AMARC realiza seminário sobre regulação e as rádios comunitárias

09:52 Radio Ideal FM 0 Comentarios



No  sábado (22 de setembro), das 9 às 18 horas, a Associação Mundial de Rádios Comunitárias - AMARC Brasil realizou o quarto evento do Ciclo de Seminários Regionais sobre Legislação e Direito à Comunicação da AMARC Brasil "Uma nova lei para as rádios comunitárias: marco regulatório e direito à comunicação". O objetivo é refletir sobre a proposta das emissoras comunitárias para a nova Lei de Comunicação e também discutiu as atuais políticas em comunicação referentes às rádios comunitárias brasileiras. AMARC Brasil pretende que os seminários sejam espaços construção conjunta de um marco regulatório para o setor que efetive o direito humano à comunicação e à liberdade de expressão. O evento aconteceu no auditório do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (rua Rego Freitas, 530 - sobreloja - Vila Buarque).NA Sala Vladimir Herzog.
Este encontro fez parte de um Ciclo de Seminários que tem percorrido as cinco regiões brasileiras, já tendo sido realizado em Fortaleza (CE), Arroio do Sal (RS) e Altamira (PA). O quinto e último evento acontecerá em Brasília, no mês de novembro, quando as propostas dos seminários regionais serão apresentadas.
Durante o evento, foi distribuída a versão em português da publicação "Princípios para garantir a diversidade e a pluralidade na radiodifusão e nos serviços de comunicação audiovisual", elaborada em 2009 pela AMARC América Latina e Caribe. O livro é resultado de pesquisa comparada em legislação e acordos internacionais sobre direito à comunicação e pretende ser referência e mais uma ferramenta para a nova lei de comunicação brasileira.
A Associação Mundial de Rádios Comunitárias - AMARC - é referência organizacional, política e comunicacional de um movimento internacional constituído em torno das rádios comunitárias, cidadãs e populares. A missão da AMARC é promover a democracia na comunicação, especialmente no rádio, para favorecer a liberdade de expressão e contribuir para o desenvolvimento igualitário e sustentável dos nossos povos.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga