Repórter formado em rádio comunitária recebe prêmio na Paraíba

18:03 Unknown 0 Comentarios



POLÍTICA DE RÁDIO E TV

TELECOM

INTERNET

DEMOCRATIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

POLÍTICA DE TELECOMUNICAÇÕES

POLÍTICA

REDES SOCIAIS

COMUNICAÇÃO COMUNITÁRIA

TELEVISÃO

SOCIEDADE DA COMUNICAÇÃO

INDÚSTRIA FONOGRÁFICA

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

IMPRENSA & JORNALISMO

POLÍTICA DE TV POR ASSINATURA

CULTURA

RÁDIO

TELEVISÃO & TECNOLOGIA

MERCADO DE COMUNICAÇÃO





O mundo corporativo já entrou em contagem regressiva, faltando menos de uma semana para as festas de final de ano. Grande parte das empresas costuma programar férias coletivas neste período, época em que quase nada se decide no campo dos negócios. Apesar do marasmo, aproveite para definir os principais objetivos a você e sua equipe para o próximo ano.
Praticamente todas as firmas utilizam metas para medir o desempenho de departamentos e colaboradores, independentemente do nível hierárquico e função. Ao topo da pirâmide temas mais abrangentes, estratégicos e de longo prazo. Já para a base, ações táticas e de curto prazo. Operacionalizá-las é função do corpo gerencial, localizados no meio da figura.
Apesar de simples, estabelecê-las esconde alguns segredos. Objetivos inalcançáveis, prazos exíguos, escopo amplo ou impossibilidade de medi-las podem desmotivar os colaboradores. Aprecio a técnica SMART, a qual menciona que as metas devem ser específicas, mensuráveis, atingíveis, realistas e tangíveis, já traduzidas para o português. Vejamos.
alt
Imagem: ThinkStock

Específicas
: aumentar o market share, reduzir a inadimplência ou penetrar um novo mercado são metas interessantes, porém muito gerais. Para torná-las menos genéricas é necessário um maior nível de detalhamento. Conquistar dois pontos de market share no mercado carioca, através da penetração na classe A da zona sul , por exemplo, seria algo bem mais específico.
Mensurável: ainda na mesma linha, é necessário medir os dois pontos de market share obtidos, sejam eles em unidades físicas, monetárias ou margens de contribuição. Caso contrário, um vendedor poderia conquistá-lo oferecendo grandes descontos, comprometendo a lucratividade.
Atingível: imagine um novo entrante no setor de bebidas, cuja meta seja obter metade do mercado da Coca-Cola. Apesar de desafiadora é na prática inatingível, mesmo que pertença a um grupo com grande poderio financeiro. O feitiço neste caso virará contra o feiticeiro, arrefecendo os ânimos dos envolvidos num curto período de tempo.
Realista: algumas multinacionais têm sofrido deste mal após 2008. Com os mercados maduros em queda, executivos globais recorrem aos emergentes para cobri-los. É comum aplicar taxas de crescimento chinesas à filiais brasileiras, ao mesmo tempo em que se solicitam margens de lucro cada vez mais elevadas. São as conhecidas metas para inglês ver.
Tangíveis: aqui entra o critério tempo, em meu ponto de vista o corolário de todos os anteriores. Um prazo muito curto pode desmotivar os envolvidos pela impossibilidade de cumprimento, enquanto sua falta pode levar a acomodação. O governo brasileiro é mestre neste quesito, aplicando-os em suas duas vertentes.
Em minha experiência pude verificar que alguns gestores têm dificuldade em utilizar o critério SMART, criando metas muito amplas, fracas ou inatingíveis, as quais não contribuem para o resultado da empresa. Sugiro que comece aplicando-o ainda neste ano, revisando as metas estabelecidas. Talvez seja um bom programa aos que ficarão de castigo, nesta época de telefones mudos.


ACADEMIA CABISTA DE LETRAS, ARTES E CIÊNCIAS



POESIA DE ANTÔNIO FRANSCICO CÂNDIDO



O MENINO DA MANJEDOURA

Nasceu um menino,
O menino da manjedoura.
Olhar alegre e semblante risonho...
O coração em sua pequenez,
Convida todos a serem felizes.
O menino cresceu...
Hoje, homem formado
Saiu pelo mundo a pregar:
... O amor, a partilha, a verdade...
Passou-se o tempo,
Pelo nome de Cristo ficou conhecido,
Conquistou milhares de seguidores e admiradores,
E também poderosos e renomados inimigos.
Por fim começou a incomodar
Decidiram que não mais deveria viver!
Condenado a morte, pregaram-no em uma cruz,
Aquele que só fez e desejou o bem!
...Acabou-se?!....
Mas, quem é o Rei dos reis?
E o Senhor dos senhores?
Que está à direita do Pai,
Mesmo tendo nascido,
Numa pobre, simples e humilde manjedoura,
Alegre, sorridente e feliz.

A comissão de negociação da Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária) se reuniu na sexta-feira (15) com Coordenador geral de radiodifusão comunitária do Ministério das Comunicações, Octavio Pieranti e a também representante do órgão, Letícia. A reunião, que ocorreu no próprio MiniCom às 10h, serviu para que a Abraço analisasse junto ao órgão, as propostas de alteração do Decreto 2.615/98. A comissão pautou propostas sobre definição de apoio cultural e o raio de abrangência de 1Km das rádios comunitárias.
A equipe do MiniCom estudará a possibilidade de acrescentar a localização do canal único entre 88 e 108 MHz . A Abraço propõe que este item esteja explícito na lei, tendo em vista a necessidade de garantir que as emissoras estejam dentro do Dial do rádio.
Foi estabelecida também, a formação de um convênio do Ministério das Comunicações com a Abraço, tal qual o já existente com a Arpub, que trata da capacitação de gestores de rádios comunitárias. Este convênio trabalhará uma parceria do Mincom e a Abraço, contribuindo com a logística dos espaços para realização das formações. Isso inclui propor as datas e locais observando sempre a agenda do MiniCom e garantido neste, a tratativa direta com a diretoria executiva da Abraço, respeitando as instancias de decisão.
Estes pontos, analisados na reunião, são para decreto imediato. As demais questões que já foram levantadas pela Abraço devem ser assinadas em um novo decreto e publicado até o final do primeiro semestre de 2012.
A Comissão de Negociação da Abrço foi representada pelo Coordenador Executivo da entidade, José Sóter, a Coordenadora Nacional de Gênero e Etnia, Kamayura Saldanha, o Coordenador da Abrço-DF , João Moreno e a radialista comunitária de Morro da Fumaça em Santa Catarina, Aline Nandi.


O deputado estadual Laerte Tetila (PT-MS) se manifestou favorável às reivindicações da Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária). Em sua moção de apoio feita na semana passada, na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Tetila mencionou que as solicitações das rádios comunitárias vão de encontro ao desenvolvimento da comunicação social no país.
A proposta feita pelo deputado Laerte Tetila inclui: a alteração da Lei nº 9.612/98, com a ampliação da potência; isenção do serviço de radiodifusão comunitário da taxa do ECAD; cumprir o acordo firmado com a Abraço durante a I Confecom, permissão da divulgação de apoio cultural sem as restrições impostas pela Portaria MiniCom 462/2011.
A moção fala também sobre a descriminalização das rádios comunitárias e anistia com as devidas reparações nos termos do PL 4186/98; aumento do número de Canais no dial 88 a 108 MHz. Outras questões que entraram na puta foram o desarquivamento e agilizaçãono trâmite dos processos na esfera do Ministério das Comunicações e destinação de publicidade pública para as emissoras.



O radialista da Rádio Constelação FM, Jota Alves (foto), foi contemplado com o Prêmio AETCJP de Jornalismo. Ele foi reconhecido pela comissão julgadora da premiação devido à matéria sobre assédio sexual em Guarabira veiculada no programa Polêmica Paraíba (Paraíba FM).
Atualmente, Jota Alves divide com Marcelo Alexandre e Cid Cordeiro a apresentação do programa Rádio Noticia (Constelação FM), de Guarabira/PB.
Jota é natural de Mari (PB), formado em jornalismo pela UFPB e já está há mais de cinco anos no rádio do brejo paraibano. Iniciou sua carreira na Rádio Comunitária Araçá FM, de Mari, como repórter do programa Debate Comunitário, ancorado pelo jornalista Fábio Mozart.
A premiação é uma iniciativa da Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa, instituída desde 2002 para reconhecer o talento dos profissionais da imprensa do Estado. O Prêmio é considerado o “Oscar” da imprensa paraibana.

0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga