Impostor agia em hospitais de Sorocaba e Piedade Fernando Guerrero foi preso em flagrante domingo na Santa Casa

11:02 Radio Ideal FM 0 Comentarios


O falso médico Fernando Henrique Guerrero, 30 anos, trabalhava em hospitais de Sorocaba e Piedade e foi preso domingo à tarde. Policiais civis esperaram ele fazer algumas consultas para dar o flagrante. Ele usava a identidade e o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico Ariosvaldo Diniz Florentino, que mora em São Paulo. Foi preso na Santa Casa de Sorocaba.

Assim que uma paciente de 62 anos saiu da sala de Fernando, policiais do 63º Distrito Policial, da zona leste de São Paulo, verificaram que ela tinha na folha de receituário carimbo com o nome e CRM do verdadeiro médico. Fernando admitiu então que usava nome falso para se passar por médico e clinicar no hospital. 

Os policiais de São Paulo chegaram a Fernando a partir da prisão de Camila Aline da Silva Matias da Rocha, 29, em Piedade, no dia 23 de novembro. Camila era procurada por participação em latrocínio (roubo seguido de morte) na zona leste de São Paulo e trabalhava como médica em Piedade, apesar de não ser formada em medicina. 

Fernando é quem apresentou Camila para trabalhar no ambulatório municipal de Piedade, conforme informaram à polícia funcionários da unidade. Camila também usava nome e número do CRM de uma médica verdadeira: Bruna Camila Braga. Ela teria exercido ilegalmente a medicina em Piedade por pelo menos três semanas.

Camila é acusada de dirigir o carro para a prática do latrocínio, em São Paulo. O crime aconteceu em setembro. As vítimas eram um casal e o homem foi morto com três tiros na cabeça. A delegada do 63º Distrito Policial, Janaina da Silva Dziadowczyk, disse ontem que Fernando não tem envolvimento com o latrocínio. Ela confirmou ainda que a prisão dele aconteceu em consequência da prisão de Camila, que era investigada pelo latrocínio.

Fernando também trabalhava como médico na Santa Casa de Piedade. Ele teria sido contratado pela Clínica Médica São Miguel e não diretamente pelos hospitais. Está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba. As acusações contra ele são de exercício ilegal da medicina (artigo 282 do Código Penal) e falsidade ideológica (artigo 299).

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga