Mulheres beneficiárias do PAA podem participar de prêmio

16:20 Radio Ideal FM 0 Comentarios



Iniciativa do governo federal reconhecerá experiências que contribuam para o fortalecimento da política nacional de igualdade de gênero
Clique na imagem para ampliar

Ana Nascimento/Arquivo/MDS
governo federal institui prêmio “mulheres rurais que produzem o brasil sustentável”, que reconhecerá experiências de grupos de trabalhadoras do campo e das florestas
Governo federal institui prêmio “Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável”, que reconhecerá experiências de grupos de trabalhadoras do campo e das florestas
As organizações de mulheres que participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) podem concorrer na primeira edição do prêmio “Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável”. A iniciativa do governo federal vai reconhecer experiências de organizações, associações ou cooperativas do campo e da floresta que tenham mulheres em sua composição. As inscrições se encerram em 1º de fevereiro.

O prêmio é organizado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), do Trabalho e Emprego (MTE) e do Desenvolvimento Agrário (MDA). Seu objetivo é reconhecer as experiências que contribuem para fortalecer a política nacional para as mulheres.

A comissão julgadora analisará as propostas e selecionará 30 entidades finalistas, que receberão o troféu Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável. As 10 melhores experiências receberão, cada uma, R$ 20 mil. A cerimônia de entrega do prêmio será no dia 8 de março – Dia Internacional da Mulher -, em Brasília.

De acordo com a coordenadora de Monitoramento das Ações de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Juliane Perini, “o prêmio busca dar uma maior visibilidade ao trabalho dessas mulheres e reforça a importância de se discutir políticas públicas de igualdade de gênero, principalmente no meio rural.” Ela lembra que o PAA, por meio da resolução nº 44/2011 do Comitê Gestor do Programa (CGPAA), estabeleceu regras e percentual mínimo de participação de mulheres em todas as modalidades do programa.

Atualmente, de acordo com dados da Secretaria Nacional de Economia Solidária, do MTE, há 9,4 mil grupos produtivos na área rural com participação de mulheres e 774 entidades exclusivamente femininas em todo o país. Para participar do prêmio, é necessário que as organizações sejam formadas por, no mínimo, 70 % de mulheres e tenham presença feminina na direção.

Para acessar o edital, clique aqui.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga