Manu consegue pagar em dia primeira folha de pagamento do ano Prefeitura não dispunha de saldo para salários – Dívida preliminar passa dos R$ 35 milhões

12:39 Radio Ideal FM 0 Comentarios



Mesmo com as dificuldades iniciais de mandato e as dívidas herdadas da administração anterior, o prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, contrariando as primeiras previsões do setor de contabilidade, conseguiu honrar com a folha de pagamento referente ao mês de dezembro, no quinto dia útil de 2013, paga nesta terça-feira, 8.
Prefeito Manu, vice-prefeito, Vicente Menezes, e equipe de finanças durante a liberação da folha de pagamento do mês de janeiro

O valor bruto da folha de pagamento supera os R$ 7,1 milhões, incluindo encargos trabalhistas e contribuições previdenciárias. Já o valor líquido passa dos R$ 5,6 milhões. Ao todo, 3.269 servidores receberam seus vencimentos. O salário mais alto é de R$ 6.200, o mais baixo de R$ 735, e a média é de R$ 1.720.
Segundo Manu, honrar o compromisso com os servidores foi o grande desafio dessa primeira semana de mandato, já que não havia saldo para o pagamento. “Determinamos ao setor de finanças que todo recurso contabilizado fosse direcionado para essa finalidade. Infelizmente, não dispúnhamos do recurso. É um absurdo. Todo pequeno e microempresário sabe que o pagamento do salário de seus funcionários no mês de janeiro, é composto pela provisão de dezembro, ou seja, do mês anterior. Meu antecessor não pagou o salário do mês e sequer deixou o dinheiro para isso”, argumentou.
Logo em seu terceiro dia à frente da Prefeitura, Manu conseguiu renegociar a dívida com o cartão alimentação dos servidores, com dois meses em atraso e saldo de quase R$ 1 milhão.

Dívidas
Mas, os débitos não cumpridos, de acordo com os levantamentos preliminares, são ainda maiores. Só os restos a pagar chegam a R$ 15 milhões. Outros R$ 20 milhões são referentes ao passivo com fornecedores de transporte, merenda escolar, coleta de lixo e pavimentação.
 Os telefones da Prefeitura estão prestes a serem cortados, com mais de três meses em atraso. A Guarda Municipal, Ouvidoria e muitos postos de saúde, por exemplo, somente podem receber chamadas. Só a dívida com telefonia e internet supera os R$ 500 mil.
Ainda conforme Manu, essa é uma parte do problema administrativo levantado, que em breve será levado à população e à imprensa. O prefeito aponta ainda problemas relativos à falta de máquinas e equipamentos. “Tínhamos 21 veículos pesados, entre tratores, caminhões, motoniveladoras e rolos-compactadores, que eram locadas em sistema similar a um leasing. Foram pagas 32 parcelas. Faltavam apenas 10 para serem quitadas e a Prefeitura seria então a dona desse patrimônio. Mas, o prefeito anterior, deixou atrasar o pagamento e, ao invés de negociar, devolveu todo o maquinário. Agora, estamos sem máquina para trabalhar e um prejuízo de R$ 8 milhões aos cofres municipais”, finalizou
Crédito: Comunicação Tatuí - Evandro Ananias

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga