem o maquinário para realizar ações essenciais de conservação pública. Esperamos contar em breve com esse equipamento que dará novo fôlego e o salto de qualidade que todos nós esperamos e queremos para a nossa cidade”, finalizou Manu.
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Prefeitura de Tatuí consegue através de liminares regularização junto ao Cadin e Cauc
Município já pode celebrar convênios e receber recursos estaduais e federais

A Prefeitura de Tatuí volta a ter seu “nome limpo”. A Procuradoria do Município solicitou à Justiça, por meio de liminares, regularização junto ao Cadin (Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados) e Cauc (Cadastro Único de Convênios). No último dia 25 de fevereiro, a juíza Vilma Tomaz Lourenço Ferreira Zanini, da Primeira Vara Cível da Comarca de Tatuí, determinou que as autoridades competentes suspendam, imediatamente, a inscrição no Cadin, bem como se abstenham de nova inclusão por crédito anterior não quitado. Já no dia 8 de março, o juiz Itagiba Catta Preta Neto, da Quarta Vara Federal, deferiu também liminarmente os registros negativos da Prefeitura, em cadastros de inadimplência, no Cauc, estendendo também a decisão para o Siaf (Sistema Integrado de Administração Financeira), Cadin e Siconv (Sistema de Convênios).
O documento, em texto original, cita que o município não deve ser penalizado, já que adotou as providências necessárias para responsabilizar o administrador anterior pela má gestão dos recursos recebidos, visto que a transferência dos recursos federais a município que esteja inadimplente, quanto à prestação de contas de convênios anteriores, causa à comunidade danos graves e de difícil reparação. O despacho traz ainda citação jurisprudencial, através de decisão normatizada em 2004, pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Francisco Falcão: “É de ser liberada a inadimplência à Prefeitura administrada pelo prefeito que sucedeu o administrador faltoso, quando tomadas as devidas providências objetivando o ressarcimento ao erário, em conformidade com a instrução normativa 01 da Secretaria do Tesouro Nacional”.
Com a liberação, Tatuí volta a poder celebrar convênios com outras instâncias governamentais, recebendo recursos dos governos do estado e federal.
O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, comemorou a vitória judicial. “Trata-se de mais um parecer favorável as nossas medidas administrativas, além de um novo fôlego já que agora estamos aptos a receber novos repasses financeiros que serão tão importantes nessa fase de reconstrução da nossa cidade”, argumentou.

Histórico
O município foi incluído no Cadin por dívida junto Cetesb, gerada através de multa pelas condições inadequadas do lixão, que ainda se apresenta como passivo ambiental à população. Depois, de diversos recursos judiciais a dívida chegou a R$ 676 mil. Já a inclusão no Cauc aconteceu devido a irregularidades na prestação de contas do convênio firmado pelo Ministério do Turismo, na realização do concurso Mis Itália em 2010.  

--------------------------------------------------------------------------------------------



Neste 14 de Março (Dia Internacional de Luta contra as Barragens), os atingidos pela barragem de Belo Monte vão exigir do poder público e da Norte Energia (dona da barragem) condições para permanecerem em suas casas nas áreas alagadiças da cidade de Altamira.
A população desses locais, por volta de 40 mil pessoas residentes em casas de palafita, sofre durante a estação chuvosa com o aumento do nível da água. Nesse período, muitas famílias acabam abandonando suas casas e acampando no Parque de Exposições da cidade. Este ano, a demanda dos moradores é permanecer em casa e, para isso, vão exigir da prefeitura e da Norte Energia (dona da barragem) a construção de pontes e entrega de cestas básicas nos bairros.
Os moradores também vão denunciar as violações de direitos humanos na construção de Belo Monte. O consórcio construtor da barragem está intensificando o ritmo das obras para cumprir o cronograma e colocar a primeira turbina para funcionar em fevereiro de 2015. Mas a construção das mais de 5.300 casas das famílias que terão que ser removidas sequer começou. Nesse ritmo, a empresa terá que construir ao menos 220 casas por mês, se começar agora, para que estejam prontas quando as comportas da usina forem fechadas, formando o lago de 516 km².
Os atingidos questionam a qualidade dessas casas e exigem a garantia de permanecer nas suas até que a situação esteja resolvida e com as necessidades contempladas. Mas a empresa se recusa a manter um diálogo com as famílias, restringindo a interlocução a um grupo de empresários.
A Norte Energia sequer confirmou até o momento quais são os terrenos para a construção das casas, quais modelos estão disponíveis e nem se vai cumprir a promessa de construir casas de alvenaria, de melhor qualidade, ou se vai seguir o expediente de tantas outras construtoras de barragens no Brasil, que é despejar os atingidos em casas pré-moldadas, em reassentamentos sem o mínimo de infraestrutura.
A atividade será na escola Bulamarqui de Miranda, no bairro da Boa Esperança, em Altamira, às 19 horas. Também foram convidadas a participar Rute Barros, secretária de Ação Social de Altamira, a procuradora federal Meliza Barbosa e o defensor público Fábio Rangel. No mesmo dia, atingidos e atingidas organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) de todo o Brasil estarão em jornada de luta.
Encontro histórico dos atingidos pela barragem no Paraná iniciou-se no dia 13/03
Com a participação de representantes de comunidades atingidas de diversas regiões do Paraná, amigos, aliados, prefeitos, vereadores e assessores parlamentares, o Movimento dos Atingidos por Barragens iniciou um importante encontro na tarde do dia 13 de março, na cidade de Chopinzinho, região sudoeste do Paraná.
A luta histórica de resistência dos atingidos por barragens por terra, pelos direitos e por uma nova política energética foi saudada por todas as lideranças presentes. O prefeito de Chopinzinho, Leomar Bolzzani, reforçou a justa organização dos atingidos e assumiu o compromisso de apoiar as iniciativas do MAB, na luta pela garantia dos direitos, como também contribuir nas políticas de desenvolvimento para a produção de alimentos saudáveis a partir do trabalho dos atingidos.
Entre os temas de debate esteve a denuncia do processo de privatização da água e da energia, ameaçando a soberania nacional. O presidente do SENGE – Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná, Ulisses Kaniak, destacou a necessidade de uma forte unidade entre os atingidos, os trabalhadores do setor energético, a Via Campesina, assim como o apoio das autoridades e entidades para as mudanças necessárias na atual política energética.
Segundo o agrônomo Valdir Duarte, representante da ASSESOAR, as bandeiras expostas hoje pelo MAB, representam todo um processo de lutas históricas da classe trabalhadora brasileira e por isso merece o apoio de todos que lutam no Brasil por uma pátria mais justa e igualitária.
Já o coordenador nacional do movimento, Hélio Mecca, afirmou que a melhor forma de agradecer a todos e todas presentes, atingidos, amigos, organizações apoiadoras, autoridades, é seguir na luta da defesa dos direitos dos atingidos e por um novo projeto energético de caráter popular para o Brasil.
Realidade das áreas do estado
No estado do Paraná existem cerca de 200 potenciais para a construção de barragens e todas as regiões e bacias vivem a disputa entre a cobiça dos grupos econômicos e os trabalhadores que lutam pela defesa do território.
A área alagada por construção de hidrelétricas no estado consomem cerca de 260 mil hectares, o suficiente para estabelecer todas as famílias cadastradas que esperam por terra no estado.
Serviço:
Audiência dos atingidos por Belo Monte por direitos
Escola Bulamarqui de Miranda, Boa Esperança, Altamira (PA)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


REFLEXÃO
Ninguém aceita gratuitamente algo como sendo verdadeiro. Só acreditamos que algo é verdadeiro quando temos um fundamento para isso. Assim as pessoas agem em relação a Jesus, exigem uma garantia de verdade a respeito de tudo o que ele fala para que creiam nela. Isso acontece em primeiro lugar porque não acreditam no amor e na ação do próprio Deus na vida das pessoas. Também acontece porque não são capazes de encontrar nas Sagradas Escrituras o testemunho de Jesus e de suas obras. Somente quem se abre a Deus e à sua revelação reconhece a verdade em Jesus.
COMEMORAÇÕES
Nascimento
  • Dom Geraldo Lyrio Rocha, Arcebispo de Mariana - MG
  • Dom José Carlos de Oliveira, CSSR, Bispo Emérito de Rubiataba-Mozarlândia - GO
Ordenação Presbiteral
  • Dom Celso José Pinto da Silva, Arcebispo Emérito de Teresina - PI
  • Dom José Luiz Majella Delgado, CSSR, Bispo de Jataí - GO
NOTÍCIAS
O novo pontífice é o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, Papa Francisco, que nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 17 de dezembro de 1936. É Ordinário para os fiéis de rito oriental residentes na Argentina e sem Ordinário do rito próprio.
O Papa jesuíta se formou como técnico químico, mas depois escolheu o caminho do sacerdócio e entrou para o seminário de Villa Devoto. Em 11 de março de 1958, passou para o noviciado da Companhia de Jesus. Completou os estudos humanistas no Chile e em 1963, voltou para Buenos Aires e se formou em filosofia na Faculdade de Filosofia do Colégio máximo San José, de São Miguel.
De 1964 a 1965, ensinou literatura e psicologia no Colégio da Imaculada de Santa Fé e, em 1966, ensinou essas mesmas matérias no Colégio do Salvador, em Buenos Aires.
De 1967 a 1970 estudou teologia na Faculdade de Teologia do Colégio máximo San José, de São Miguel, onde se formou.
Em 13 de dezembro de 1969 foi ordenado sacerdote.
Em 1970-1971, completou a terceira aprovação em Alcalá de Henares (Espanha), e em 22 de abril de 1973 fez a profissão perpétua.
Foi mestre de noviços em Villa Barilari, San Miguel (1972-1973), professor na Faculdade de Teologia, Consultor da Província e Reitor do Colégio máximo. Em 31 de julho de 1973, foi eleito provincial da Argentina, cargo que desempenhou por seis anos.
De 1980 a 1986, foi reitor do Colégio máximo e das Faculdades de Filosofia e Teologia dessa mesma Casa e pároco da Paróquia de São José, na Diocese de San Miguel.
Em março de 1986, viajou para a Alemanha para completar sua tese de doutorado. Foi enviado pelos seus superiores ao Colégio do Salvador e passou para a igreja da Companhia na cidade de Córdoba, como diretor espiritual e confessor.
Em 20 de maio de 1992, João Paulo II o nomeou Bispo titular de Auca e Auxiliar de Buenos Aires. Em 27 de junho do mesmo ano, recebeu na catedral de Buenos Aires a ordenação episcopal das mãos do Cardeal Antonio Quarracino, do Núncio Apostólico Dom Ubaldo Calabresi e do Bispo de Mercedes-Luján, Dom Emilio Ogñénovich.
Em 3 de junho de 1997 foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Buenos Aires e em 28 de fevereiro de 1998 Arcebispo de Buenos Aires por sucessão à morte do Card. Quarracino.É autor dos livros: «Meditaciones para religiosos» del 1982, «Reflexiones sobre la vida apostólica» del 1986 e «Reflexiones de esperanza» del 1992.
É Ordinário para os fiéis de rito oriental residentes na Argentina que não podem contar com um Ordinário de seu rito. Grão-Chanceler da Universidade Católica Argentina.
Relator-Geral adjunto da 10ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos (outubro de 2001).
De novembro de 2005 a novembro de 2011 foi Presidente da Conferência Episcopal Argentina.
Foi criado Cardeal pelo Beato João Paulo II no Consistório de 21 de fevereiro de 2001, titular da Igreja de São Roberto Bellarmino.
É Membro:das Congregações: para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos; para o Clero; para os Institutos de vida consagrada e as Sociedades de vida apostólica; do Pontifício Conselho para a Família: da Pontifícia Comissão para a América Latina.

Em breve entrevista concedida na manhã desta quinta-feira, 14 de março, à Rede Católica de Rádio, o presidente da CNBB, cardeal Raymundo Damasceno Assis, apresentou ao repórter André Costa suas primeiras impressões sobre o Papa Francisco.
RCR - Que impressão o senhor ficou de um Conclave tão breve?Dom Damasceno - Foi uma experiência singular para mim, pois foi a primeira experiência como cardeal participando de um Conclave. Um clima realmente interessante, de muita reflexão, de muita partilha, de muita oração e de muita liberdade e abertura ao Espírito Santo... E como sempre, o Espírito Santo, como afirmei muitas vezes, o Espírito sopra aonde quer, quando quer, como quer, de modo que tivemos essa grande e agradável surpresa da eleição do nosso novo papa: o papa Francisco.
RCR - Que características o senhor ressalta no novo papa Francisco?Dom Damasceno - Creio que o papa Francisco já traz suas características expressas no nome que ele escolheu, inspirado no santo de Assis. São Francisco, como nós sabemos, é um santo da pobreza, da simplicidade, da comunhão com todas as pessoas, e com a própria natureza... Aliás, é o patrono da ecologia. As marcas deste novo papa: o primeiro latino americano, um argentino, o primeiro a adotar este nome “Francisco”, o primeiro jesuíta... Mas creio que vai marcar o seu pontificado pela características de ser um verdadeiro pastor. Um pastor que ama o seu povo, que está inteiramente voltado para o cuidado do seu povo, mas ao mesmo tempo aberto ao mundo, a todos os demais povos, com os que pertencem a uma outra religião... Ele terá este coração grande, aberto, à exemplo de São Francisco de Assis. Creio que esta espiritualidade certamente inspirará o novo papa, pela simplicidade, pelo diálogo, que serão suas marcas, como foram quando ele foi arcebispo de Buenos Aires: um homem de grande simplicidade, de grande amor aos pobres.

Papa Francisco dirigiu-se esta manhã à basílica de Santa Maria Maior, para uma oração a Nossa Senhora, cumprindo a intenção que ele próprio tinha anunciado ontem, na primeira apresentação pública, na varanda central da basílica de São Pedro. “Amanhã quero ir rezar a Nossa Senhora, para que abençoe toda a cidade de Roma”, disse o papa.
Acompanharam o Papa o cardeal vigário para a diocese de Roma, o cardeal Agostino Vallini, assim como dom Georg Gänswein, prefeito da Casa Pontifícia. Foi uma visita breve, privada, marcada unicamente pelo recolhimento de oração diante do altar de Nossa Senhora.
No regresso ao Vaticano, o Papa passou pela Casa Internacional do Clero, junto a Piazza Navona, onde estava hospedado antes do Conclave, para recolher os objetos pessoais que ali deixara e cumprimentar o pessoal. Mostrava-se descontraído e com a simplicidade e cordialidade de sempre.

Conforme publicado pelo portal de notícias G1, os cardeais brasileiros concederam na manhã desta quinta-feira, 14 de março, em Roma, uma entrevista coletiva em que avaliaram a escolha do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, como sucessor de Bento XVI. Dos cinco cardeais brasileiros que participaram da eleição do pontífice, três participaram da entrevista: o presidente da CNBB e arcebispo de Aparecida (SP), dom Raymundo Damasceno Assis; o arcebispo emérito de Salvador (BA), dom Geraldo Majella; e o arcebispo de São Paulo (SP), dom Odilo Pedro Scherer.
A coletiva foi realizada no Colégio Pio Brasileiro. "As cotações prévias foram todas para o espaço", afirmou dom Odilo, dizendo que, segundo a crença, há outros elementos envolvidos na escolha de um novo Papa. "Há de se aprender que a Igreja não é só feita de cálculos humanos. De fato, o Espírito Santo orienta a Igreja."
Questionado sobre a possível pressão sentida por ter sido considerado um dos favoritos para ser o novo Papa, dom Odilo disse ter enfrentado tudo com muita tranquilidade. "Tenho os pés muito no chão, sabendo que havia muitas outras pessoas com muitas possibilidades."
Ele afirmou não ter pensado que poderia vencer. "Depois de ter rezado, se colocado diante da possibilidade de ser eleito, ficaria difícil dizer não. Mas nunca pensei que viesse a acontecer", disse. "Ser Papa não é uma honra simplesmente, não é um poder. É um serviço muito grande. Quem é eleito Papa sente esse peso."
Após a eleição e dos ritos formais feitos, todos os cardeais saudaram pessoalmente o Papa. "O saudei, lhe dei os parabéns, pedi que Deus o abençoasse. Lembrei da Jornada Mundial da Juventude, que ele irá ao Brasil em julho. Depende dele confirmar, com certeza o fará", disse dom Odilo.
O arcebispo de São Paulo revelou que visitou o túmulo de São Francisco de Assis, no domingo anterior ao conclave. Chegando lá, ele encontrou o cardeal arcebispo de Viena, Christoph Schönborn. "Mas um dominicano num lugar tão franciscano!", comentou o brasileiro na ocasião. O colega disse que seria bom que a Igreja tivesse um Papa com espírito franciscano. "É um sinal para o que a Igreja quer e precisa fazer", afirmou Odilo na entrevista coletiva. "Não se fazem saltos mortais na Igreja, mas existe uma continuidade."
Também dom Geraldo revelou que foi a Assis no período pré-conclave. "Rezei naquela hora para que o Papa pudesse realmente ser o que fizesse as vezes de São Francisco", afirmou. "Ele [Bergoglio] foi chamado e não teve nenhuma dificuldade de ser aclamado. Ele tem 76 anos, mas pode em pouco tempo fazer muito. O testemunho dele vai ser muito importante para o mundo, vai chamar a atenção do mundo. Vamos rezar para que ele seja feliz e, sendo feliz, faça a Igreja feliz", disse.
Para dom Geraldo, a escolha não foi surpreendente. "Não foi uma grande surpresa no sentido de que ele não pudesse ser o possível candidato", disse. "É um grande dom de Deus para a Igreja, para o mundo, um homem que tem um testemunho de vida. Ele vive o nome Francisco, é diferente dos outros", afirmou. "Agradeço a Deus por um grande final."
Já Dom Raymundo, que abriu a coletiva, disse que houve surpresa. "Não preciso dizer para vocês que foi uma surpresa para todos nós", afirmou. Os cardeais também contaram que, ainda na noite de quarta (13), após anúncio do pontífice, o Papa Francisco falou que precisaria ir nesta quinta-feira à Casa Internacional do Clero em Roma, onde estava hospedado antes do conclave, para pagar a conta e pegar suas coisas. Dom Raymundo foi informado de que o Papa foi mesmo à Casa nesta quinta, e insistiu para pagar sua hospedagem.
Depois da apresentação pública do novo Papa aos fiéis, os cardeais e o pontífice fizeram uma confraternização na Casa Santa Marta. "Foi muito fraterna, com um cardápio semelhante ao dos dias do conclave. Mas não poderia deixar de ter uma champanhe para comemorar", disse dom Raymundo.
"Depois da solenidade de apresentação, para voltar para a Casa Santa Marta, como protocolo ofereceram o carro oficial do Papa. Mas ele recusou e quis voltar como foi: no ônibus junto com os outros cardeais", disse dom Odilo.
Os cardeais foram questionados sobre a rivalidade entre Brasil e Argentina, muito presente em diversos temas. "A disputa é mais no campo do futebol, entre o Maradona e o Pelé. No campo religioso não há isso, se trata da mesma Igreja", disse dom Raymundo. "Como os argentinos são chamados no Brasil? De hermanos. Somos povos irmãos, nos sentimos assim", completou dom Odilo.
Os cardeais também foram questionados sobre o papel da nova evangelização no novo pontificado e como o Papa Francisco deve direcioná-la. "Ela já foi uma das ênfases no pontificado de João Paulo II e Bento XVI. E na América Latina é fundamental. Esse objetivo de ir ao encontro dos mais afastados, distantes, esquecidos. A Igreja é chamada a ir ao encontro das pessoas, ficando em estado permanente de missão", disse dom Raymundo.
Dom Odilo afirmou que dentro do conclave, em nenhum momento foi possível ver possíveis divisões dos cardeais ou identificar partidos. "Não existe direita e esquerda, não percebi. Foi um clima muito bonito, de grande responsabilidade e serenidade."
"Era um ambiente muito especial, com um grupo bastante reduzido em relação ao número de católicos do mundo, mas 115 cardeais de todo o mundo. Transcorreu num clima de muita abertura, liberdade, fraternidade. É uma instância na qual a gente não sente pressão. Se sente totalmente livre, e isso é muito importante. E o ambiente é um dos mais belos em termos de arte no mundo, a Capela Sistina", disse dom Raymundo. E completou: "O nome do novo Papa é uma mensagem de abertura ao mundo, de diálogo com o mundo, simplicidade, pobreza, solidariedade com os mais simples."
O novo Papa tem 76 anos, o que surpreendeu algumas pessoas – muitos imaginavam que o escolhido seria mais jovem, para ter um pontificado mais longo que o de Bento XVI. Segundo Dom Geraldo, a idade não influenciou a escolha. "Havia vários [cardeais] com 60 anos, mas isso não pesou. Não foi uma surpresa a idade. O Espírito Santo sopra onde quer. Esse é um sinal para o mundo, sobretudo aos que mais sofrem."
Ele também afirmou que os recentes escândalos de abusos sexuais no clero e de fraudes no Banco do Vaticano não tiveram peso dentro do conclave. "Em absoluto, não pesaram, ninguém teve preocupação com isso. Estamos preocupados com a Justiça, o Papa tem que defender a Justiça, os mais sofridos."
Os cardeais foram questionados algumas vezes durante a coletiva sobre uma possível influência do conclave passado. À época, foi dito que o então cardeal Bergoglio renunciou aos votos recebidos no conclave em favor de Ratzinger, que foi eleito o Papa Bento XVI. Foi questionado se essa atitude o teria beneficiado agora. Os cardeais disseram não saber da veracidade dessa informação.
"Ninguém sabe se isso é verdade. Só dom Geraldo, que estava lá, mas ele não pode falar", disse dom Odilo, sendo recebido por risadas dos presentes. Dom Geraldo era o único dos cardeais que deu entrevista que participou do conclave de 2005.

Às 17 horas desta quinta-feira, 14 de março, o Papa Francisco presidiu na Capela Sistina à missa de conclusão do Conclave que o elegeu. A celebração, restrita aos cardeais eleitores e às pessoas que trabalharam no Conclave, foi transmitida ao vivo por emissoras de rádio, televisão e sites de internet em todo o mundo.
As leituras da Missa - pro Ecclesia, pela Igreja, incluem um texto de Isaías (2,2-5) em que o profeta anuncia tempos de paz, em que serão transformadas em foices as espadas. A segunda leitura, da primeira Carta de São Pedro, recorda Cristo como pedra angular. Finalmente, o Evangelho (Mt 16, 13-19) contém a profissão de fé de Pedro, em Cesareia de Filipo e a promessa de Jesus: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas dos infernos não prevalecerão".
 “Caminhar, edificar, professar Jesus Cristo crucificado” foi a ideia central da primeira homilia do Papa Francisco. Ele convidou os presentes a “caminhar sempre, na presença do Senhor, à luz do Senhor, procurando viver com irrepreensibilidade”.
"Quando não se confessa Jesus, confessa-se a mundanidade do diabo", alertou. A celebração, vista como o primeiro momento em que o Papa apresenta o seu "programa", contou em 2005 com uma homilia em latim de Bento XVI, mas o Papa Francisco optou por falar em italiano, sem qualquer texto.

O bispo da Diocese de Criciúma (SC), Dom Jacinto Inacio Flach, demonstra alegria e esperança na missão do Sumo Pontífice eleito. “Foi com certeza uma surpresa para mim e para todos. Sua maneira espontânea e simples ao se apresentar, quebrando o protocolo e pedindo a benção para ele, para o papa emérito e para o povo”.
Conforme o bispo, a opção pelo nome “Francisco” e a mensagem de seu primeiro discurso, trazem por trás uma continuação ao legado dos papas João Paulo II e Bento XVI, no trabalho pela paz, justiça e fraternidade entre os povos e religiões e na vivência do amor pela unidade e pela fé.
Dom Jacinto afirma que há muita expectativa com o novo papa. “Ele deverá usar de muito diálogo para com a humanidade, em suas diversas culturas e realidades. Isto não significa que irá acolher tudo, pois a humanidade tem muitas sombras que precisam ser iluminadas pela luz do Evangelho, mas a Igreja não condena os que não concordam com ela. Por ser jesuíta, homem de sabedoria e boa formação, além de ser muito pastor, o fato de ser escolhido como latino americano, é um sinal de que a Europa já fez muito para a humanidade, mas que nosso continente, onde temos uma maioria de cristãos, sobretudo católicos, é cheio de vida e não pode ser esquecido. É o sinal do qual Bento XVI falou, de que o continente latino americano é um continente de esperança e de amor. O novo papa com certeza contagiará a todos com sua maneira de ser”.

Começou na noite de segunda-feira (11/03) na diocese de Caetité (BA) a 1ª assembleia 2013 do Conselho Episcopal Regional (CONSER), os bispos da CNBB Nordeste 3 - Bahia e Sergipe. O objetivo foi avaliar a caminhada missionária, evangelizadora e realizar uma estimativa das atividades e ações de cada pastoral.
Em entrevista, cedida à Rádio Educadora de Caetité, o presidente do Regional, dom Luís Gonzaga Silva Pepeu, OFM Cap., falou da importância do contexto na qual acontece a assembleia. “Esse encontro é muito importante para nós, para a Igreja nesse Regional, porque vivemos antes de tudo alguns momentos fortes em nossa Igreja: o Ano da Fé, desde o ano passado até novembro deste ano e também a preparação para a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, vivemos também este momento muito especial nesses dias, começando hoje a eleição do novo papa”.
A assembleia terminou no dia 13 de março, com missa na Catedral de Caetité.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Manu participa de audiência no Centro Paula Souza e apresenta reivindicações
Prefeito quer curso de manutenção de aeronaves, novos investimentos na FATEC e ETEC

O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, participou de uma audiência no Centro Paula Souza, na semana passada. Recepcionado pela diretora superintendente da instituição, Laura Laganá, Manu apresentou uma série de reivindicações voltadas ao setor educacional, em especial com foto na formação profissionalizante. Também estiveram na reunião o vice-prefeito e secretário municipal de Governo e Segurança Pública, Vicente Menezes, e o diretor da Fatec de Tatuí, professora Mauro Tomazela.
E a unidade local da Faculdade de Tecnologia foi uma das pautas principais do encontro. Além da renovação dos convênios para cursos já existentes, foram solicitadas a liberação de recursos para conclusão das obras de ampliação e adequação do prédio, incluindo um estúdio especial para o curso de produção fonográfica, espaço para criação de uma nova incubadora, além de uma quadra poliesportiva.   
Manu também solicitou investimentos para reforma estrutural da ETEC “Sales Gomes”, nas áreas civil, hidráulica e elétrica. “O governo federal já se comprometeu a liberar R$ 1 milhão à nossa Escola Industrial, através do programa Brasil Profissionalizado. É preciso que o estado e também o município abracem essa parceria para darmos melhores condições a ETEC, permitindo inclusive o aumento no número de vagas e a realização de novos cursos que são necessidades prementes no mercado de trabalho local”, comentou o prefeito que também reivindicou a implantação de um curso de bioquímica e novos equipamentos para aulas práticas nos cursos já existentes.
Mas, o ponto central do encontro foi o pedido para criação de cursos de manutenção de aeronaves em Tatuí, uma das principais propostas do plano de governo de Manu. A ideia é transformar a cidade em referência nesse assunto, através da integração da ETEC e FATEC, que teriam como missão capacitar e formar técnicos e tecnólogos nesse segmento. A Prefeitura comprometeu-se a ceder uma área ao lado da pista do aeroporto municipal para implantação do curso. “Vale lembrar que nossa cidade é reconhecida pela qualidade de sua pista atual para pouso e decolagem, de seus angares e oficinas, bem como pela tradição de seu aeroclube que é referência nacional de vôo à vela. Justamente, por isso, temos recebido inúmeros empresários desse setor interessados em se instalar no município”, explicou Manu.
Tatuí receberá ainda, através de parceria com o Centro Paula Souza, a unidade móvel do programa Via Rápida Emprego, que além de formar profissionais em cursos de curta duração, oferece bolsa-auxílio para os alunos no valor de R$ 210. Os cursos já solicitados, de maneira formal através de ofício, são: panificação, imagem pessoal – que inclui formação de cabeleireiro, manicure e pedicuro, além de maquiagem -, e de confecção. A expectativa é que as carretas, equipadas com laboratórios práticos, cheguem ao município ainda este ano.

Centro
Autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, o Centro Paula Souza administra 210 Escolas Técnicas e 56 Faculdades de Tecnologia estaduais em 159 municípios paulistas. As ETECs atendem cerca de 220 mil estudantes nos Ensinos Técnico e Médio. Atualmente, são oferecidos 120 cursos técnicos para os setores industrial, agropecuário e de serviços. Este número inclui três cursos técnicos oferecidos na modalidade semipresencial, 20 cursos técnicos integrados ao ensino médio e dois cursos técnicos integrados ao ensino médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já nas Fatecs, mais de 61 mil alunos estão matriculados nos 62 cursos de graduação tecnológica.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Estado deve autorizar duplicação de 4,5 quilômetros da SP-141, entre Tatuí e Cesário Lange
Prefeitura de Tatuí inicia contratação de projeto técnico executivo, a pedido do DER
Uma boa nova para o setor de infraestrutura viária. As tratativas para duplicação da SP-141, no trecho ente o trevo de acesso de Tatuí e a Cerâmica Strufaldi, sentido Cesário Lange, Rodovia Mario Batista Mori, avançaram bastante na semana. O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, esteve no DER (Departamento de Estradas e Rodagem), em audiência com o superintendente geral, Clodoaldo Pelissioni. 
Acompanhado do secretário de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos, deputado estadual Edson Giriboni, e do vice-prefeito e secretário municipal de Governo e Segurança Pública, Vicente Menezes, Manu tratou da melhoria no trecho de aproximadamente 4,5 quilômetros que atenderia não só a população das duas cidades, mas serviria de maneira especial a algumas das principais empresas do município. “A duplicação atenderá as maiores geradoras de emprego na cidade, colaborando com a expansão e o desenvolvimento da Rontan, FBA, Brasil Foods – Sadia, Strufaldi, Guaraná Dolly e Seven Boys. A melhoria também contribuiria com acesso à Fatec e ao aeroporto do município”, argumentou o prefeito.
Pelissioni lembrou que o governo do estado já vem estudando a recuperação da rodovia e que, se a Prefeitura de Tatuí custear o projeto executivo para realização da obra, o DER se compromete a arcar com a duplicação. Manu determinou imediatamente ao setor de engenharia a realização de estudos preliminares e cotação do projeto.
Na ocasião, o prefeito também pediu informações sobre o início das obras de pavimentação estradas Tatuí-Alambari e Tatuí-Laranjal Paulista. Infelizmente, as duas obras já anunciadas e publicadas não serão efetivadas de imediato, devido a restrições orçamentárias do orçamento estadual. “Estamos estudando, juntamente com a equipe do governador Geraldo Alckmin, a viabilidade financeira para contrairmos empréstimos para investirmos em estradas vicinais, ação que contemplaria prioritariamente inclusive essas duas rodovias”, explicou Pelissioni.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Prefeitura de Tatuí promove programação especial no Dia Internacional da Mulher
Saúde realiza 1.054 atendimentos – Artistas tatuianas expõe e realizam performances

O Dia Internacional da Mulher foi comemorado de maneira especial em Tatuí. A Praça da Matriz recebeu na última sexta-feira, 8 , uma programação diversificada ao longo de todo dia, como homenagem às cidadãs tatuianas.
O evento começou já às 10h com a mostra “A Arte da Mulher Tatuiana”, com exposições de telas de diversas artistas locais, como Carlota Franco, Raquel Fayad, Jacy Del Fiol, Terezinha Pinto, Roseli Carlim, Edith Mafeis e Dan Fornazza, além dos trabalhos das fotógrafas Ilza Eleutério e Patrícia Maria Moraes, com foco em grávidas, casamentos, crianças e outros temas relacionados. Destaque também para a tradicional Feirinha de Artesanato, que levou seus produtos de maneira excepcional à praça central da cidade.
A Secretaria Municipal de Saúde realizou exames preventivos, como glicemia, pressão arterial, medida de circunferência abdominal, orientações sobre câncer de mama e de colo de útero, além de aconselhamentos relativos às doenças sexualmente transmissíveis. Ao todo, 1054 atendimentos foram contabilizados.
O Fundo Social de Solidariedade também expos e comercializou os produtos fabricados pelo curso de panificação artesanal. A primeira-dama e presidente do Fundo, Ana Paula Cury Coelho, distribui rosas as milhares de mulheres que passaram pela praça e fizeram parte da programação. O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, também cumprimentou as mulheres que passavam pelo centro da cidade.  
Às 16h, teve início as atrações no coreto, as meninas do Lar Donato Flores, da academia do Clube de Campo e da escola Rosinha Orsi apresentaram números de dança. Em seguida, o grupo Seresteiros com Ternura e cantora Evelise Almeida trouxeram repertório variado, voltado à MPB. “Foi uma singela homenagem às mulheres tatuianas que são fundamentais em nossa sociedade, uma maneira simples de retribuir tudo que elas nos proporcionam no dia-a-dia. A variedade da programação e a participação ativa da população feminina foi o ponto alto da comemoração”, lembrou o diretor de Cultura e Desenvolvimento Turístico, Jorge Rizek, organizador do evento.   

Exposição
Mas, a programação especial voltada à mulher continua até o dia 14 abril, com a exposição “Imagem e Poesia – Um Olhar Feminino sobre o Carnaval de Tatuí 2013”, que acontece no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, de terça a domingo, das 8h30 às 18h30, com registro de seis fotógrafos tatuianos sobre as mulheres que protagonizaram os festejos carnavalescos deste ano na cidade. 








-----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Corinthians e Santos vencem em rodada inédita de futebol americano em Tatuí
O ator Alexandre Frota foi um dos destaques – Secretaria de Esporte cogita escolinha

A bola não é redonda. Parece um ovo. É feita com o mesmo tipo de couro usado nas bolas de basquete e pesa entre 200 e 400 gramas. Apesar da grama, o campo não é nada convencional. Sequer as demarcações. A partida também é diferente. O jogo divide-se em quatro tempos de 15 minutos, com interrupções de relógio a cada parada de lance. Cada equipe tem 53 jogadores, mas apenas 11 ficam em campo a cada lance. Não há limites para substituição. Há especialistas no ataque, outros que só defendem, outros que só lançam, outros que só chutam. Esse é o futebol americano que, cada vez mais globalizado, desembarcou em Tatuí, pela primeira vez na história no último final de semana, mais precisamente no domingo, 10, em rodada dupla realizada no Clube do Sindicato dos Metalúrgicos de Tatuí.
E o esporte é mesmo capaz de empolgar a torcida, até por seu caráter democrático: no mesmo time há espaço para diversos biotipos. Qual outra modalidade permitira juntar um atleta como Kleber de Souza Brito, jogador do Sorocaba Nemesis, que tem com 1,98 de altura e pesando 135 quilos; e David Charles Brito, que mede 1,65 metro e pesa 57 quilos. “O tamanho impõe respeito, o adversário pensa duas vezes antes de vir pra cima de mim”, diz o defensor Kleber. “A agilidade permite que eu acerte os chutes iniciais”, rebateu o David, responsável exclusivamente pelo chute inicial da partida. Ambos, atletas do Sorocaba Nemesis.
Mas, a equipe da região sucumbiu diante da maior experiência do Santos Tsunami, que estreia esse ano no campeonato da Federação de Futebol Americano de São Paulo (Fefasp). Para o técnico do Peixe, Rodrigo dos Santos Galvão, o segredo é acertar os passes e fazer um jogo sem riscos. A tática deu certo e depois de uma hora de muita trombada a partida terminou com 13 a 0 para a equipe da baixada.
O segundo jogo mostrou a supremacia da equipe do Corinthians, que no futebol americano recebe o sobrenome de Steamroolers. Com quatro campeonatos conquistados nos últimos dois anos e 28 jogos de invencibilidade, a equipe alvinegra busca o tricampeonato estadual, com um reforço de peso. O ator e apresentador Alexandre Frota é um dos destaques da equipe e leva a sério o esporte. “Tenho orgulho de fazer parte dessa equipe, agente não acredita em bola perdida, nos criamos às oportunidades no jogo. É um orgulho estarmos aqui em Tatuí divulgando esse modalidade tão interessante”.  
Confirmando o favoritismo, os Steamroolers de Parque São Jorge venceram a Portuguesa Rynos por 35 a 0.
O domingo de muita festa e esporte teve também a apresentação das tradicionais “sheleaders” – líderes de torcida - e a participação do prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, que deu o pontapé inicial e recebeu uma homenagem da Fefasp. Também participaram do evento a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Ana Paula Cury Coelho, que recebeu os alimentos que foram arrecadados com a troca pelos ingressos, o secretário de Administração, Marcos Rogério de Campos Camargo, Marcos Quadra, e o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Miguel Lopes Cardoso Junior. “Foi uma experiência inédita e muito bem sucedida. Tatuí tem tudo para se tornar um centro de referência do esporte na região. Já na próxima semana, conversaremos com os membros da Federação Paulista para conceber um projeto conjunto, para formação de escolinhas e futuramente de uma equipe que represente a nossa cidade”, finalizou Miguel. 














0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga