Sabesp e ABES-SP desenvolvem carrinhos para coleta de óleo reciclável de porta a porta

22:49 Radio Ideal FM 0 Comentarios




O óleo de cozinha usado, quando descartado indevidamente pelo ralo ou pia, causa entupimentos na rede de esgoto e, se lançado em galerias pluviais, irá poluir rios e lagos. Preocupada com isso, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) vem conseguindo bons resultados fomentando a coleta de resíduos em restaurantes, condomínios verticais, shoppings e escolas, através do PROL - Programa de Coleta de Óleo de Fritura, lançado em 2008. Para alcançar também as casas, a Sabesp está desenvolvendo com a Associação Brasileira de Engenharia Ambiental - São Paulo (ABES-SP) 22 protótipos de veículos para que catadores de material reciclável também recolham óleo de fritura de porta a porta.
Serão ao todo 22 modelos de carrinhos com capacidade para transporte de óleo, confeccionados dentro dos padrões de resistência, ergonomia e respeito à segurança no trânsito, incluindo inovações como porta traseira basculante, barra de rebocar com altura ajustável, extensores telescópicos para as guardas laterais, espelhos retrovisores, faixas refletivas e buzina. Dois deles já estão prontos, um triciclo que tem capacidade para carregar 180 litros de óleo e um carrinho para coleta de recicláveis em geral, com espaço para 2 recipientes de 30 litros para coleta de óleo.
Os equipamentos estão sendo projetados pela FEI Júnior, empresa de alunos da FEI, escola de engenharia em São Bernardo do Campo, com renome na área automotiva. Os catadores foram consultados, através de um painel de entrevistas, explicando quais são as necessidades e sugerindo o que deveria ser incluído. O design de carrinhos mais leves e balanceados reduz o esforço muscular para vencer aclives e permite maior capacidade de carga, o que pode aumentar a área de abrangência da rota do catador. Os carrinhos terão ainda um compartimento com cadeado para guardar documentos e outros objetos.
Após os testes, desenhos e instruções para construção dos carrinhos serão disponibilizados gratuitamente nos sites da Sabesp e da ABES-SP, convidando patrocinadores a construí-los e doá-los para cooperativas ou diretamente para catadores autônomos. O pacote irá incluir ainda outros itens como uniforme, chapéu largo, capa de chuva, calçado e faixas refletivas peitorais.
Melhora na renda
Um litro de óleo reciclável, produto vinculado ao crescente mercado de biodiesel, é vendido por aproximadamente 50 centavos. Esse valor é mais estável do que o praticado por outros recicláveis, como aço, papel/papelão e alumínio, que sofrem flutuações com o mercado internacional de commodities. Os veículos com maior capacidade de carga, desenhados para menor esforço muscular e com mais segurança, também propiciam mais dignidade profissional aos catadores.
PROL
Através do PROL, a Sabesp fomenta desde 2008 a coleta desse resíduo. Descartado incorretamente na rede de esgoto, em vasos sanitários e pias, a gordura se solidifica, aglutinando todo tipo de lixo e obstruindo a rede coletora. Anualmente, a Sabesp faz cerca de 77 mil desentupimentos de rede coletora de esgoto na Região Metropolitana de São Paulo, recolhendo cerca de 3 milhões de litros de lixo. Quando o óleo vai parar em corpos d’água, é uma importante fonte de poluição, podendo contaminar mais de 25 mil litros d’água.
Em Cerqueira César, na região central da Grande São Paulo, onde o programa foi inicialmente adotado, constatou-se em testes desenvolvidos com a ONG Trevo e a Samorcc, a redução do número de desentupimento de esgotos em 26% em 2 anos, dentro de uma área de avaliação chamada de polígono piloto. Os efeitos são bastante positivos, principalmente em locais onde há muitos bares e restaurantes e maior consumo de óleo de fritura. Além dos condomínios verticais, essa vem sendo a área de abrangência principal da coleta. Com a implantação dos carrinhos, o recolhimento do óleo passará a focar também as casas.
Outro fator que contribui para o aumento do número de obstruções ou entupimentos é a utilização da rede coletora como lixeira. Nos trabalhos de limpeza a Sabesp encontra cabelos, panos, pontas de cigarro, fio dental, cotonete, preservativos, absorventes, esponjas, dentre outros resíduos lançados indevidamente em vasos, implicando ainda em maior consumo de água.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga