Fevereiro de 2012 foi o mês em que a Sabesp mais produziu água Companhia bateu recorde mensal de produção de água, com 70,79 mil litros por segundo

08:47 Radio Ideal FM 0 Comentarios



A Sabesp bateu recorde de produção de água no mês de fevereiro deste ano, atingindo 70,79 mil litros de água por segundo em média. O mês que detinha essa marca histórica era fevereiro de 2011, quando a empresa produziu 70,67 mil litros por segundo.  
O calor acima da média neste mês de fevereiro foi fator preponderante para a produção maior de água, reflexo direto do aumento do consumo pela população. Fevereiro teve, em média, temperatura máxima de 30,2º na Capital, de acordo com a Somar Meteorologia, superando em 2 graus a média histórica.
Nos primeiros dias de fevereiro a Sabesp já havia detectado essa tendência de elevação da produção. Em 7/2, uma terça-feira que teve temperatura recorde de 34º, a empresa atingiu a marca de 73,4 mil litros de água produzidos por segundo – o maior índice já alcançado. Em dias de temperaturas mais amenas, a Sabesp produz em média 67 mil litros de água por segundo.
Escassez
A Sabesp reforça a orientação de que é preciso usar água sem desperdícios. A Grande São Paulo é uma das mais escassas em recursos hídricos do País: são apenas 146 mil litros disponíveis por habitante ao ano, volume muito inferior aos 2,5 milhões de litros anuais recomendados pela ONU.
São Paulo concentra 20% da população brasileira, mas abriga apenas 1,6% da água do País. A carência de recursos hídricos é pior que a da Paraíba e Pernambuco, os Estados mais áridos do Nordeste, e inferior a de alguns países do deserto do Saara. Hoje, a água que é fornecida para a Grande São Paulo viaja, em alguns casos, quase 120 km – como no Sistema Cantareira.
A Sabesp está fazendo sua parte e nos últimos anos realizou investimentos importantes que contribuíram para garantir o fornecimento de água para a população da Região Metropolitana de São Paulo. Entre as obras está a ampliação do Sistema Produtor Alto Tietê, que beneficia 5 milhões de pessoas. A produção de água nesse sistema cresceu de 10 mil litros por segundo para 15 mil litros por segundo. Além da ampliação da capacidade de tratamento, foram instaladas novas adutoras, como a Guaraú-Jaraguá, e estações para bombear a água em toda a Grande São Paulo. O investimento chega a R$ 500 milhões.
Dicas
Medidas simples podem ser adotadas dentro de casa para que a água seja usada com consciência. Na hora de tomar banho, feche a torneira enquanto se ensaboa. Banhos com aquecedores por 15 minutos, por exemplo, consomem 135 litros de água em uma casa. Se fecharmos o registro durante o ensaboamento e reduzirmos o tempo para 5 minutos, o consumo cai para 45 litros.
Outra dica importante é para a hora de lavar o carro. Prefira usar um balde e um pano a usar uma mangueira. Se a lavagem dura 30 minutos e a mangueira fica aberta, o gasto de água pode chegar a 560 litros. Com o balde, cai para 40 litros.
Antes de lavar a louça, limpe os restos de comida e feche a torneira: o consumo pode cair de 240 litros para apenas 20 litros. Molhe as plantas de preferência no começo da manhã ou à noite, quando a evaporação é menor, e prefira um regador à mangueira, que pode gastar até 190 litros em 10 minutos.
A água das piscinas montadas principalmente para uso das crianças também pode ser mais bem aproveitada: depois do banho para se refrescar, use a água para lavar o quintal, por exemplo.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga