Abraço convoca Rádios Comunitárias a participarem de Concurso

07:53 Radio Ideal FM 0 Comentarios


A Fundação Banco do Brasil e Revista Fórum abriram inscrições para o terceiro Concurso Aprender e Ensinar Tecnologia Social. O concurso irá premiar professores da rede pública de ensino e de espaços não-formais de educação, como Educação de Jovens e Adultos (EJA) e ONGs que incentivam o debate sobre o uso de Tecnologias Sociais. A Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária)incentiva a todos voluntários que promovem cursos de capacitação sobre veículos de comunicação, a se inscreverem neste importante projeto. A finalidade do concurso é ampliar a divulgação e o conhecimento sobre tecnologias a favor do desenvolvimento sustentável das comunidades por meio do debate com professores, alunos do ensino fundamental e pessoas da comunidade.
O Concurso Aprender e Ensinar Tecnologia Social deste ano anunciará os seis vencedores no final do seminário, nos dias 9 e 10 de novembro, em Brasília. Eles vão participar do Fórum Social Mundial de 2013 e divulgar suas tecnologias em seminário organizado pela revista e pela Fundação. Serão premiados seis professores, um de cada região do Brasil (Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte) de nível fundamental e médio, e um de Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. Além disso, serão selecionados 64 finalistas, que irão a Brasília participar de seminário sobre tecnologia social na educação, nos dias 9 e 10 de novembro, com todas as despesas pagas pelo Concurso. Os finalistas ainda receberão um tablet e um troféu.
As tecnologias sociais são soluções simples, de baixo custo, capazes de promover uma transformação social e o desenvolvimento social, onde a comunidade é protagonista e que podem ser reaplicadas em qualquer lugar. Neste sentido, é importante que as rádios comunitárias participem do projeto, pois são meios de comunicações fundamentais para o desenvolvimento social e cultural das comunidades do Brasil.
Todos os professores inscritos, ainda ganharão assinatura da Revista Fórum até fevereiro de 2013, um livro sobre Geração de Trabalho e Renda e passarão a integrar a rede de educadores Aprender e Ensinar.
Inscrições no site: www.aprenderensinarts.com.br
Mais informações
Fundação Banco do Brasil
Gerência de Comunicação e Mobilização Social
Portal: www.fbb.org.br
Endereço eletrônico: cristiane.santos@fbb.org / dalva@fbb.org.br /claudia@fbb.org.br
Telefones: (61) 3104 4657 / 4658 / 4667
Bruno Caetano
Da Redação

É incrível como o rádio tem um poder de apaixonar, de gerar emoções, de envolver e de dar àquele que o ouve grandes momentos de alegrias, reflexões e questionamentos. É notório que todos os personagens envolvidos no rádio tenham sempre uma história para contar da participação em sua vida e na vida dos que os cercam, onde um recado, uma música, uma reflexão numa história de vida são proporcionados por essa caixinha mágica provocando alegrias, emoções reais e muita, digo muita, cidadania. O rádio é um meio de comunicação que, com sua versatilidade e pouco custo de instalação pode chegar a muitos lugares e promover, além do entretenimento, informações, cidadania ativa e promover emoções. Há relatos de ouvintes que se emocionam quando contam a emoção que tiveram ao conhecer o locutor ou locutora que apenas ouviam. É nessa constatação que precisamos lutar pelo crescimento do rádio, utilizar a tecnologia em avanço para gerar um processo de comunicação melhor, mais ativo e mais real. O rádio precisa investir no público jovem, gerando firmemente informações que façam com que estes se possam ligar nas programações dando-lhes o contexto educativo e cultural que seja atrativo e pautado na voz destes no cotidiano.
A união pelo rádio e por seu crescimento é intensamente bem-vinda e tem que aglutinar todos os membros de uma sociedade marcada pelo pluralismo cultural e por diversas demandas que terão neste meio de comunicação o auxiliar para o seu desenvolvimento. O rádio está sempre presente na casa das pessoas, no carro, no escritório e em todos os rincões do país. Por tudo isso, é importantíssimo valorizar sua presença na vida das pessoas. O rádio precisa de mais amor de quem o administra e, claro, dos órgãos competentes que têm de promover apoio para gerar maior viabilidade econômica em sua manutenção e mensagens de forma geral. É preciso que os meios publicitários passem a colocar este meio de comunicação como elemento mais vivo na divulgação de marcas e de mensagens do meio da propaganda e da mídia. O rádio precisa, sim, do apoio de outras mídias que devem reservar espaços nas suas pautas para enaltecer suas histórias e seus personagens.
Crescimento do rádio
O mundo do rádio precisa ser objeto de pesquisas, debates, fóruns, seminários de discussões para gerar aprendizado de seu valor e conhecimento de sua importância que foi e sempre será vital para um mundo melhor. É preciso que os militantes nas demandas pela comunicação invistam na luta pelo rádio e pelo seu maior reconhecimento das autoridades, que precisam claramente desenvolver um processo de apoio para gerar viabilidade, crédito e desenvolvimento na comunicação e na vida das pessoas. Quem conhece o mundo do rádio se apaixona, se orgulha, se deleita com as programações e seus diversos processos que alegram e fazem felizes todos que sabem da importância sempre real e ativa deste meio.
O rádio precisa, sim, de envolvimento, amor, dedicação e, sobretudo, garra de todos que estão envolvidos neste meio direta ou indiretamente. O rádio precisa de todos, faça a sua parte! Junte-se a todos que queiram sua melhoria e se envolva no crescimento deste meio de comunicação que já tem quase um século de funcionamento e, certamente, jamais irá acabar! Viva o rádio!
***
[Francisco Djacyr Silva de Souza é presidente da Associação de Ouvintes de Rádio do Ceará]

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga