Site oficial da CF 2013 oferece informações e subsídios para as comunidades

23:33 Radio Ideal FM 0 Comentarios



REFLEXÃO
A eficácia da oração não é determinada pela quantidade de palavras nela presentes, pelo seu volume ou pela sua visibilidade, mas antes de tudo pela capacidade de estabelecer um relacionamento sério, profundo e filial com Deus. Quem fala muito, grita e fica repetindo palavras é pagão, que não é capaz de reconhecer a proximidade de Deus e ter uma intimidade de vida com ele. A oração também deve ter um vínculo muito profundo com o próprio desejo de conversão e de busca de vida nova, de modo que ela não seja discursiva, mas existencial e o falar com Deus signifique estabelecer um compromisso de vida com ele e para ele.
COMEMORAÇÕES
Nascimento
  • Dom Anuar Battisti, Arcebispo de Maringá - PR
Ordenação Episcopal
  • Dom José Carlos Chacorowski, CM, Bispo Auxiliar de São Luís do Maranhão - MA
  • Dom José Belisário da Silva, OFM, Arcebispo de São Luís do Maranhão - MA
  • Dom Giovanni Zerbini, SDB, Bispo Emérito de Guarapuava - PR
NOTÍCIAS
O papa Bento XVI durante os seus oito anos de pontificado deixou um verdadeiro legado. Suas obras científicas permearão pela eternidade como um aprendizado para as atuais e futuras gerações. Como membro de várias academias científicas da Europa, e com oito doutorados honoríficos de diferentes universidades, o Santo Padre sempre foi um intelectual, e profundo conhecedor da essência humana.
Na Carta Encíclica, Caritas in Veritate, dos documentos pontifícios, Bento XVI chama a atenção para temas contemporâneos como os desvios e esvaziamento do sentido da caridade na atualidade, que a excluem da vida ética, e ainda impedem a sua correta valorização. No documento intitulado “O Desenvolvimento Humano Integral na Caridade e na Verdade”, Bento dedica aos bispos, presbíteros, diáconos, pessoas consagradas, fiéis leigos, e a todos as pessoas de boa vontade, uma intensa reflexão sobre a caridade, via mestra da doutrina social da Igreja.
“A caridade é amor recebido e dado; é graça. A sua nascente é o amor fontal do Pai pelo Filho no Espírito Santo. É amor, que, pelo filho, desce sobre nós. É amor criador pelo qual existimos; amor redentor, pelo qual somos recriados.”. Descreve um trecho da Carta.
Perante uma realidade de um mundo cada vez mais individualista, o Sumo Pontífice faz um chamamento ao “bem comum”. “Amar alguém é querer o seu bem e trabalhar eficazmente pelo mesmo. Ao lado do bem individual, existe um bem ligado à vida social das pessoas: o bem comum. É o bem daquele “nós-todos”, formados por indivíduos, famílias e grupos intermediários que se unem em comunidade social. Não é um bem procurado por si mesmo, mas para as pessoas que fazem parte da comunidade social e que, só nela, podem realmente e com maior eficácia obter o próprio bem. Querer o bem comum e trabalhar por ele é exigência de justiça e de caridade.”
O papa ainda questiona o sentido e os critérios que a sociedade se baseia para “diferenciar” os seres humanos. “A vocação ao progresso impele os homens a “realizar, conhecer e possuir mais, para ser mais”. Aqui levanta-se o problema, sobre o que significa “ser mais”? Para responder a esta indagação Bento XVI lembra Paulo VI: “O que conta para nós é o homem, cada homem, cada grupo de homens, até se chegar à humanidade inteira”.

O Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) divulgou nota no último dia 15 de fevereiro, a respeito do anúncio de que o papa Bento XVI vai renunciar ao cargo no próximo dia 28. A seguir, reproduzimos o texto na íntegra:
NOTA DO CNLB SOBRE A RENÚNCIA DO PAPA
                                                                                 "O Papa: Sempre Pedro na Igreja!"
Na manhã do dia 11/02/13, o mundo todo se surpreendeu, inclusive nós cristãos católicos, com a notícia de que o Papa havia anunciado que vai renunciar. A surpresa, mais pela originalidade do que pelo mérito, pois há quase 600 anos que isto não acontecia e muitos nem sabiam que era possível o Papa renunciar.
Nós, cristãos Leigos e Leigas do Brasil, organizados no CNLB - Conselho Nacional do Laicato do Brasil, acolhemos filialmente esta decisão, compreendendo os motivos que alega.
Neste "Ano da Fé", celebrando já os 50 anos do Concílio Ecumênico Vaticano II, esta atitude corajosa e profética vem reforçar a eclesiologia do "Corpo Místico", que tem Cristo como Cabeça, e que está presente e atuante na História como Igreja : Povo de Deus.
Com os desafios do início deste novo milênio, num mundo em transformação, numa mudança de época, é preciso avaliar as próprias condições e ter coragem para tomar decisões. Quem dera que em todos os âmbitos das Igrejas e das Nações, onde for o caso, este exemplo fosse seguido!
Agradecemos a Deus por este cristão bispo de Roma, nosso amado Papa Bento XVI, por seu rico ensinamento, seu zelo apostólico, sua coragem profética. Pedimos, com o Profeta Jeremias, que o Senhor nos conceda "um Pastor segundo o seu Coração", que nos ajude a avançar nas pegadas do Concílio Ecumênico Vaticano II, que construa a Unidade e a Comunhão.
O Papa será sempre "Pedro na Igreja", o Pastor que "ama a Cristo e confirma seus irmãos" (Jo 21, 15-17).
Entre angústias e esperanças, vamos caminhando, pois "o Senhor Ressuscitou verdadeiramente!". Como nos ensina São Paulo, "Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus". ( Rm 8, 28 ).           
Brasília, 15 de fevereiro de 2013.

Laudelino Augusto dos Santos AzevedoPresidente do CNLB

A Equipe de Comunicação da Campanha da Fraternidade (CF) 2013, formada por jovens que representam pastorais, movimentos, comunidades de todos os cantos do país, criou um espaço importante para a partilha das ações da Campanha. É o hotsite www.cf2013.org.br, que aliado aos perfis nas redes sociais, visa colaborar na mobilização da Igreja no Brasil na reflexão do tema “Fraternidade e Juventude”.
“Fundamentados no texto-base, vamos movimentar a CF 2013 com uma linguagem diferenciada, própria de nós jovens”, afirma a equipe na apresentação do hotsite. Além de oferecer os subsídios da Campanha, o espaço traz artigos e notícias sobre as iniciativas nos quatro cantos do país.
Os jovens podem colaborar com o hotsite, enviando a notícia de como está sendo realizada a Campanha em sua diocese, paróquia, congregação, movimento ou comunidade. Basta clicar na aba “Seja um correspondente”. A coordenação é da equipe “Jovens Conectados”, da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB.
A CF é uma proposta evangelizadora da Igreja Católica desenvolvida na quaresma em preparação para a Páscoa. A campanha tem a missão de despertar o espírito comunitário e cristão; educar para a vida em fraternidade; e renovar a consciência da responsabilidade social.

A diocese de Juína (MT), através da equipe diocesana de pastoral, iniciou um ciclo de formação sobre os documentos do Concílio Vaticano II. A equipe visitará todas as paróquias da diocese e a expectativa é que o ciclo dure um período de quatro anos.
O primeiro encontro foi realizado, sábado, no dia 16 de fevereiro, na paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Juína (MT) e contou com a presença de várias lideranças de comunidades e agentes envolvidos nas diversas pastorais. Inicialmente está sendo estudada a Lumen Gentiun e na ocasião, também foi aprofundada a temática da Campanha da Fraternidade 2013.
A formação segue ao longo do ano e já estão previstas as visitas em todas as demais paróquias da diocese. De acordo com o vigário geral da diocese de Juína (MT), padre Adilson José Selch, “o desafio está nas enormes distâncias geográficas e nas condições de trafegabilidade nas estradas”. Mas finaliza dizendo que “É terra missionária” e destacando o lema da CF 2013 inspirado no profeta Isaías 6,8: "eis-me aqui, envia-me".

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga