Vá ao encontro nacional de comunicação comunitária em Belô; discuta Comunicação, pesque, capte e aprisione ondas sonoras

11:19 Radio Ideal FM 0 Comentarios



Os grandes temas do I Encontro Nacional de Comunicação Comunitária terão forte expressão simbólica durante o evento. Os participantes utilizarão anzóis de pescar ondas sonoras, redes de pescar o sinal das rádios e capacetes de alumínio com antenas, para aprisionamento do sinal sonoro.
O encontro foi antecipado para 08 e 09, sábado e domingo, de dezembro, e permitirá participação virtual, em tempo real.
Essa simbologia incide sobre Portaria do Ministério das Comunicações que orienta o sinal sonoro da rádio comunitária a ficar na “área de operações”, de mil metros de raio. Mas todas as rádios tem o direito de usar transmissores de 25 watts de potência, podendo mandar o sinal a quilômetros de distância.
Face ao aparente disparate técnico, o Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria dos Direitos da Cidadania, em São Paulo, ingressou com ação civil pública pedindo à Justiça Federal que proíba a aplicação desse item da Portaria em todo território nacional. Questão sub judice portanto.
Mesmo assim, Sindicatos das emissoras comerciais de rádio e televisão do Paraná e Santa Catarina pedem ao Judiciário que apliquem multas de até dez mil reais, por dia, às rádios comunitárias que não tragam de volta seu sinal sonoro para a área de mil metros de raio. Tecnicamente impossível.
Esse problema aparece em três frentes do Encontro – como ultimo capítulo da Saga das Comunitárias, como deliberação que inicia o Plano Diretor, trienal, para a Comunicação Comunitária, e como um dos motes do desfile O Império da Comunicação do Amor, para um público de 50 mil pessoas.
Em várias cidades do país, grupos da comunicação comunitária (radiodifusores, webs rádios e web tevês, blogueiros, jornais e revistas de comunidades e outros veiculos) começam a mobilização e organização para participar do I Encontro Nacional de Comunicação Comunitária, com forte ânimo no sentido utilizar a liberdade de expressão para falar ao país e ao mundo sobre a pior fase de sua história – a fase atual.
A ideia-força do Encontro continua sendo a de, por meios de sessões plenárias de debates e da aprovação de documentos importantes (o memorial da Saga e o Plano Diretor), oferecer uma proposta de comunicação para o País, que está mergulhado em uma densa crise de comunicação social.
Gerada pela comunicação comunitária, essa proposta gera, por sua vez, um modelo geral, de caráter interativo, com processos geradores de integração social, através da emoção básica da espécie humana – o amor biológico – que forma sistemas sociais e sociedades por meio da comunicação.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga