Levantamento: Municípios paulistas registram mais envolvidos com o crack do que com o álcool

15:49 Radio Ideal FM 0 Comentarios



Em 9% dos Municípios do Estado de São Paulo, o Sistema Público de Saúde atendeu mais pessoas envolvidas com ocrack do que com álcool em 2011. Os dados são da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas da Assembléia Legislativa de São Paulo. Eles foram obtidos por meio de levantamento sobre a situação do crack e outras drogas nos Municípios paulistas.
Este é o segundo ano consecutivo que a Frente Parlamentar promove o levantamento. E nesta edição os dados foram coletados por meio eletrônico – um questionário com treze perguntas – enviado no início do ano. De acordo com a Assembléia, responderam à pesquisa gestores públicos de 299 Municípios, que corresponde a 74% da população do Estado e 32 milhões de pessoas. No levantamento anterior foram obtidos dados de 325 cidades.
Pela análise dos dados, o crack continua na liderança entre as drogas ilícitas mais presente nos atendimentos do sistema público de Saúde de 47% dos Municípios participantes da pesquisa. A constatação do estudo anterior de que os Municípios com população entre 50 mil e 100 mil habitantes são os que mais sofrem com o problema foi mantida neste novo levantamento.
Envolvidas com crackOs Municípios atenderam 50.511 pessoas envolvidas com crack, o que significa 1,63 atendimentos por grupo de mil pessoas, segundo informações do levantamento. Já as cidades de 50 a 100 mil habitantes, chegaram a registrar 3,39 atendimentos por grupo de mil pessoas. Desde 5.676 dos usuários estavam com até 18 anos de idade. Ainda no que se refere à faixa etária dos usuários decrack que procuram o sistema público para tratamento, nota-se que, em média, 6% dos atendimentos envolvem menores com até 13 anos de idade.  Esse percentual sobe para 11% em cidades de 5 mil a 100 mil habitantes.
O estudo também registra outras informações, como: sobre quantidade de usuários de crack e álcool, investimento em comunidades terapêuticas e reincidência no sistema público. Segundo a Assembléia, o levantamento é uma contribuição para o aprofundamento do debate e a construção de estratégias para enfrentar este grave problema de saúde pública que atinge toda a sociedade, indistintamente.
Veja a apresentação aqui 

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga