Novos prefeitos se filiam a CNM para fortalecer luta municipalista

10:14 Radio Ideal FM 0 Comentarios



O estande da Confederação Nacional de Municípios (CNM) estava lotado de gestores ansiosos por se filiarem durante o Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas que acontece de 28 a 30 de janeiro no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília.
O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, esteve no estande para cumprimentar os novos eleitos e afirmou que a adesão desses gestores à entidade deve fortalecer a luta do municipalismo brasileiro.
Agência CNM - Prefeito de Mariano Moro (RS)Agência CNM - Prefeito de Mariano Moro (RS)O prefeito de Mariano Moro (RS), Adelar Battisti, visitou o estande para se filiar pela primeira vez, pois acredita que a entidade tem um trabalho legitimo e uma luta que tem alcançado muitas conquistas para os Municípios. “Os gestores precisam desse apoio da entidade, alguém que esteja aqui em Brasília de olho nas ações da União. É minha primeira vez como prefeito e quero aproveitar a equipe técnica da CNM e experiência em gestão do Paulo para melhorarmos nosso Município e região”, conta.
Do Município de Araioses, no Maranhão, a prefeita Valeria Leal, se filiou para buscar ajuda, pois herdou um Município endividado e com vários problemas. “Estou me filiando, pois sei que vou poder contar com a orientação da CNM para resolver os problemas do Município. Como nova prefeita, Agência CNM - Prefeita Araioses (MA) - Valéria LealAgência CNM - Prefeita Araioses (MA) - Valéria Lealvou precisar de toda a ajuda possível na gestão e parceria da União e do governo do Estado”, revela a gestora preocupada com a crise financeira do Município de 50 mil habitantes perto da fronteira com o Piauí.
Descrentes
Preocupação era a palavra de ordem para os prefeitos de primeiro mandato e para os reeleitos. Todos continuam aguardando ansiosos que alguma medida realmente eficaz contra a crise financeira seja divulgada pela presidente Dilma Rousseff durante o evento de gestores.
“Espero que as ações que o governo federal divulgou na abertura do encontro, não fiquem só no discurso e nunca chegue aos Municípios. A ajuda precisa ser rápida para resolver os problemas nas contas municipais”, declara o prefeito gaúcho de Dois Irmãos das Missões, Derli da Silva Quadros.
O prefeito de Pedrinhas (SE), José Antônio Silva, também acredita que o governo precisa tomar uma atitude mais séria para ajudar os Municípios endividados e afirma que com a queda da arrecadação fica inviável gerenciar o Município. “Nossa dívida é maior que o dinheiro oferecido pelo governo. Sou reeleito, e meu Município não está conseguindo pagar o piso, que aumentaram sem perguntar se eu daria conta de pagar”, desabafa o gestor que ainda lembra, “todo mês é a mesma coisa, estamos com sérios problemas de custeio da máquina pública, não posso demitir professores. Esperamos que o governo se sensibilize pelo problema que eles mesmos criaram”, destaca.
Em Santa Catarina o prefeito de Aurora, Vilmar Zandonai, explica que o Município não tem recursos para transporte escolar e para construção das estradas vicinais. “Nosso Município é 83% agrícola e não podemos trabalhar sem máquinas, vim até Brasília para mostrar minha situação e tentar conseguir ajuda com o apoio da CNM, a maioria dos prefeitos aqui estão em dificuldades”, afirma.
O prefeito ainda orienta os gestores que estão em seu primeiro mandato: “sejam cautelosos, sentem e analisem as contas municipais para equilibrar as finanças e depois fazer os projetos. Ansiedade deixa o prefeito vulnerável, e mesmo com toda a cautela vai ser difícil governar”, aconselha o prefeito reeleito.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga