Mulher – O abraço que o Brasil precisa

07:34 Radio Ideal FM 0 Comentarios



No dia Internacional da Mulher, a Abraço reconhece a grande contribuição feminina para o bem da sociedade brasileira e do mundo.
Há muito tempo as mulheres vem mudando o cenário mundial, com seu jeito sublime de transformar as coisas. Na história da humanidade, apesar do machismo constante que circula em sua órbita, a mulher consegue a façanha de superar os desafios e incrivelmente fazer melhor e diferente. Hoje, no Dia Internacional da Mulher, a Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária), quer não somente parabenizar, mas também encorajar cada vez mais as guerreiras do Brasil e do mundo, que por onde passam deixam suas contribuições para um planeta melhor, independente da área em que atuam. No Brasil, ter uma mulher como presidente é mais que uma honra, é a certeza de possuir um escudo para o nosso povo. Uma conquista que deu o brilho que faltava em nossa história.
A Abraço tem orgulho de poder contar com várias guerreiras brasileiras na luta pela democratização da comunicação. Seja atuando nas rádios comunitárias em cada recanto nos mais distantes cantos do país, ou seja lutando politicamente nos grandes centros por um país mais justo. A importância de cada uma delas, seja em um humilde estúdio com seu microfone, ou no palanque da câmara dos deputados, é a mesma. Cada uma delas pode transformas as coisas à sua maneira.
A Coordenadora de Gênero e Etnia da Abraço Nacional, Kamayura Saldanha considera que ser mulher é um presente do universo. “Para mim, o dia Internacional da Mulher, é um marco comemorativo dos nossos avanços, que na realidade foi uma data instituída mundialmente pelas Nações Unidas desde 1975,comemorando as lutas, reivindicações das mulheres operárias (1875), em busca de melhores salários, condições de trabalho inclusive o direito ao voto”, falou Kamayura, referindo-se à Conferência Internacional das Mulheres na Dinamarca, que instituiu o dia 08 de Março como o Dia Internacional das Mulheres.
De acordo com Kamayura, este é um grande momento para a humanidade refletir sobre o que é ser mulher e buscar reparar todo o tempo perdido, quando as mulheres não eram respeitadas como “tal”. Segundo ela é preciso valorizar a mulher cada vez mais como um ser dotado de grande poder de transformação e solidificação de uma sociedade como um todo. “ Nós, mulheres de radcom, temos o microfone como um grande aliado para fomentar os nossos avanços. Usando nossas vozes, fazendo ecoar esta transformação social feminista, com igualdade de direitos, com resgate de valores e como direito humano”, salienta a comunicadora.
Para Kamayura Saldanha, apesar do movimento de democratização da comunicação no Brasil ser um segmento machista, as mulheres de radcom já “imprimiram” a maneira feminina de ser nesta luta. “Já ocupamos nosso espaço de norte à sul do país. A nossa tônica já mudou este sentimento machista abrangente. Nossos coletivos já estão implantados e disseminados por muitas emissoras e nossas vozes já ecoam de forma branda, bonita e dinâmica”.
Com esse jeito feminino é que as mulheres vem conquistando naturalmente os espaços de públicos, políticos e de comunicação no Brasil. Sendo assim protagonistas de uma era de transformações para o bem da humanidade. E a Abraço se faz mais forte tendo em seu movimento guerreiras como Kamayura, que deixa a todas as nossas heroínas uma grande mensagem de encorajamento nesta belíssima data: “Mulheres de Radcom brasileiras e planetárias, agora é a nossa vez. Somos a certeza de um Brasil melhore e temos força para fazer um futuro melhor para todos através de nossas vozes. Seguiremos a nossa luta em prol de um mundo melhor, pois mulher que é mulher, sabe o que quer”.
Bruno Caetano
Da Redação

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga