Destaques desta Quinta-Feira, 21 de Março de 2013.

21:28 Radio Ideal FM 0 Comentarios




ESPECIAL
Emílio Santiago: Brasil dá adeus ao cantor de "Saigon"

INTERNACIONAL
Em encontro com Dilma, Papa Francisco confirma vinda ao Brasil

POLÍTICA
Câmara garante empenho nas questões levantadas por prefeitos

GERAL
Médica suspeita de mortes no Paraná ganha liberdade

MEIO AMBIENTE
Água: empresas incentivam consumo consciente

POLÍTICA
Barbosa: críticas por sugerir conluio entre juízes e advogados

CIDADANIA
Consumidor deve estar atento com produtos ecológicos falsos

Câmara dos Deputados quer reduzir gastos com pagamento de horas extras.

Sem Kaká, mas com três atacantes, Brasil encara a Itália em amistoso.

Brasileiros tiveram aumento salarial acima da inflação em 2012.

Anatel elimina código de operadoras em chamadas interurbanas.

Alimentação adequada alivia os sintomas da tensão pré-menstrual, a TPM.

Papa Francisco confirma que virá ao Brasil em julho.

Renda dos consumidores da terceira idade deve crescer.

Câmara vai aumentar benefícios de parlamentares.

Brasil e Estados Unidos devem assinar acordo considerado o primeiro passo para o fim do visto.

Combate à tuberculose precisa de 1,6 bilhão de dólares por ano, diz OMS.

Vacina contra gripe já está disponível na rede privada.
Entrevista com Lúcia Bricks - Médica e diretora de Saúde Pública da Sanofi Pauster do Brasil

Alckmin confirma novos leitos para o tratamento de dependentes químicos e diz que medida vai combater o tráfico de drogas.
Entrevista com Geraldo Alckmin - Governador de São Paulo

Diretor da Nasa aconselha as pessoas a rezar, caso um asteroide esteja a caminho de colidir com a Terra.

DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

POLÍTICA

POLÍTICA DE TELECOMUNICAÇÕES

TELECOM

POLÍTICA DE RÁDIO E TV

IMPRENSA & JORNALISMO

INTERNET

AUDIOVISUAL

TELEVISÃO

MERCADO DE COMUNICAÇÃO

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Posted: 20 Mar 2013 07:02 AM PDT
Esse mês de março do ano de 2013 é tempo crucial para o campo. O dia 19 é marcado pela esperança, uma vez que os agricultores depositam todas as suas fichas em São José, para que as chuvas cheguem. Caso chova, acontece um ano bom de inverno, o que nos revela o imaginário popular. A meteorologia e seus técnicos dizem diferente: neste ano de 2013, o inverno será 40% menor em relação ao ano de 2012. Independente ou não de datas e crenças começam a ser delineadas as imagens de uma das piores secas dos últimos 50 anos. Isso é um fato. Diante deste quadro, a sociedade Potiguar começa a se mobilizar. As instituições ligadas ao campo já começam a botar o nariz nas veredas do sertão. O grito começa por São Paulo do Potengi. Nesse dia 13 de março, realizou-se um ato público chamado “grito pela água”, puxado por uma gama de instituições, como o movimento rural Arquidiocese de Natal, FETARN, FETRAF, Movimento Água para Todos, ABRAÇO POTIGUAR (Associação de Rádios Comunitárias), entre outros.
A imprensa do estado começa a noticiar esses movimentos. Repercutiu nas páginas do Jornal a Tribuna do Norte, blogs, Rádios Comunitárias, etc. Esse sentimento aparentemente tem uma conotação de ser do campo, mas não, é urbano também. Esse movimento é uma bandeira de cidadania fincada no solo Potiguar, ainda no século passado (XX), através da ação espetacular do Mons. Expedito Sobral de Medeiros, Coordenador da “Campanha Como Conviver com a Seca”, com auspícios da Arquidiocese de Natal. O movimento das águas acontecido no início dos anos 90 foi vitorioso. Desde a sua primeira grande reunião acontecida no dia 23 de março de 93, em Santa Cruz, que o povo do Rio Grande do Norte sentiu e aprendeu a importância de se lutar pela causas justas e do engrandecimento da alma humana. Nesse dia 23 de março no bronze da história será cunhado 20 anos dessa luta.
O exemplo de Mons. Expedito foi vitorioso, mesmo passadas essas duas décadas, ele ainda está vivo, cobrando soluções para os problemas da falta dágua em nosso estado. Diga-se que o problema não é falta dágua, mas sim, falta de administração dos governantes. Vejamos: a barragem Armando Ribeiro Gonçalves alocada no município de Assú tem capacidade de armazenar 4.400.000.000m³ d’água, e pra quê? É imperativo fazer a pergunta. Pra quê? Segundo informações de entendidos no assunto somente 3% da capacidade daquele reservatório é utilizada para algum fim: Levar água para o baixo Assú pelo canal do Pataxó, abastecer a adutora Sertão Central Cabugí e para a pesca, somente. A barragem Santa Cruz do Apodi: 600.000.000m³. Pra quê? A comunidade do Vale do Apodi espera pelos projetos de irrigação e até agora nada. Existem vários outros mananciais sem utilização nenhuma no Rio Grande do Norte.
Nesses novos tempos em que a luta do Mons. Expedito começa a ser reeditada pelo campo e cidades, reforço a ideia de se construir um canal com as finalidades de irrigação e abastecimento humano para as regiões do Mato Grande e Potengi. Esse sugestão de se construir um canal saindo do município de Itajá, interligado no canal do Pataxó, para o Pico do Cabugi em Angicos e de lá para Serra Azul no município de Riachuelo.
Desses dois relevos naturais a água seria ofertada por gravidade, e por sua vez o Potengi, recebendo água para irrigação e para o consumo humano, sairia do abastecimento que ora é feito pela adutora Mons. Expedito, dessa forma, desafogando o abastecimento para as regiões Agreste/Trairi, que é feito pela Loga do Bomfim em Nísia Floresta. Tenho consciência plena que essas ideias ainda estão no nascedouro, mas tenho convicção de que muitos corações e mentes serão sensíveis a essas esperanças.
O problema da seca no Nordeste não é falta dágua, e sim, falta de administração e determinação política para resolver as agruras da estiagem.
Água no Nordeste existe em grande quantidade. A indústria da seca é quem camufla a sua existência franca no nordeste brasileiro. São muitas as adversidade, entre elas a falta do educação do nosso povo. A CAERN e o SAAE e todos os órgãos que ofertam água tem uma responsabilidade para com as comunidades que são abastecidas por elas. Não basta só f abastecer e mandar a conta no final do mês. É preciso educar também, investindo na introdução de hidrômetros nas torneiras e na formação do povo. Afinal a água é para o povo e o povo, claro, é quem a conta paga. A presença do carro pipa é uma constatação e mesmo assim, as pessoas ainda não tem consciência de que a água é um bem findo e gastam de todo jeito.
Neste 22 de março é comemorado o dia Internacional das águas. É um ótimo dia para se refletir sobre esse bem findo da humanidade. O dia seguinte, o dia 23, é aniversário da primeira grande reunião acontecida em Santa Cruz. Já se foram 20 anos. Nesse dia, no ano de 1993, o Monsenhor Expedito plantou a semente da cidadania pela água e pela solidariedade que devemos ter pelos povos sedentos do Nordeste, do Brasil e do mundo.
A obra da transposição de águas do Rio São Francisco precisa ter solução de continuidade. Milhares de Nordestinos serão beneficiados com a conclusão dessa obra, que causará um impacto em torno de 20% no combate à seca. As políticas de construção de cisternas deverão continuar, poços tubulares, açudagem, construção de canais, barragens submersas, irrigação, etc. A seca é um fenômeno natural, por isso o homem deve aprender a conviver com ela. A classe política do nosso país precisa entender melhor esse contexto e responder com atitudes, permeadas de vontade política e ter compromisso para com todos.
A sociedade deve se organizar mais ainda. Nesse dia 19 de março (dia de São José) haverá em Santa Cruz, mais um agito da água, onde as políticas públicas serão temas debatidos com a participação de professores, estudantes, imprensa, escolas, universidades, sindicatos, igrejas, donas de casas, agricultores, políticos, etc. Cada um deverá se irmanar num grande sentimento de unidade. Os governantes deverão ter papel fundamental nesse processo. O povo deverá ser o condutor de toda essa engrenagem, afinal 2014 é ano de eleições e antes que a copa do mundo cobra todos com o seu véu, o dono da bola ainda é o povo.
Nesse ano de 2013, em qualquer reunião que acontecer não será preciso determinar que “não seja servida água a ninguém” para que todos sintam o que é não ter água pra beber”.
O tempo é inclemente. Ele mesmo anunciou.
Cabe a nós agir e avançar.
Cada um tem que fazer a sua parte.
Viva Mons. Expedito Sobral de Medeiros.
(*)Pedagogo, funcionário do IBGE,
presidente da ABRAÇO POTIGUAR,
membro do Movimento Água Para Todos
– Um Expeditiano.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com Roberto Civita internado, Giancarlo Civita assume interinamente comando do Grupo Abril

Vanessa Gonçalves e Jéssica Oliveira*

Nesta quarta-feira (20/3), o Grupo Abril informou a seus funcionários que Giancarlo Civita assume interinamente as funções de seu pai, Roberto Civita, que está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP). 

Leia também
Editora Abril será parceira do X Games; evento ocorre em Foz do IguaçuJustiça decide que Abril não terá de pagar trabalhadora terceirizadaTJ-SP concede a Luis Nassif direito de resposta na "Veja"; Editora Abril pode recorrer
IMPRENSA apurou que Roberto se recupera de uma cirurgia para colocação de um stent abdominal e que, por recomendação médica, ficará afastado de todas as suas atividades enquanto estiver em repouso. Por esta razão, Giancarlo assume suas funções até que o pai tenha liberação médica
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ana Paula Padrão deixa a Rede Record após fim do contrato de quatro anos

Vanessa Gonçalves e Edson Caldas*
Nesta quarta-feira (20/3), em nota, a Rede Record informou que Ana Paula Padrão deixa a bancada do "Jornal da Record" a partir desta data. De comum acordo, a jornalista e a emissora decidiram não renovar o contrato, que tinha duração de quatro anos.

Leia também
Ana Paula Padrão lança revista destinada a mulheres executivasProjeto “Mulheres Reais que Transformam”, de Ana Paula Padrão, acontece no RJ


No período em que fez parte do rol da Record, a apresentadora esteve à frente do principal telejornal da emissora, o "Jornal da Record", participou da cobertura dos principais eventos jornalísticos e esportivos, bem como produziu séries e reportagens especiais.

No comunicado, a Record afirma ter “certeza que Ana Paula colaborou de forma efetiva para a consolidação das propostas inovadoras do departamento de Jornalismo” e informa que a jornalista pretende se dedicar com exclusividade às empresas que lidera, de forma que a rotina do telejornal a impedia de conciliar as atividades.   

A emissora agradeceu a parceria com Ana Paula Padrão e desejou sucesso em sua trajetória.

À IMPRENSA, Ana Paula Padrão confirmou seu desligamento. “Minhas duas empresas, uma produtora [Touareg Agência de Conteúdo] e o portal Tempo de Mulher, tomam muito tempo e já não era possível conciliar as atividades”. A jornalista afirma que cumpriu os quatro anos na emissora e que agora cuidará de seus "bebês".

Em maio de 2009, a TV Record anunciou a contratação de Ana Paula Padrão, com contrato previsto para quatro anos, que estão prestes a vencer. No lugar da jornalista na apresentação do telejornal, retorna Adriana Araújo. 

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga