Câmara instaura CEI para apurar desvio de verbas em Boituva, SP Suspeitas de desvio de verbas envolvem o diretor de RH. Prefeitura também abriu uma sindicância para apurar o caso.

11:28 Radio Ideal FM 0 Comentarios



A Câmara de Vereadores de Boituva (SP) abriu uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar denúncias de desvio de dinheiro da prefeitura. A CEI foi aprovada por unanimidade e os trabalhos de análises de documentos já foram iniciados.
A comissão irá apurar suspeitas sobre a antiga diretoria do departamento de Recursos Humanos da prefeitura. Segundo as denúncias, foram feitos empréstimos consignados em nome de servidores, mas os valores não foram descontados dos salários.
O caso chegou até o legislativo por meio de um ofício encaminhado pelo prefeito de Boituva, Edson José Marcusso. O documento aponta indícios de irregularidades no setor de RH. O vereador Valdivino Antônio Marcusso, membro da comissão, explica que a primeira e maior irregularidade, e a que acumula valor maior de desvio, é em relação aos empréstimos consignados. “Esses empréstimos deveriam ser descontados dos funcionários, mas na realidade não eram descontados. Além de não descontar, a diretoria do RH repassava esse valor que saia dos cofres municipais. Possivelmente, o diretor embolsava esses valores. Ainda vamos investigar denúncias em relação a horas extras colocadas em cartões de pontos sem que elas efetivamente tivesse sido feitas”, diz
De acordo com o vereador Rodrigo Calzzeta, que também compõe a CEI, serão solicitados documentos para averiguação. Algumas pessoas também devem ser chamadas para dar esclarecimentos. “Queremos apurar se houve irregularidades, há quanto tempo essas irregularidades aconteciam e quais são as pessoas envolvidas. Iremos ouvir tanto as pessoas que operacionavam essa questão dos empréstimos consignados, como os funcionários que tiveram os nomes envolvidos mesmo sem saber”, explica.
A prefeitura também abriu uma sindicância para apurar o caso. Durante as investigações o diretor de departamento de Recursos Humanos, Rinaldo Aparecido Ribeiro, vai ficar afastado do cargo. Ele exerceu a função por oito anos, por isso, todas as folhas de pagamento de funcionários que trabalham ou trabalharam nesse período devem ser analisadas.
O secretário municipal de Assuntos Jurídicos, Airton Luíz Zamignani, a cidade mantém aproximadamente dois mil funcionários, por isso, mais de 100 mil apontamentos de salários terão que ser analisados. “Trabalhamos aí com um período de possíveis irregulares durante aproximadamente 50 meses. Como são mais de dois mil servidores, chegamos a esse número de documentos”, explica.
Ainda de acordo com o secretário municipal, as possíveis irregularidades já foram denunciadas ao Ministério Público.
A ex-prefeita de Boituva, Assunta Labrunici Gomes, afirma que não teve conhecimento do caso durante os dois mandatos que administrou a cidade e que está à disposição para ajudar nas investigações. “Em nenhum momento eu fiquei sabendo de alguma coisa, nem desconfiança de que isso pudesse ter acontecido. E se eu tivesse sabido, teria tomado providências, com certeza”, comenta.
O ex-diretor de recursos humanos foi procurado e por telefone disse que não daria entrevista porque, até agora, não sabe qual é a acusação e nem o motivo do seu afastamento do cargo.
Ofício encaminhado pelo prefeito de Boituva à Câmara de Vereadores aponta indícios de irregularidades no setor de RH. (Foto: Reprodução TV TEM)Ofício encaminhado pelo prefeito de Boituva à Câmara de Vereadores aponta indícios de irregularidades no setor de RH. (Foto: Reprodução TV TEM)Fonte : http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2013/03/camara-instaura-cei-para-apurar-desvio-de-verbas-em-boituva-sp.html

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga