Abraço participará da 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres

22:11 Radio Ideal FM 0 Comentarios





Coletivo de Mulheres da Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária) participará da 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres (CNPM), que acontecerá de 12 à 15 de dezembro no Centro de Convenções Ulisses Guimarães em Brasília. O evento, que busca autonomia e igualdade, é uma realização da Secretaria de Política para as Mulheres (SPM) e do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM).
As radialistas comunitárias da Abraço farão cobertura completa, com matérias e entrevistas especiais. A rádio Abraço NO AR (através deste site) transmitirá todo o evento a partir do dia 12 de dezembro (segunda-feira) às 18h; quando a Presidente Dilma Roussef e a ministra-chefe da Secretaria Especial de Política para as Mulheres, Iriny Lopes, farão a solenidade de abertura da conferência.
Confira a programação completa da 3ª Conferência Nacional de Política para as Mulheres:
12/12/2011 – Segunda-feira
18h às 21h: Solenidade de Abertura da 3ª CNPM
Dia 13/12/2011 – Terça-feira
8h às 10h30: Plenária de Abertura
Aprovação do Regulamento da 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres
11h às 13h: Painel 1 – As mulheres no momento atual do desenvolvimento econômico e social: desafios de um projeto de país com igualdade entre mulheres e homens e sustentável 
13h: Rodas de Conversa
Roda 1: Como pensar políticas que dêem conta da pluralidade
Roda 2: História das desigualdades entre homens e mulheres
Roda 3:Orçamento para políticas para as mulheres
Roda 4: Comunicação e mídia não discriminatórias
13h às 14h30: Almoço
14h30 às 17h30: Grupos de Trabalho
Grupo de Trabalho 1: Autonomia Econômica e Social: igualdade no mundo do trabalho e desafios do desenvolvimento sustentável (Eixo 1 do II PNPM: Autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho com inclusão social; Eixo 6 do II PNPM: Desenvolvimento sustentável no meio rural, na cidade e na floresta, com garantia de justiça ambiental, soberania e segurança alimentar e Eixo 7 do II PNPM: Direito à terra, moradia digna e infra-estrutura social nos meios rural e urbano, considerando as comunidades tradicionais ).
Todos os grupos de trabalho incorporam na sua discussão as dimensões de raça, orientação sexual e geracional (Eixo 9 do II PNPM: Enfrentamento do racismo, sexismo e lesbofobia e Eixo 10 do II PNPM: Enfrentamento das desigualdades geracionais que atingem as mulheres, com especial atenção às jovens e idosas).
18h às 20h: Painel 2 – Enfrentamento do racismo e da lesbofobia: articulação necessária para o enfrentamento do sexismo
20h às 21h30: Jantar
22h:Show com Zélia Duncan
Dia 14/12/2011 – Quarta-feira
8h30 às 10h30: Painel 3 – Enfrentamento das desigualdades e a autonomia das mulheres
11h às 13h: Painel 4 – Plano Nacional de Políticas para as Mulheres: perspectivas e prioridades
13h: Rodas de Conversa
Roda 1: Um olhar internacional 
Roda 2: Mulheres jovens e idosas – as políticas e as diferenças de geração
Roda 3: Relatos de experiências de gestão pública
Roda 4: Relatos de experiências de gestão pública – formação de gestoras e agentes públicos
13h às 14h30: Almoço
14h30 às 18h30: Grupos de Trabalho
Grupo de Trabalho 2: Autonomia Cultural (Eixos 2 do II PNPM: Educação inclusiva, não-sexista, não-racista e não-homofóbica e Eixo 8 do II PNPM: Cultura, comunicação e mídia, igualitárias, democráticas e não discriminatórias)
Grupo de Trabalho 3: Autonomia Pessoal (Eixo 3 do II PNPM: Saúde das mulheres, direitos sexuais e direitos reprodutivos e Eixo 4 do II PNPM: Enfrentamento de todas as formas de violência contra as mulheres)
Grupo de Trabalho 4: Autonomia política, institucionalização e financiamento de políticas públicas para as mulheres (Eixos 5 do II PNPM: Participação das mulheres nos espaços de poder e decisão e Eixo 11 – gestão e monitoramento do Plano)
Todos os grupos de trabalho incorporam na sua discussão as dimensões de raça, orientação sexual e geracional (Eixo 9 do II PNPM: Enfrentamento do racismo, sexismo e lesbofobia e Eixo 10 do II PNPM: Enfrentamento das desigualdades geracionais que atingem as mulheres, com especial atenção às jovens e idosas).
19h: Conferência de Michelle Bachelet – Secretária Geral Adjunta da ONU e Diretora Executiva de Onu Mulheres (Entidade das Nações Unidas para o Empoderamento das Mulheres)
20h às 21h: Jantar
21h às 23h: Atividade cultural
15/12/2011 – Quinta-feira
8h30 às 12h30: Plenária Final
Discussão e deliberação sobre propostas e recomendações dos grupos de trabalho.
12h30 às 14h: Almoço
14h30 às 17h: Plenária Final (continuação)
Discussão e deliberação sobre as propostas e recomendações dos grupos de trabalho. Apresentação e aprovação de Moções.
17h às 18h: Solenidade de Encerramento da 3ª CNPM
19h: Jantar
Para mais informações clique aqui

Comunicadores da rádio comunitária de Morro da Fumaça, “A Voz do Povo” visitam Centro de Recuperação Vida jovem.
O Centro de Recuperação Vida jovem, há 14 anos atua no tratamento e reabilitação de dependentes químicos (álcool e outras drogas), com uma visão do ser humano completo. Os programas oferecidos têm como foco as mudanças comportamentais e a qualidade de vida dos dependentes e seus familiares, através da assistência aos pacientes em recuperação. A unidade oferece acompanhamento social e psicológico, atividades de lazer, educacionais, palestras, terapia em grupo, terapia individual, aconselhamentos e a espiritualidade com base na Palavra de Deus.
Com uma boa estrutura e um quadro de profissionais disponível hoje para atender os jovens que procuram o Centro de Recuperação Vida jovem tem atendido pessoas de diversas regiões do Brasil. “As pessoas vem nos procurar, batem em nosso portão e pedem ajuda”, diz um dos administradores, conhecido como Pedrinho.
O Vida Jovem iniciou seus trabalhos há 14 anos, na cidade de Içara, comunidade de Pedreira, a partir do trabalho de igrejas (Assembléia de Deus) da região sul (entidade religiosa, civil, sem fins lucrativos). O grupo surgiu a partir do entendimento de um grupo de pessoas, de que não poderia ficar alheio e distante ao problema da dependência em álcool e outras drogas, mas, que o seu sentimento e o compromisso cristão para com as pessoas dependentes e seus familiares deveriam ser evidenciados em ações de apoio as mesmas. Para o grupo, a fé em Jesus Cristo é algo que deve ir além do discurso, devendo, portanto, expressar-se na vida prática.
Inicialmente com uma estrutura menor, o Centro de Recuperação Vida jovem acolheu seus primeiros internos. Logo em seguida, o espaço foi se transformando, com ampliação do alojamento, cozinha, refeitório, sala de reuniões, recepção, casa dos menores, espaço de oração e grandes eventos etc. Com o tempo, houve um constante aumento na demanda para internamento e, com o apoio de inúmeras pessoas e de amigos da comunidade, além de familiares de alguns pacientes. Assim foi possível ampliar o trabalho e se chegar ao que o Centro de Recuperação Vida jovem é hoje.
Apenas neste ano o centro já atendeu cerca de 1300 pessoas e ao longo dos anos, diversas vidas foram recuperadas e centenas de jovens e adultos reabilitados ao convívio social sem uso de drogas.
Existe ainda a necessidade de ampliar algumas atividades lúdicas e ampliar a base de contato do centro com a família dos que estão em tratamento.
A visita dos comunicadores aconteceu no dia 30 de novembro, com o objetivo de conhecer a realidade dos dependentes em processo de recuperação, bem como a estrutura oferecida.


0 comentários:

Obrigado pelo seu Comentario, seja bem vindo !

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga