Prefeitura alerta população sobre o risco de proliferação da dengue

11:46 Radio Ideal FM 0 Comentarios



A equipe de Controle de Vetores de Iperó iniciou no mês de janeiro os trabalhos de avaliação de densidade larvária que consiste em analisar o índice de infestação do município pelo mosquito Aedes aegypti.

Devido a intensidade de chuvas das últimas semanas, ficou constatado uma forte presença do Aedes aegypt na cidade, o que leva a Secretaria de Saúde alertar toda a população para que a doença não se prolifere. “Pedimos aos munícipes que procure ter mais atenção com quaisquer recipientes que possam acumular água, pois sempre é bom lembrar que o único modo de se evitar a transmissão da dengue é eliminando o mosquito, combatendo os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação dele”, alerta o coordenador da equipe de vetores, Henrique Aquino.

Para isso, é importante a colaboração de todos não deixando acumular águas em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos, lixeiras, dentre outros.
Sobre a Dengue
A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypt, que pica durante o dia e a noite, ao contrário do mosquito comum, que pica somente a noite. O mosquito prolifera-se dentro ou nas proximidades de habitações (casas, apartamentos, hotéis), em recipientes onde se acumula água limpa.
A fêmea pica a pessoa infectada, mantém o vírus na saliva e o retransmite. A transmissão ocorre pelo ciclo homem – Aedes aegypt – homem. Após a ingestão de sangue infectado pelo inseto fêmea, transcorre na fêmea um período de incubação. Após esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e assim permanece durante toda a vida.
Não há transmissão pelo contato de um doente, nem através de fontes de água ou alimento.
Segundo o coordenador, o mosquito mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. “O Aedes aegypt costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando sol forte, mas mesmo nas horas quentes, ele pode atacar a sombra, dentro ou fora de casa. A pessoa não percebe a picada, pois no momento não dói e nem coça”, afirma Aquino.
Sintomas
Pessoas que apresentem sintomas como febre alta, dores nas juntas e nos olhos e manchas pelo corpo devem procurar uma UBS (Unidade Básica de Saúde). Quanto antes for diagnosticado, mais rápido e eficiente será o tratamento da dengue. É importante na hora de informar o endereço passar corretamente a rua em que reside o doente para evitar novos casos nas proximidades da casa.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga