Signis Brasil promove primeiro encontro de Articulação e Comunhão com mídias católicas

10:35 Radio Ideal FM 0 Comentarios


Signis Brasil promove primeiro encontro de Articulação e Comunhão com mídias católicas

Signis Brasil, com o apoio da Rede Católica de Rádio, RCR, promoveram evento de Articulação, neste final de semana, de 14 a 16 de setembro, com os associados e representantes de comunicação de impressos (jornais e revistas), rádios, TVs, cinema e portais. O evento foi realizado na Casa de Oração das Irmãs Paulinas, em São Paulo e teve momentos de reflexão e trabalhos em grupos, plenárias com o objetivo de todos conhecerem os trabalhos dos setores, conforme organização de Singis Brasil.

A presidente de Signis Brasil, Ir. Helena Corazza, acolheu os 45 participantes, representantes das mídias católicas, com uma calorosa saudação. Este é o primeiro evento de Articulação realizado pela Signis Brasil com o apoio da RCR.  Agradeceu a presença do arcebispo de Campo Grande, MS, e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social, da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa e a Assessora da Comissão, Irma Élide M. Fogolari.
Na abertura, Ir. Helena fez uma breve apresentação da entidade dizendo que ”Signis Brasil é uma associação católica de comunicação criada há um ano e meio (02/12/1910) e sua missão é animar unir e congregar todos os meios de comunicação católicos e de inspiração cristã do país e a formação de comunicadores. Sua missão é articular, unir-se para fortalecer projetos conjuntos e para compartilhar o que somos e temos”.
O tema central do evento Articulação e Comunhão foi desenvolvido por dom Dimas Lara Barbosa, que focou a palestra em três pontos: política, mudanças culturais e redes. Para dom Dimas, “é muito importante que a comunicação se dê, assim como toda a nossa pastoral, de maneira relevante e pertinente a realidade na qual o Evangelho precisa ser anunciado. Então o que nós fizemos foi um esforço de tentar conhecer a realidade sócial e política depois da Constituição de 1988. O segundo ponto vamos analisar as mudanças culturais da nossa sociedade na perspectiva daquilo que o sociólogo Bauman chama de sociedade líquida, ou seja, em constante transformação com a crise das instituições tradicionais, e para o terceiro ponto fizemos um estudo comparativo de duas formas básicas de organização de qualquer instituição: a organização em pirâmide e a organização em rede”, explicou dom Dimas.
O trabalho por grupos, foi parte integrante da organização: impressos, rádios, cinema, TVs e web / portais, que discutiram seus projetos em andamento, complementaram e apresentaram a toda a assembleia, o que gerou contentamento não só com as próprias iniciativas mas dos demais. Um projeto comum é a JMJ2013 (Jornada Mundial da Juventude) que acontecerá no Rio de Janeiro. Observa-se grande entusiasmo, a busca de abrir horizontes para se articular enquanto pessoas e projetos.
Para o presidente de RCR, Frei João Carlos Romanini, “o  tema exposto por dom Dimas, quando ele cita os três pontos, é justamente o que nós não podemos estar desassociados da realidade, a realidade do mundo. Então o tema de Articulação e da Comunhão veio justamente fazer esta “provocação” para que nós permaneçamos com os pés no chão, porém, olhando para esta realidade que nós temos e como nos organizamos enquanto Igreja para darmos uma resposta para as pessoas”.  Continua Romanini “senti na apresentação dos grupos que trabalharam por setores, essa vontade de fazer a comunicação a partir da comunhão da Igreja. Pode ser sinal dos tempos, outros tempos era quase impossível se falar que podemos construir algo juntos, sendo de diferentes identidades, e hoje estamos percebendo que é possível”.
Comentando o tema central, para Ir. Helena “já estamos nesta mudança cultural, já estamos despertados para trabalharmos em redes e o mais desafiador para nós é justamente esta articulação no campo político, de estarmos atentos e presentes nos processos e não só cobrirmos os fatos. Eu acredito que seja mais desafiador porque exige um acompanhamento e também um entrosamento com outros setores da Igreja”.
Para Ir. Élide, assessora de comunicação, disse que “está se tecendo uma rede de toda uma comunicação católica na Igreja do Brasil. Está se tecendo de uma forma dialogada, partilhada, reflexiva e, isso pra mim, é indispensável para que se possa fazer um caminho. Se nós não tivermos esses momentos e um embasamento neste sentido depois não temos condições de darmos continuidade. Então estas discussões são pertinentes a um processo de continuidade a toda uma estruturação dos meios católicos trabalharem em conjuntos, e claro articulados pela Signis Brasil. Então eu percebo que há realmente uma proposta de um projeto consistente para o futuro”.
Para o editor do jornal Santuário de Aparecia, Leonardo Meira, “neste primeiro encontro de articulação que a Signis Brasil está promovendo, nós ainda estamos aprendendo de como construir uma rede de comunicação católica. O nosso trabalho ainda ele é muito pulverizado, temos um trabalho excelente, temos profissionais magníficos com uma qualidade editorial dos nossos meios que é invejável. E muitas vezes não sabemos como articular isso e que toda essa nossa potência, que ela possa ser utilizada de maneira muito eficaz. A Signis Brasil com todo este trabalho de articulação, com este trabalho de redes vai ser esta plataforma que vai fomentar isso. Os resultados deste trabalho vão ser excelentes; é um momento de Kairos de vivência na Igreja do Brasil enquanto comunicação”.
Para Lourdes Crespan, que trabalha na Revista Milite, “é importante este momento que estamos vivendo como Igreja, através de todos os meios de comunicação, aqui presentes neste primeiro encontro de articulação. Acredito que não somente para mim, mas para todos nós do meio de comunicação, é um grande desafio, um sinal de esperança de estarmos aqui com as nossas diversidades, mas buscando esta unidade. Como disse dom Dimas no tema do evento, a unidade vamos dar através das redes. Sendo uma rede mesclada, não hierárquica mas que realmente podemos ter em comum. Este é o meu primeiro encontro cheguei com o coração muito aberto e de perceber aquilo que eu posso levar para o meu ambiente de trabalho, que é na Revista Milite”.
 Signis Brasil
Foto - Marcos Beltramin

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga