FUNTTEL financia laboratório de 4G em Campinas

14:35 Radio Ideal FM 0 Comentarios


O Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL) está financiando a primeira fase de um novo laboratório que funcionará como ambiente de teste e medição para as tecnologias móveis de quarta geração (4G). A inauguração ocorreu nesta terça-feira no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CPqD) em Campinas, São Paulo, com as presenças do Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, do Secretário de Telecomunicações, Maximiliano Martinhão, do Prefeito de Campinas, Jonas Donizete, e do presidente do CPqD, Hélio Graciosa.


 O laboratório permitirá realizar testes simulando todas as condições de operação em campo dos equipamentos destinados a redes 4G, o que inclui a interoperabilidade entre produtos de fornecedores diferentes, de acordo com os padrões brasileiros e internacionais.
Segundo o Ministro das Comunicações, esta tecnologia é fundamental para o Programa Nacional de Banda Larga e destacou o papel do CPqD como uma "joia da coroa" para o desenvolvimento de tecnologias nacionais. "Precisamos de laboratórios como esse para o atendimento de políticas públicas no setor de telecomunicações, seja voltadas para a área rural ou expansão da velocidade da banda larga no Brasil".
Bernardo visitou ainda o laboratório de comunicações ópticas do Centro e a solução LTE (Long Term Evolution) em 450 MHz do centro que permitirá levar banda larga a áreas rurais. Esta última tecnologia, LTE em 450 MHz, foi testada pelo Ministro e Prefeito Donizete que fizeram contato com uma escola localizada em uma área periférica de Campinas, sem acesso à internet. Através de um pequeno modem localizado no laboratório e outro na escola, puderam conversar com as crianças através de vídeo e voz, sem qualquer interferência.
Com relação ao laboratório de 4G, o Presidente do CPqD, Helio Graciosa disse que "estamos montando uma infraestrutura moderna, que hoje não tem similar na América do Sul”, afirma Hélio Graciosa, presidente do CPqD. “Por meio dela, pretendemos atender essa nova necessidade tanto da indústria como das operadoras que atuam no país.”
O objetivo do projeto é pesquisar e desenvolver métodos e testes no padrão 4G, de modo a atender às necessidades da indústria brasileira de equipamentos - que poderá obter no Brasil o selo de conformidade com padrões internacionais -, da Anatel e ainda das operadoras de telecomunicações, que poderão utilizar a infraestrutura do CPqD em simulações de ambientes reais de redes LTE.
Além da interoperabilidade, os testes disponíveis no novo laboratório permitirão avaliar a conformidade técnica de rádio e de protocolos, levando em conta características específicas da tecnologia sem fio de quarta geração - como a inteligência da rede para realizar o próprio balanceamento de carga. Também estão previstos ensaios de compatibilidade dos novos terminais 4G com o legado (redes 2G e 3G).
O financiamento, no valor de R$ 16 milhões, será liberado durante 36 meses e foi resultado de convênio assinado em dezembro de 2012 entre o FUNTTEL e a FINEP que é a responsável pela administração dos recursos do projeto.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga